Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

CRP 0420-2015-01

Aula 01 de comunicação Digital

  • Login to see the comments

CRP 0420-2015-01

  1. 1. COMUNICAÇÃO
 DIGITAL CRP-0420 AULA 01: CONTEXTO E REDES.
  2. 2. ESTRUTURA: PRÉ-AULA: LER E VER MATERIAL DE APOIO PALESTRA OU ENTREVISTA FILME (FICÇÃO) DOCUMENTÁRIO LEITURA (REVISTA) LEITURA (COLUNA) CAPÍTULO LIVRO (TEORIA) SITE(S) E PENSADORES DO TEMA DURANTE A AULA: EXPOSIÇÃO E DEBATE
  3. 3. ESTRUTURA: DEPOIS DA AULA: MAIS MATERIAL DE APOIO PRODUZIR UM TEXTO A RESPEITO DO TEMA, FUNDAMENTADO E REFERENCIADO. NÃO É UM RELATÓRIO, MAS SIM UMA REFLEXÃO OU PEÇA DE FICÇÃO EM SEU GDOCS. NO FIM DO CURSO PUBLICAREMOS UM EBOOK COM AS MELHORES CONSIDERAÇÕES.
  4. 4. EBOOK: EDIÇÃO E AJUSTE FINAL: ANTES DE ESCREVER O SEU TEXTO FINAL, VOCÊ DEVERÁ CITAR OS TEXTOS DE OUTROS DOIS ALUNOS. FINAL DE CURSO: PRODUZIR 2 PARÁGRAFOS DE CONCLUSÃO DO CONJUNTO DA OBRA
 + PECHA KUCHA DO PROJETO.
  5. 5. AH, VOCÊ NÃO FALA, LÊ, COMPREENDE INGLÊS ? Vamos lembrar que a disciplina é optativa.
  6. 6. TAREFA FINAL: RESOLVER O MUNDO. (OU UM PROBLEMA DELE)
  7. 7. BYA, THIARA São meus egos terceirizados.
  8. 8. PROGRAMA: 6/8 - CONTEXTO 13/8 - A COISA 20/8 - NADA (LDOC) 27/8 - IDENTIDADE 3/9 - BIG DATA 10/9 - SEMPÁTRIA 17/9 - EDUCAÇÃO 24/9 - CROWD* 1/10 - EXCLUSÃO 8/10 - CIBERATIVISMO 15/10 - GAMES 22/10 - VR, AI 29/10 - IOT, SMART CITIES 5/11 - NEURO E BIO 12/11 - HACK E CODE 19/11 - FABRICATION 26/11 - TENDÊNCIAS 3/12 - PECHA KUCHA 1+2
  9. 9. DE ONDE SURGIU
 A INTERNET?
  10. 10. Isaac Asimov, 1988.
  11. 11. PODER. INFORMAÇÃO NÃO É CRITÉRIO QUE É
  12. 12. CONTEXTO.
  13. 13. SEC. 20: FUTURISMO SÉC.21: “PRESENTISMO” A desorientação é regra.
  14. 14. WTF?
  15. 15. COMEÇO. TUDO ISSO É SÓ O TODOS FORMAM OPINIÃO, HOJE GLOBAL. AINDA SOMOS DEPENDENTES DA MÍDIA. METADE DO MUNDO ESTÁ DESCONECTADA. 2/3 DO MUNDO
 NÃO USA CARACTERES ROMANOS.
  16. 16. COMEÇO. TUDO ISSO É SÓ O NUNCA HOUVE CONTATO MUNDIAL. O ENCONTRO ATÉ AGORA
 FOI DE SOCIEDADES
 QUE JÁ TINHAM VALORES PARECIDOS.
  17. 17. INTERAÇÕES NINGUÉM LEVA A SÉRIO NOVAS ATÉ CHEGAR O PONTO
 EM QUE NÃO DÁ MAIS
 PARA IGNORÁ-LAS.
  18. 18. RETROVISOR: CORREMOS PARA O FUTURO COM OLHOS NO O PASSADO É CONFORTÁVEL, JÁ ESTIVEMOS LÁ.
  19. 19. A REDE É MUNDIAL: • 3 BILHÕES DE USUÁRIOS DA INTERNET • 1,2 BILHÃO DE WEBSITES • 1,4 BILHÃO DE USUÁRIOS ATIVOS NO FACEBOOK • 843 MILHÕES DE USUÁRIOS ATIVOS NO GOOGLE+ • 327 MILHÕES DE USUÁRIOS ATIVOS NO TWITTER • 58 MILHÕES DE USUÁRIOS ATIVOS NO PINTEREST
  20. 20. SÓ HOJE: • TRÁFEGO NA REDE: 2 MILHÕES DE TERABYTES • 2,5 MILHÕES DE MW/H USADAS • 2,3 MILHÕES DE TONELADAS DE CO2 EMITIDAS • 186 BILHÕES DE E-MAILS ENVIADOS • 3,6 BILHÕES DE CONSULTAS AO GOOGLE • 3,2 MILHÕES DE PUBLICAÇÕES EM BLOGS • 640 MILHÕES DE TWEETS • 7,2 BILHÃO DE VÍDEOS VISTOS NO YOUTUBE • 128 MILHÕES DE FOTOS NO INSTAGRAM • 130 MILHÕES DE PUBLICAÇÕES NO TUMBLR • 125 MILHÕES DE CHAMADAS VIA SKYPE • 45 MIL WEBSITES HACKEADOS.
  21. 21. EM UM SEGUNDO: • 8500 TWEETS • 1700 FOTOS NO INSTAGRAM • 1700 PUBLICAÇÕES NO TUMBLR • 1650 CHAMADAS VIA SKYPE • 25,5 TB DE DADOS TRANSFERIDOS • 48 MIL CONSULTAS AO GOOGLE • 95 MIL VÍDEOS VISTOS NO YOUTUBE • 2,4 MILHÕES DE E-MAILS ENVIADOS (67% SPAM)
  22. 22. VISUALIZAÇÕES Padrões cada vez mais complexos demandam a identificação de padrões em novas dimensões.
  23. 23. A EXPONENCIAL.
  24. 24. INTEGRADA. A EXPERIÊNCIA É CADA VEZ MAIS A REDE É QUASE INVISÍVEL.
  25. 25. QUESTÕES:
  26. 26. 1. ESTAMOS
 SEMPRE LIGADOS. E A MÁQUINA É
 A CONSCIÊNCIA TERCEIRIZADA.
  27. 27. DISTRAÇÃO CONTÍNUA. Forças na periferia da atenção são ampliadas. O que está em frente é ignorado.
  28. 28. SOBRECARGA
 DE INFORMAÇÃO. Aumento do número de fontes. E do volume de informação por fonte.
  29. 29. A MULTITAREFA
 É ILUSÃO. A atenção oscila entre as tarefas demandadas. A conexão com o mundo real é prejudicada.
  30. 30. “INFORMÍVOROS” As tecnologias contemporâneas
 mudam a plasticidade do Cérebro:
 a forma de se comportar, falar, reagir, pensar e lembrar.
  31. 31. ATENÇÃO PARCIAL CONSTANTE A informação se alimenta de atenção. Sem atenção, não há recursos suficientes:
 é preciso selecionar o que lembrar.
  32. 32. DIGITAL-DEVICE- DISTRACTION Você é realmente multitarefa
 ou só está distraído?
  33. 33. 2. INDÚSTRIAS
 EM CRISE.
  34. 34. A REVOLUÇÃO
 É COGNITIVA. Crise dos sistemas ligados ao pensar
 e ao conhecimento:
 da Educação à Imprensa, da Medicina ao Direito.
  35. 35. DESINFORMAÇÃO: Da Rússia ao Estado Islâmico,
 dos criacionistas à indústria do Tabaco:
 desinformar é melhor do que censurar.
  36. 36. “O QUE ACONTECE AQUI?” A PERGUNTA QUE NINGUÉM FAZ:
  37. 37. “ISTO É BOM OU RUIM?” É MUITO MAIS IMPORTANTE DO QUE:
  38. 38. 3. INTERNET OU TWITTER, FACEBOOK E GOOGLE?
  39. 39. CONTEÚDO. É MUITO PRECISAMOS DE FILTROS.
  40. 40. OS GIGANTES DA INTERNET CHINESA Alibaba: maior do que Amazon + PayPal + EBay. Tencent (WeChat, QQ, SoSo, PaiPai, Tenpay): terceira maior empresa de Internet do mundo, depois de
  41. 41. SÓ INVENTAMOS 5 PRODUTOS ATÉ AGORA. PC - Notebook - Console
 Smartphone - Tablet
  42. 42. 4. CONVERGÊNCIA ENTRE OS MUNDOS FÍSICO E DIGITAL
  43. 43. INTERNET DAS COISAS Hardware com molho de Software.
  44. 44. IMPRESSORAS 3D deixam de ser coisa de nerd.
  45. 45. FÓRMULA E Velocidades de até 220 Km/h em carros elétricos.
  46. 46. VIRGIN GALACTIC Voos a 71 mil pés de altura.
  47. 47. CLOUD COMPUTING
 E CIÊNCIA. Computação de alta performance, multitarefa, data- intensive e alto throughput:
 terraforming e combate às mudanças climáticas.
  48. 48. BIOLOGIA SINTÉTICA. Criação de novos tipos de vida artificial para a realização de pequenas funções. 
 Micróbios sintéticos a combater infecções.
  49. 49. PROCESSADORES
 DE 14NM Próxima geração de chips, depois dos de 22nm. Mais rápidos, mais densos e mais econômicos. Podem funcionar como sensores microscópicos.
  50. 50. APLICAÇÕES BIOMÉTRICAS. Reconhecimento de digitais, íris e voz podem mudar as transações bancárias e de segurança.
  51. 51. SMART MACHINES Agentes inteligentes vão mudar o sistema de saúde, analisando dados biomédicos,
 indicadores sociais e metadados em grande escala.
  52. 52. APLICATIVOS INVISÍVEIS Dissolvidos na nuvem, no ambiente, nos corpos.
  53. 53. CAR TECH Honda, GM, Audi, Hyundai, Google e Nvidia:
 Open Automotive Alliance - Android e Google Maps para os veículos, criando um padrão.
  54. 54. PESSOAS, COISAS, INFORMAÇÃO, LUGARES E INDÚSTRIAS. FALAM POR AÍ EM CINCO INTERNETS:
  55. 55. TUDO A INTERNET DE
  56. 56. AÇÕES CONTEXTUAIS Equipamentos e software se ajustam conforme as preferências, hábitos e recomendações sociais.
  57. 57. COMPUTADORES SE DISSOLVENDO. Na nuvem, no ambiente, nos corpos.
  58. 58. COMPUTAÇÃO VESTÍVEL Sistemas portáteis, baterias pequenas, funções essenciais e conectividade. O software faz a diferença.
  59. 59. SMART HEALTH Produtos que antes eram caros e restritos a UTIs agora estão em toda parte. Tem eletrocardiograma até em capinha de iPhone.
  60. 60. SMARTPHONE EMOCIONAL Protótipo da Samsung detecta emoções
 com precisão de 65%, baseado na velocidade de digitação, erros, tremores, temperatura etc.
  61. 61. REDES SOCIAIS. SENSORES MUDAM AS E CRIAM MICRO-REDES DE COMUNICAÇÃO ÍNTIMA.
  62. 62. PENSAR. NOVAS FORMAS DE TECNOLOGIAS SÃO FERRAMENTAS.
 PENSE EM NOVOS RELACIONAMENTOS.
 A MAIORIA DA WEB HOJE NÃO ERA IMAGINADA EM 1995.
  63. 63. ATÉ A MORTE MUDOU: Redes sociais permitem conversas mais frequentes
 do que os grupos de apoio hospitalar tradicionais,
 o que diminui a sensação de isolamento.
  64. 64. DESMATERIALIZANDO. OS PRODUTOS ESTÃO SE
  65. 65. INFORMAÇÃO. TUDO ESTÁ SENDO TRADUZIDO EM E ESTÁ SE TORNANDO QUANTIFICÁVEL.
  66. 66. GOOGLENOW E SIRI São a porta de entrada para bases de dados poderosas. Falar é a interface mais natural que existe.
  67. 67. HAL VOLTOU. O Cérebro Eletrônico é cada vez mais real. HAL falava, reconhecia vozes, identificava faces, computava linguagem natural, jogava xadrez, interpretava emoções, raciocinava e apreciava arte.
  68. 68. SOCIAL, FÍSICA, PERSONALIZADA, SUPERDEPENDENTE, CONTEXTUAL, RESPONSIVA E INTEGRADA. A REDE É CADA VEZ MAIS
  69. 69. ROBÓTICA, INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL, BIOLOGIA SINTÉTICA, NANOTECNOLOGIA, INTERNET DAS COISAS. NOVOS CAMPOS, MAIS INTEGRADOS:
  70. 70. “PAPAI, O QUE É A INTERNET?”
  71. 71. 7 INTERNETS:
  72. 72. 1
  73. 73. 2
  74. 74. 3
  75. 75. 4
  76. 76. 5
  77. 77. 6
  78. 78. 7 WETWARE.
  79. 79. PERSONAL HACKING Muito além da nutrição, cosmética, tatuagem
 e musculação. Paralímpicos e evolução.
  80. 80. TATUAGENS DIGITAIS Pedômetros e sensores subcutâneos. Testes laboratoriais e genéticos em casa.
  81. 81. É PRECISO PENSAR SOBRE A INTERNET. Em vez de apenas deixá-la acontecer. Mais que Tecnologia e Inteligência Artificial, a Internet é Linguagem e Educação.
  82. 82. MACRO-REDES. CIDADES SE TRANSFORMAM EM
  83. 83. TRÊS BILHÕES NOS PRÓXIMOS ANOS ESPERAM-SE DE NOVOS USUÁRIOS. CADA UM COM NOVAS
 CONTRIBUIÇÕES E DEMANDAS.
  84. 84. TUDO SERÁ SOCIAL: TV, NOTÍCIAS, SAÚDE, COMPRAS, ENTRETENIMENTO, TRABALHO...
  85. 85. TUDO SERÁ MÓVEL: TV, NOTÍCIAS, SAÚDE, COMPRAS, ENTRETENIMENTO, TRABALHO...
  86. 86. TUDO SERÁ SERVIÇO: TV, NOTÍCIAS, SAÚDE, COMPRAS, ENTRETENIMENTO, TRABALHO...
  87. 87. TUDO SERÁ MENSURÁVEL: E PODERÁ EVOLUIR RAPIDAMENTE.
  88. 88. 5. NOVOS RISCOS
  89. 89. NOVOS PROBLEMAS: Suicídios de adolescentes, depressão, estresse, falta de rumo. A tecnologia não é opressora.
 As demandas e papéis simultâneos é que são.
  90. 90. FRONTEIRAS NEBULOSAS: TECNOLOGIA, ENTRETENIMENTO,
 E INFORMAÇÃO. “Entretenimento” quer dizer “segurar dentro”.
  91. 91. VALE LEMBRAR: O que está na nuvem não é seu.
  92. 92. FEUDALISMO DIGITAL. Cada usuário jura fidelidade a seu Senhor Digital: Apple, Google, Microsoft, Facebook, Amazon, Sony controlam seus dados e equipamentos.
  93. 93. QUANTAS HORAS
 VOCÊ TRABALHOU
 PRO FACEBOOK HOJE?
  94. 94. MANIPULAÇÃO. O uso de padrões de Big Data
 para interferir em comportamentos.
  95. 95. NOS CURVAMOS
 AO MUNDO
 QUE AGRADA
 AO GOOGLE. A comunicação precisa cair no gosto do algoritmo. Digitalizamos livros para que a máquina os leia.
  96. 96. ESTRUTURAS DE PREVISÃO Reduzem pessoas a padrões.
  97. 97. BOLHA DE FILTRO. A nova ideologia.
  98. 98. TEMPO E PACIÊNCIA. Controle da Informação não é senso crítico.
 É o contrário: auto-indulgência e consumo desmedido
 dos próprios vícios, sem censura.
  99. 99. ERRO É muito melhor tolerado em um mundo virtual do que nos contextos reais de uma relação ou de um local de trabalho. Como foi melhor tolerado na infância.
  100. 100. É POR ISSO QUE A PORNOGRAFIA
 É TÃO POPULAR. The Internet is for porn
  101. 101. RADICAL. PRECISAMOS DE TRANSPARÊNCIA
  102. 102. DINHEIRO É INFORMAÇÃO É DINHEIRO. Negociável o tempo todo entre pessoas, empresas, instituições e governo.
  103. 103. É PRECISO ADMINISTRAR
 A IDENTIDADE. Equilibrar Identidade e Privacidade, negociar dados pessoais como ativo de valor.
  104. 104. LINGUAGEM. MUDANÇA DE
  105. 105. ENFIM:
  106. 106. ANTI-TECH 
 NÃO É A RESPOSTA. É preciso equilibrar sigilo e conhecimento,
 anonimato e acesso.
  107. 107. COMPUTAÇÃO É ANTROPOCÊNTRICA. Aliens não reconheceriam bits descontextualizados.
  108. 108. CÓDIGOS DE ÉTICA, CONDUTA E
 DIREITOS DE DADOS Big Data só será segura quando for transparente, maleável e disponível, permitindo a todos que escolham como compartilhá-la.
  109. 109. É PRECISO SER GENERALISTA E PRAGMÁTICO. Não dá para competir com bases de dados intercaladas, complexas e referenciadas.
  110. 110. É DEMORADO Ainda não chegamos aos escritórios e cidades sem papel, imaginados no início dos anos 90.
  111. 111. EXPERIÊNCIAS DE PONTA não são mais monopólio de governos
 e agências transnacionais.
  112. 112. FIM
  113. 113. ESTRUTURA: PRÉ-AULA: LER E VER MATERIAL DE APOIO PALESTRA OU ENTREVISTA FILME (FICÇÃO) DOCUMENTÁRIO LEITURA (REVISTA) LEITURA (COLUNA) CAPÍTULO LIVRO (TEORIA) SITE(S) E PENSADORES DO TEMA DURANTE A AULA: EXPOSIÇÃO E DEBATE
  114. 114. ESTRUTURA: DEPOIS DA AULA: MAIS MATERIAL DE APOIO PRODUZIR UM TEXTO A RESPEITO DO TEMA, FUNDAMENTADO E REFERENCIADO. NÃO É UM RELATÓRIO, MAS SIM UMA REFLEXÃO OU PEÇA DE FICÇÃO EM SEU GDOCS. NO FIM DO CURSO PUBLICAREMOS UM EBOOK COM AS MELHORES CONSIDERAÇÕES.
  115. 115. EBOOK: EDIÇÃO E AJUSTE FINAL: ANTES DE ESCREVER O SEU TEXTO FINAL, VOCÊ DEVERÁ CITAR OS TEXTOS DE OUTROS DOIS ALUNOS. FINAL DE CURSO: PRODUZIR 2 PARÁGRAFOS DE CONCLUSÃO DO CONJUNTO DA OBRA
 + PECHA KUCHA DO PROJETO.
  116. 116. AH, VOCÊ NÃO FALA, LÊ, COMPREENDE INGLÊS ? Vamos lembrar que a disciplina é optativa.
  117. 117. TAREFA FINAL: RESOLVER O MUNDO. (OU UM PROBLEMA DELE)
  118. 118. TAREFAS:
  119. 119. PALESTRAS TED: KEVIN KELLY, SHERRY TURKLE, MISHA GLENNY, SUSAN BLACKMORE, CLAY SHIRKY
  120. 120. FICÇÃO BLACK MIRROR: S01 E01 02 S02 E02 03
  121. 121. DOCUMENTÁRIO THE CENTURY OF THE SELF (TODO)
  122. 122. LEITURA (LIVRO) THE INFORMATION DIET - CAPS. 6 E 7 THE FILTER BUBBLE - CAP.1
  123. 123. PENSADOR DO TEMA: FRANK SCHIRRMACHER ENTREVISTA EDGE

×