Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
Boletim do IV Campeonato de ordem unida da apl 2016
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

Share

Especialidade de nutricao basica

Download to read offline

Especialidade de nutricao basica

Especialidade de nutricao basica

  1. 1. Clube de Líderes – Paulista Leste 1 Sangue e as Defesas do Corpo Nosso corpo é um sistema complexo, que necessita de diferentes nutrientes todos os dias para poder funcionar adequadamente. Nutrientes são estruturas que constituem os alimentos e que são essenciais para o funcionamento do organismo, fornecendo energia, servindo como matéria prima, mantendo e reparando partes do corpo e sustentando o crescimento. A palavra nutriente tem origem no latim nutriens, de nutrire, que significa "alimentar". Os nutrientes são classificados em macronutrientes (proteínas, lipídios e carboidratos), que são necessários em maiores quantidades e micronutrientes (Vitaminas e sais minerais), necessários em pequenas quantidades. Uma dieta balanceada é aquela que supre nossas necessidades básicas diárias, contendo porções equilibradas de uma diversidade de nutrientes importantes para a manutenção do metabolismo. Para isso, temos algumas classes de alimentos: - Alimentos energéticos - têm a função de fornecer grande parte da energia necessária ao corpo. Neste grupo estão carboidratos, lipídios e proteínas. - Alimentos construtores - são aqueles que servem de matéria prima na produção e no crescimento de células e tecidos. Estão neste grupo as proteínas, que também têm função energética, água e alguns minerais. - Alimentos reguladores - Os nutrientes reguladores controlam as funções vitais e exercem um importante papel no funcionamento adequado do organismo, controlando a queima de gorduras, a síntese de proteínas e a formação dos ossos, entre outras funções. Fazem parte deste grupo as vitaminas, os sais minerais e a água. Valores Diários de Referência (VDR) Mostram a percentagem dos valores de nutrientes fornecidos por uma porção de um determinado alimento e quanto ele representa em relação ao que precisamos para suprir as nossas necessidades diárias. Esses dados derivam de orientações internacionais com base em artigos científicos e que servem de base para a nossa ingestão diária de nutrientes. São números médios, já que cada indivíduo necessita de uma quantidade de nutrientes diferente do outro, dependendo de seu metabolismo e gasto de energia. A ANVISA é o órgão brasileiro que regulamenta e exige que os alimentos tenham em seu rótulo essas informações. Ao lado um exemplo de como essas informações devem ser apresentadas. Alimentos diet e light Há vários alimentos nas prateleiras que muitos utilizam para perder peso. Mas tome cuidado. Veja a diferença entre eles para não cometer erros comuns: Diet – tem a retirada de 100% de um nutriente, como a glicose (para ser consumido por diabéticos). Mas esteja atento, esses alimentos não tem glicose mas aumentam a quantidade de gordura para manter o sabor, o que aumenta o valor calórico. Light – tem a diminuição de ao menos 25% de um ou mais componentes, como açúcar, gordura, colesterol, sódio, etc. Zero – é um alimento ou bebida que tem a diminuição de calorias e isenção de açúcar.
  2. 2. Clube de Líderes – Paulista Leste 2 Para Refletir Já pensou em parar de comer carne? Muitas pessoas optam por não se alimentar de nenhum produtos de origem animal, são os veganos ou vegetarianos restritos. No entanto, há pessoas que deixam de comer apenas a carne e continuam a comer ovos e produtos lácteos, a esses chamamos de ovo- lacto-vegetarianos. Há ainda aqueles que apenas se utilizam do ovo e não consomem carne ou leite, esses são conhecidos como ovo-vegetarianos. Vitaminas As vitaminas desempenham diversas funções no desenvolvimento e no metabolismo orgânico. A falta delas, porém, pode causar várias doenças, como o raquitismo (enfraquecimento dos ossos pela falta da vitamina D), o escorbuto (falta de vitamina C, que matou tripulações inteiras até dois séculos atrás, quando os marinheiros enfrentavam viagens longas comendo apenas pães e conservas), o beribéri (falta de vitamina B1), pelagra (falta de vitamina B6), arriboflavinosis (falta de vitamina B2), entre outras. Abaixo as principais vitaminas, suas funções e alguns alimentos que as fornecem:  Vitamina A (retinol) – é importante no crescimento, pois forma ossos e dentes, melhora a pele e o cabelo, protege os aparelhos respiratório, digestivo e urinário e também é importante para a visão. Fontes: leite integral, queijo, manteiga, gema de ovo, pimentão, mamão, abóbora e verduras em geral.  Vitamina B1 (tiamina) – atua no metabolismo energético. Fontes: ervilha, germe de trigo, fermento, pão integral, lentilha, feijão, aveia, leveduras, arroz integral.  Vitamina B2 (riboflavina) – atua no metabolismo de enzimas e também na proteção do sistema nervoso. Fontes: iogurte, amêndoas, leite, ovos, levedo e outros.  Vitamina B6 (piridoxina) – crescimento, proteção celular, metabolismo de gorduras e proteínas, produção de hormônios. Fontes: frutas, verduras, cereais e carnes.  Vitamina B12 (cobalamina) – formação de hemácias e multiplicação celular. Fontes: produtos de origem animal.  Vitamina C (ácido ascórbico) – preserva os ossos, dentes, gengivas e vasos sangüíneos, aumenta a absorção de ferro, ajuda o sistema imunológico e aumenta a cicatrização. Fontes: goiaba, acerola, laranja, brócolis, couve e limão.  Vitamina D (calciferol) – é fundamental no fortalecimento dos ossos e dentes e ajuda na coagulação do sangue. Fontes: leite e ovos. Lembre-se que você precisa da luz solar pra ajudar a sintetizar essa proteína.  Vitamina E (tocoferol) – atua como antioxidante, combatendo o câncer e retarda o envelhecimento das células e contribui para a formação de novas hemácias, impedindo sua destruição no sangue. Fontes: verduras, azeites.  Vitamina K (anti-hemorrágica) – como o próprio nome diz, ela atua na coagulação sanguínea, evitando hemorragias. Fontes: fígado, óleo de fígado de bacalhau, frutas e verduras como acelga, repolho, couve e alface. Sais Minerais Diferentemente dos carboidratos, lipídios e proteínas, os sais minerais são substâncias inorgânicas, ou seja, não podem ser produzidos por seres vivos. Sua maior parte está concentrada nos ossos. Entre os mais conhecidos estão o cálcio, o fósforo, o potássio, o sódio, o iodo, o magnésio, o ferro, o flúor, o zinco e o selênio. Estas substâncias inorgânicas possuem funções muito importantes no corpo e a falta delas pode gerar desequilíbrios na saúde. Veja algumas funções dos sais minerais:  Cálcio – formam e mantêm ossos e dentes, além de ajudar na coagulação do sangue e participar das contrações musculares. Fontes: peixe, leite e derivados, verduras, feijões e castanhas.  Ferro – auxilia na produção de células do sangue e transporte de oxigênio. Fontes: fígado, gema de ovo, aveia, feijão, aspargos, carnes, etc.  Fósforo – Faz parte das membranas celulares, metabolismo dos glicídios, age na contração dos músculos e em reações que liberam energia. Fontes: carnes, ovos, cereais, etc.  Potássio – Atua no balanço e distribuição da água, relaxamento muscular, manutenção do equilíbrio ácido- base e processos de regulação das atividades neuro- musculares. Fontes: banana, batata, ervilha, tomate, frutas cítricas, etc.  Sódio – Equilibra os líquidos corporais, juntamente com o potássio e cloreto, manutenção do equilíbrio ácido básico, excitabilidade de músculos e controla a pressão osmótica. Fontes: sal de cozinha, algas marinhas, etc.  Iodo – Necessário para a produção do hormônio da tireóide. Envolvido na taxa de metabolismo, crescimento e reprodução. Fontes: Frutos do mar, como peixes, moluscos e crustáceos, leite, verduras folhosas e frutas.  Flúor – auxilia na saúde dos ossos e dos dentes. Fontes: Água potável e alimentos processados reconstituídos com água fluoretada.  Magnésio – Necessário para a atividade normal das enzimas e para o uso de energia. Atua com o cálcio. Fontes: nozes, tofu, água de coco, cereais integrais.  Zinco – auxilia na cicatrização, conserva a pele e o cabelo, e controla as atividades de várias enzimas. Fontes: carnes em geral, ovos, peixes, germe de trigo, castanha do Pará, ervilha, etc.  Selênio – diminui os riscos de alguns tipos de câncer e protege as células dos danos causados por substâncias oxidantes. Fontes: em carnes, peixes e vegetais. A quantidade de selênio nos vegetais depende do teor deste mineral no solo.
  3. 3. Clube de Líderes – Paulista Leste 3 Alimentos integrais Os alimentos integrais possuem uma quantidade de nutrientes muito superior aos industrializados. A quantidade de proteínas, fibras, vitaminas e sais minerais é expressivamente maior, favorecendo nossa digestão e metabolismo. Veja abaixo algumas comparações entre alimentos integrais e outras versões: A importância da água A água é fundamental para todas as reações metabólicas de nosso organismo. Além de manter a temperatura do corpo, ajuda a eliminar impurezas. Nosso corpo é constituído de cerca de 70% de água e necessitamos de uma média de 2 litros de água por dia (8 copos). A falta de água pode ocasionar desidratação e problemas renais. No entanto, o excesso de água também pode ser prejudicial, ocasionando a intoxicação hídrica, que leva a alterações de consciência. Lendo a Bíblia A Bíblia nos apresenta diversos conselhos sobre alimentação e também nos mostra que ela é uma tentação muito grande. Assim como foi com Eva, Jacó e até com Jesus, o inimigo usa os alimentos para tentar nos desviar dos caminhos de Deus. Devemos cuidar de nosso corpo pois: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.” I Cor. 3:16-17. Fique ligado! Atualmente vivemos uma grave epidemia de obesidade no mundo. Isso é resultado de uma alimentação desregrada, com poucas fibras, verduras e frutas. Hoje, a alimentação está fortemente baseada em produtos industrializados como refrigerantes, conservas, sanduiches, bolachas, doces, etc. Esses alimentos tem um alto teor energético, mas contém uma baixa qualidade nutricional. Para Refletir O Governo de alguns países determina que alguns nutrientes devem ser incluídos na composição de outros, pois estão pouco disponíveis na dieta e podem causar deficiências. O iodo, por exemplo, é incluído no sal de cozinha, pois sua deficiência pode causar a doença da tireoide, chamada papo. Já o ferro também é incluído em algumas farinhas, pois sua deficiência pode causar anemias sérias. O ácido fólico também é inserido em farinhas pois sua deficiência pode ocasionar doenças neurológicas. Já o flúor é adicionado na água (água fluoretada), pois é fundamental para os ossos e dentes. Colocando em prática Planeje com a sua Unidade um cardápio para um acampamento de 2 dias, contendo uma dieta ovo-lacto-vegetariana balanceada, utilizando informações da pirâmide alimentar.
  • AnnaCarvalho22

    Apr. 5, 2020
  • joelenecavalcanti

    Jul. 8, 2019
  • MicheleBenitez

    Mar. 19, 2018
  • RodrigoFerreira491

    Oct. 13, 2017
  • DboraSilva180

    Sep. 11, 2017
  • DorivalVieira

    Sep. 9, 2017
  • AllineVargas

    Aug. 2, 2017
  • MarliaQueirs1

    Jun. 16, 2017
  • RodrigoSilva925

    Mar. 10, 2017
  • meiresampaio5

    Sep. 21, 2016
  • WILLONNSELMER

    Apr. 28, 2016

Especialidade de nutricao basica

Views

Total views

7,950

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

1,936

Actions

Downloads

183

Shares

0

Comments

0

Likes

11

×