Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O plágio, a Ética e a Sustentabilidade da Relação Professor-Aluno na Tutoria de EAD.

O plágio, a Ética e a Sustentabilidade da Relação Professor-Aluno na Tutoria de EAD.

  1. 1. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 O PLÁGIO, A ÉTICA E A SUSTENTABILIDADE DA RELAÇÃO PROFESSOR- ALUNO NA TUTORIA DE EAD Jacks Williams Peixoto Bezerra (Professor-Tutor do FGVOnline) 1. INTRODUÇÃO Para Rocha-Pinto (2006) temas como o capital intelectual, organizações de aprendizagem e ativos intangíveis vêm contribuindo para a relevância da aprendizagem contínua. Neste sentido, o ensino a distância, como o oferecido pela Fundação Getúlio Vargas, através do FGV Online, está em sintonia com o atual paradigma da Sociedade do Conhecimento, onde as pessoas, no ambiente de trabalho, são geradoras de receita e não de custos. Se na Sociedade Industrial a produção era voltada ao trabalhador físico, o qual processava recursos físicos para criar produtos tangíveis, hoje o trabalhador é o do Conhecimento, convertendo conhecimento em produtos intangíveis. O fluxo de produção tende, então, a não ser mais seqüencial e regido por máquinas, mas guiado pelas idéias. Por sua vez, a aplicação do Conhecimento passa a ser estratégico e não simplesmente operacional. Deste modo, como o Conhecimento ocupa um lugar tão relevante para os planejamentos e atos estratégicos das Corporações e do próprio Estado, com impactos diretos na sustentabilidade política, econômica e social das Instituições, torna-se de imensa importância a reflexão sobre a repercussão, inclusive ética, que a presença do plágio, nas atividades e trabalhos encaminhados pelos alunos aos professores-tutores, que atuam no ensino a distância, acarreta para a sociedade brasileira contemporânea. Deste modo, com a questão do Conhecimento subjacente, analisaremos a inter-relação existente entre o plágio, a ética e a sustentabilidade da relação professor-aluno na tutoria de EAD. Após esta Introdução, a segunda parte deste Artigo apresenta a compreensão do que seja Educação, a partir da Lei de Diretrizes e Bases (LDB), e a caracterização da Educação a Distância. A terceira volta-se para os Referenciais do MEC para a Qualidade de Cursos a Distância. A quarta focaliza a questão da Ética, segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais. A quinta pontua a contribuição de Sá ([19--]) acerca do Ensino a Distância e a definição de plágio. A sexta expõe a reflexão acerca da sustentabilidade da relação entre o professor-tutor e o aluno B. em um contexto de plágio nas atividades acadêmicas. A sétima apresenta as Considerações Finais. Como Anexo deste Artigo apresentamos a íntegra do diálogo, efetivado através de mensagens particulares encaminhadas no ambiente on-line, entre o professor-tutor e o aluno B. 2. A LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO DO BRASIL E A EAD As Diretrizes e Bases da Educação Nacional, definidas pela Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, esclarecem que a Educação abrange processos formativos, que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, bem como nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e culturais e nas organizações da sociedade civil. Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 1
  2. 2. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 A Educação possui, então, a finalidade de desenvolver o educando e de prepará-lo para o exercício da Cidadania, além de sua qualificação para o Trabalho. Cabe aos docentes, ainda, zelar pela aprendizagem dos alunos. Em 19 de dezembro de 2005, pelo Decreto n. 5.622, a Educação a Distância é caracterizada como a modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica, nos processos de ensino e de aprendizagem, ocorre mediante a utilização de meios e de tecnologias de informação e comunicação, com os estudantes e os professores desenvolvendo as atividades educativas em lugares ou em tempos diversos. 3. OS REFERENCIAIS DE QUALIDADE PARA CURSOS A DISTÂNCIA O Ministério da Educação, através da Secretaria de Educação a Distância, no ano de 2003, apresentou os Referenciais de Qualidade para Cursos a Distância. O Documento esclarece que o compromisso ético de quem educa a distância é o de desenvolver um projeto humanizador. É preciso, para isto, ter como foco a aprendizagem do aluno e que se supere a racionalidade tecnológica que valoriza os meios em detrimento dos fins. O MEC afirma que o importante para a Sociedade do País é existir uma formação pautada em inquestionável padrão de qualidade. O princípio-mestre é o de que não se trata de tecnologia ou de informação. O fundamento é a educação da pessoa para a vida e para o trabalho. Com o objetivo de atualizar o que foi formulado no ano de 2003, o MEC apresentou, em agosto de 2007, para discussão, o Documento “Referenciais de Qualidade para Educação Superior a Distância – Versão Preliminar”. 4. A ÉTICA E OS PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS O Ministério da Educação e do Desporto, em 1997, através da Secretaria de Educação Fundamental, elaborou os Parâmetros Curriculares Nacionais – Temas Transversais. O MEC afirma que a construção da Cidadania pede uma prática educacional voltada para a compreensão da realidade social e das responsabilidades em relação à vida pessoal, coletiva e ambiental. O MEC esclarece que a reflexão ética traz a discussão sobre a liberdade de escolha. Diz que se trata de discutir o sentido ético da convivência humana nas suas relações com a vida social. Deste modo, a reflexão sobre as faces das condutas humanas “deve fazer parte dos objetivos maiores da escola comprometida com a formação para a cidadania”. 5. CARACTERÍSTICAS DO EAD E O CONCEITO DE PLÁGIO Sá ([19--]), ao discorrer sobre o Ensino a Distância, expõe que a não-presencialidade “não pode ser interpretada como falta de compromisso ou mesmo como facilidade para realizar tais estudos”. Estes devem ter como base de apoio a responsabilidade pessoal daquele que deles participa. Mediano (1986), citado por Sá ([19--]), pontua que o método tutorial caracteriza-se pela cooperação entre o tutor e o aluno. Ao apresentar Moore (1972), Sá (ibid.) diz que a educação tem como princípios a liberdade, a ação, a responsabilidade e o autocontrole, que possibilitam o efetivo trabalho tutorial. Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 2
  3. 3. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 Nesta dinâmica, Ferreira (1986) compreende plagiar como o ato de “assinar ou apresentar como sua obra artística ou científica de outrem”. 6. A SUSTENTABILIDADE DA RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO A sustentabilidade da relação professor-tutor com os alunos, ou seja, a qualidade e efetividade do processo educativo ao longo do tempo, esteve ameaçada, desde o início desta Tutoria, por causa do fenômeno do plágio. Algumas Atividades Individuais encaminhadas apresentavam significativas passagens textuais, desenvolvidas por pesquisadores e já publicadas em meios científicos, com autoria dos próprios educandos. Não havia o uso de Citações e nem a identificação de Referências Bibliográficas. Pesquisas feitas pelo professor-tutor em sites, como o Google Acadêmico, conseguiram identificar longos trechos que eram “copiados” e “colados”, de forma totalmente literal, dos textos originais para os Trabalhos dos alunos. Dentre estes casos, temos o relacionado ao aluno B. Interessa-nos, para este Artigo, refletir como a qualidade da relação educacional pode ser construída, aperfeiçoada e mantida, tendo como cenário os plágios identificados nas Atividades Individuais do aluno B. - Módulos 1 e 4. Como contraponto ao aluno B., há o aluno M. Este também apresentou nos Módulos 1 e 4 Atividades com problemas de plágio. No que diz respeito ao Módulo 1, o aluno M. refez a Atividade. No que concerne ao Módulo 4, mesmo com 3 mensagens particulares encaminhadas, o aluno M. não refez a Atividade e nem endereçou posicionamento pessoal a respeito do assunto. Não participou, inclusive, da Reunião On-line de Encerramento da Turma. O processo relacional do aluno B. com o professor-tutor transcorreu de modo totalmente diferenciado. Deste modo, após receber a Atividade Individual de B., Módulo 1, destacamos a seguinte passagem da mensagem encaminhada ao aluno em novembro de 2006. “Oi B.! Como vai? Peço a você um favor: elabore, novamente, a sua Atividade Individual pertinente ao Módulo 1. Lamento pedir isso a você [...]. O que temos é, em grande parte, uma colagem de pensamentos e de posicionamentos de outros pesquisadores [...]. Procure, [...], construir um texto realmente seu. Você tem todas as condições para isso e, sei, capacidade também. [...] B., quaisquer dificuldades, entre em contato. Solicite orientação. Estou aqui para te dar apoio e esclarecer suas dúvidas. Conte comigo! Abraços! [...]” Ressaltamos, também, parte da mensagem encaminhada a B., em janeiro de 2007, após o envio da Atividade Individual pertinente ao Módulo 4. “Oi B.! Boa tarde! Meu caro, identifiquei alguns equívocos em seu Texto - pertinente à Atividade Individual do Módulo 4 - como já havia identificado igualmente na Atividade Individual do Módulo 1! Sendo assim, solicito que refaça a Atividade do Módulo [...].Abraços! [...].” Com isso, ao refletirmos sobre como co-construir e manter a sustentabilidade da relação professor- aluno, quando o educando faz uso do plágio nos trabalhos, reportamo-nos à compreensão de que a Educação diz respeito a um processo formativo que concerne à convivência humana. Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 3
  4. 4. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 Deste modo, ao invés de simplesmente lançarmos uma “nota zero” para os alunos, apoiamo-nos no processo formativo voltado ao pleno desenvolvimento do educando e ao preparo para o exercício da Cidadania. No que diz respeito à aprendizagem, nós, educadores, precisamos compreender que todas as nossas atitudes e atos, pertinentes à mediação didático-pedagógica, são instrumentos de aprendizagem e de reflexão crítica por parte dos alunos. Percebemos, então, porque o nosso compromisso ético diz respeito ao desenvolvimento de um projeto humanizador. Ressaltamos que o mais importante é a aprendizagem integral do aluno. Deste modo, a educação- cidadã, incluindo a Corporativa, visa a permitir, inclusive, o desenvolvimento de um caráter humano mais sábio e integrador da técnica e da razão ao bem-estar e à qualidade de vida do ser humano. Deste modo, estaremos a trabalhar buscando a qualidade educacional que responda às necessidades da vida e do mundo do trabalho contemporâneo. As instituições de ensino também partilham da responsabilidade do processo educativo. O Documento do MEC, de 2003, dispõe que, na construção de um curso a distância, seja incluído, no material educacional, um guia que oriente sobre as características da educação a distância, bem como acerca dos direitos, deveres e atitudes de estudo a serem adotados. A dinâmica relacional com os alunos, sedimentada na Ética e na afetividade, permitiu irmos ao encontro do questionamento de como trabalhar a responsabilidade pessoal e dinamizar a cooperação entre o tutor e o aluno. B. reconheceu os equívocos e refez as Atividades. O risco existia e era constante! Todavia, uma vez que as regras sejam apresentadas de forma clara, direta e transparente, temos a chance concreta de fazermos a diferença! É bem possível que não consigamos conquistar a todos, como foi o caso do aluno M. Entretanto, também podemos ser agraciados com uma experiência profissional e humana da qualidade oferecida pelo aluno B. 7. CONSIDERAÇÕES FINAIS É fundamental que o professor-tutor, no ensino a distância, compartilhe do cuidado que a Ética, a Transparência e a Afetividade assumem na sustentabilidade das relações humanas e dos negócios. O educador e as Instituições de Ensino, neste processo, através de compromissos e apoios mútuos, não devem permitir a presença do plágio e do não-ético, pois estes agridem a honestidade e a integridade humanas, além de não possibilitarem a autonomia que o Conhecimento – desenvolvido e conquistado através da Educação e da Pesquisa autênticas – oferece ao País. Precisamos ter, mediante Indicadores Sociais do Brasil, imenso comprometimento com o bem-estar da Sociedade, incluindo a capacitação profissional de excelência, que precisa ser direcionada para a Cidadania, inclusive a Empresarial. Por fim, a atual expansão da flexibilidade organizacional, da era digital e da economia em rede, bem como as exigências por uma efetiva responsabilidade e responsividade social do Estado, das Empresas e dos indivíduos, solicitam de nós, educadores, uma lucidez ética e profissional plena, sem esquecermos, jamais, da ternura com o educando! REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 4
  5. 5. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 BRASIL. Decreto n. 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o artigo 80 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2004- 2006/2005/Decreto/D5622.htm Acesso em 8 out. 2007. BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Disponível em http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/LEIS/L9394.htm Acesso em 8 out. 2007. BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA. Referenciais de qualidade para cursos a distância. Disponível em http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/ReferenciaisQualidadeEAD.pdf Acesso em 8 out. 2007. BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros curriculares nacionais: apresentação dos temas transversais – ética. Disponível em http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro081.pdf. Acesso em 8 out. 2007. FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. 2ª ed. ROCHA-PINTO, Sandra Regina da. Dimensões funcionais da gestão de pessoas. 7. ed. – Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. SÁ, Iranita Maria de Almeida. Características do ensino a distância. [S.l.: s.n.]. [19--]. Disponível em http://moodle.fgv.br/. Acesso em 8 out. 2007. Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 5
  6. 6. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 ANEXO No dia 6 de dezembro de 2006 encaminhei a seguinte mensagem: “Oi B.! Como vai? Peço a você um favor: elabore, novamente, a sua Atividade Individual pertinente ao Módulo 1. Lamento pedir isso a você, mas conforme alguns exemplos que eu assinalei em seu texto, o trabalho não respondeu às questões propostas pelo enunciado da Atividade, especificamente no que diz respeito a uma produção pessoal e particular sua. O que temos é, em grande parte, uma colagem de pensamentos e de posicionamentos de outros pesquisadores, sem o mecanismo, inclusive, das citações que deveriam existir no seu Trabalho. Procure, com calma, e tendo como base as suas Referências Bibliográficas, construir um texto realmente seu. Você tem todas as condições para isso e, sei, capacidade também. Envie o novo Trabalho em até uma semana, ou seja, até o dia 13 de dezembro. Estou oferecendo uma oportunidade a você, uma vez que o professor-tutor do FGV Online não precisa fazer isso. Acesse as duas Discussões que eu abri na Sala de Aula e leia com atenção. (Citações e Referências Bibliográficas / Introdução, Justif., Desenv. e Conclusão). B., quaisquer dificuldades, entre em contato. Solicite orientação. Estou aqui para te dar apoio e esclarecer suas dúvidas. Conte comigo! Abraços! Jacks.” No dia 6 de dezembro recebi o seguinte retorno do aluno B.: “Valeu, Jacks! Estarei elaborando outro trabalho, realmente o prazo estava estourando e fiz "nas coxas". O do Módulo 2 tive mais tempo, porém peço que além dos colegas , você analise e se estiver fora das regras me comunique. Obrigado pela oportunidade. Um forte abraço e esteja com Deus!” No dia 6 de dezembro dei o seguinte feedback ao aluno: “ Tudo de bom! Jacks.” No dia 13 de dezembro recebi, do aluno B., a seguinte mensagem: “Jacks, segue o trabalho para apreciação e caso haja alguma observação por favor me envie. Suas observações têm contribuído para meu crescimento. Um forte abraço e esteja com Deus.” No dia 14 de dezembro dei o seguinte retorno ao aluno B. “Oi B.! Confirmo que recebi o seu Trabalho, ok? Abraços! Jacks.” No dia 28 de dezembro encaminhei a seguinte mensagem ao aluno B.: Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 6
  7. 7. 3º ENCONTRO NACIONAL DE TUTORES – FGVONLINE ISBN – 978-85-60250-03-5 “Oi B.! Bom dia! Espero que tenhas tido um ótimo Natal! Apesar do professor-tutor do FGV Online não precisar devolver o Trabalho Individual ao aluno, resolvi encaminhar o seu para que você possa perceber onde podes melhorar e se aperfeiçoar. Abraços! Jacks.” No dia 28 de dezembro recebi a seguinte mensagem do aluno B.: “Mais uma vez, eu te agradeço pela atenção e o cuidado, como professor/tutor, que tens tido comigo. Espero que tenhas tido também um Feliz Natal. Um forte abraço e fique com Deus!” No dia 22 de janeiro de 2007 encaminhei a seguinte mensagem a B.: “Oi B.! Boa tarde! Meu caro, identifiquei alguns equívocos em seu Texto - pertinente à Atividade Individual do Módulo 4 - como já havia identificado igualmente na Atividade Individual do Módulo 1! Sendo assim, solicito que refaça a Atividade do Módulo 4 e me encaminhe, no máximo, até sexta-feira próxima, combinado? Abraços! Jacks.” No dia 26 de janeiro recebi o seguinte retorno do aluno B.: “Jacks, boa noite! Mais uma vez quero te agradecer pela forma que conduziu este curso e me ajudou a adquirir conhecimentos. Confesso que tenho dificuldades em expressar meus conhecimentos adquiridos em pesquisas através da construção textual. Conforme havia lhe dito, a mudança de empresa tem tomado todo meu tempo. Em conseqüência, não pude refazer o meu trabalho como o curso exige então tentei apenas corrigir. Mas uma coisa é certa: quando comecei este curso em novembro, nada sabia soube sustentabilidade e gestão ambiental, porém hoje concluo que posso ajudar o planeta, com ações pessoais e profissionais adquiridas aqui. Muito obrigado, um forte abraço e esteja com Deus! ” No dia 27 de janeiro encaminhei a seguinte mensagem ao aluno B. “Oi B.! Continue em frente, ok? O Trabalho textual exige prática, perseverança, leitura e tempo! Para você mesmo, independente se estiver ou não em algum Curso, continue a pesquisar, a refletir e a escrever! Assim, você se aprimorará! Aproveito e confirmo que recebi o seu Trabalho, certo! Abraços! Jacks.” No dia 30 de janeiro recebi a última mensagem do aluno B., postada nas Discussões Gerais da Turma: “Jacks, aproveito também para registrar a minha gratidão pelo cuidado e atenção que você manteve durante todo o curso e quero dizer que você me encorajou com fraternas palavras, através de seus "apertos". Brother, serei sempre grato a você por me motivar a estudar, pois em um certo momento pensei em desistir. Cara, mais uma vez MUITO OBRIGADO!!! Muito Blues, um forte abraço e lembre-se: esteja com Deus!!! !!! “ Fórum EAD no FGVOnline: Em busca da excelência 7

×