Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Ministério da Educação
Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnolog...
Passos para a realização de uma pesquisa científica
1) Desenvolver um projeto de pesquisa (projetar as ações);
2) Preceder...
O Projeto de Pesquisa
Consiste no planejamento para a realização de uma pesquisa
científica. O projeto de pesquisa define ...
Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa:
Tema (também chamado de assunto da pesquisa);
Delimitação do tema ou tema espe...
Tema – procurar um tema de domínio do pesquisador. O
pesquisador tem que provar algo no tema. Estar atento as
possibilidad...
Delimitação do tema – é o tema específico. Para se ter um
tema específico é preciso delimitar o tema geral.
Ex: Tema geral...
Problema de pesquisa
É feito em forma de pergunta. Sintetiza o que quero saber com
essa pesquisa. O que quero conhecer? No...
Hipóteses
Tentativa prévia de resposta do problema de pesquisa, antes da
coleta dos dados.
Exemplo: Está ocorrendo um esfr...
Objetivos
Aqui vão aparecer às pretensões do pesquisador, descreve os
prováveis resultados delimitando-os. Os objetivos di...
Fundamentação Teórica
Explanação dos referenciais teóricos que permitem lançar luz ao
tema escolhido e à sua abordagem. A ...
Metodologia
É o conjunto de métodos e técnicas de pesquisa a serem
utilizados para a coleta de dados que permitirão respon...
Cronograma
Delimita cada ação a ser realizada; as etapas necessárias, o
tempo necessário, prevendo a distribuição dessas a...
Alguns dos métodos de pesquisa.
GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 1996.
Métodos quantitativos:
trabalham basicamente com dados quantificáveies, que
podem ser traduzíveis em números. Desde dados ...
Pesquisa Bibliográfica:
Com base em material já publicado. Material impresso
(livros, revistas, jornais, teses, dissertaçõ...
Pesquisa Documental:
Principalmente nas ciências humanas. Utiliza-se de
documentos como fonte de dados (fotografias, vídeo...
Pesquisa experimental:
verificar a correlação entre variáveis, controlando-os e
verificando a influência de uma ou mais so...
Estudo de Caso:
Estudo profundo, exaustivo e detalhado sobre um ou alguns
objetos. Muita profundidade, demanda de muito te...
Ensaio Clínico/ Estudo de Coorte:
Aplicados ao campo da saúde. Trata-se de um método
rigoroso que busca explicar a ocorrên...
Pesquisa Participante:
Se desenvolve a partir da participação do pesquisador ou da
equipe de pesquisa em um determinado co...
Etnografia:
Estudo de pessoas e grupos por longo prazo, a parte de relação
pessoal entre o pesquisador e um grupo social. ...
Entrevistas:
Método amplamente utilizado nas Ciências Sociais. Consiste em reunir
dados a partir do contato com uma popula...
Entrevista estruturada: levantamentos:
Possibilidade de generalização: pretende-se coletar dados e trabalhar
estatisticame...
Histórias de vida: relatos autobiográficos sobre os sujeitos. Ex:
experiência de imigração em profundidade; choques cultur...
Uso de Imagens
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Passos da pesquisa.ppt

12,308 views

Published on

Passos da pesquisa.ppt

  1. 1. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Rio Grande do Sul Campus Caxias Do Sul I MOSTRA IFTec MOSTRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CAMPUS CAXIAS DO SUL DO IFRS
  2. 2. Passos para a realização de uma pesquisa científica 1) Desenvolver um projeto de pesquisa (projetar as ações); 2) Preceder a coleta dos dados (aplicação dos métodos e técnicas de investigação); 3) Analisar os dados de pesquisa (à luz do referencial teórico; validar ou não as hipóteses); 4) Elaborar o relatório de pesquisa (descrever: o que foi desenvolvido em cada etapa da investigação; os resultados; a que conclusões se pôde chegar; pode ser escrito em forma de artigo, dissertação, tese, etc.).
  3. 3. O Projeto de Pesquisa Consiste no planejamento para a realização de uma pesquisa científica. O projeto de pesquisa define os rumos tomados pelo pesquisador contendo a delimitação de que fenômenos serão estudados, as questões que norteiam o estudo, as formas de abordar a realidade a ser estudada, a orientação teórica que norteia o estudo, etc. Definir objetivos permite projetar o que pretendemos conseguir com a realização da pesquisa. O projeto responderá algumas questões básicas para a condução do processo de pesquisa.
  4. 4. Estrutura Básica de um Projeto de Pesquisa: Tema (também chamado de assunto da pesquisa); Delimitação do tema ou tema específico; ou ainda objeto de pesquisa Problema de Pesquisa; Hipóteses; Objetivo Geral; Objetivos específicos; Justificativa; Fundamentação teórica / Revisão Bibliográfica; Metodologia; Cronograma; Referências.
  5. 5. Tema – procurar um tema de domínio do pesquisador. O pesquisador tem que provar algo no tema. Estar atento as possibilidades possíveis do assunto. Considerar as contribuições e interesse do tema na área científica. Lembrar que o conhecimento existe em várias áreas, dentre as várias áreas o pesquisador faz sua escolha.
  6. 6. Delimitação do tema – é o tema específico. Para se ter um tema específico é preciso delimitar o tema geral. Ex: Tema geral: Hiperatividade e déficit de aprendizagem. Delimitação do tema ou objeto de estudo: como se dá o processo de aprendizagem da matemática e da língua portuguesa em alunos hiperativos? Justificativa – justifica a importância do projeto, ressalta o porquê de sua realização. Barral (2003, p. 88-89) sugere itens relevantes que podem fazer parte de uma justificativa bem qualificada. a) ATUALIDADE: inserção do tema no contexto atual; b) INEDITISMO DO TRABALHO: proporcionará mais importância ao assunto; c) INTERESSE DO AUTOR: vínculo do autor com o tema; d) RELEVÂNCIA DO TEMA: importância social, jurídica, política, etc.; e) PERTINÊNCIA DO TEMA: contribuição do tema para o debate.
  7. 7. Problema de pesquisa É feito em forma de pergunta. Sintetiza o que quero saber com essa pesquisa. O que quero conhecer? No decorrer da pesquisa essa pergunta deve ser respondida, até onde possível. Lembrando que pesquisa significa produção de conhecimento. Exemplo: Qual a natureza das relações humanas desenvolvidas entre jovens através de games online por meio das redes de computadores? Giddens: 1 – questões factuais: estatísticas, dados, fatos gerais... é caso comum ou excepcional? 2 – questões comparativas: comparar exemplos de diferentes sociedades; 3 – questões evolutivas: comparar passado e presente; 4 – questões teóricas: interpreta o significado dos fatos à luz das teorias.
  8. 8. Hipóteses Tentativa prévia de resposta do problema de pesquisa, antes da coleta dos dados. Exemplo: Está ocorrendo um esfriamento nas relações entre os jovens, na medida em que os contatos face a face são substituídos por contatos virtuais.
  9. 9. Objetivos Aqui vão aparecer às pretensões do pesquisador, descreve os prováveis resultados delimitando-os. Os objetivos dividem-se em gerais e específicos. No objetivo usa-se verbos no infinitivo. Exemplos: gerais – analisar, explicar, saber, entender, identificar, descrever, aprender, julgar, compreender, conhecer etc. Objetivos específicos – mostra aspectos e ações detalhadamente. Assim como o objetivo geral usa verbos no infinitivo, o específico também. Exemplos: específicos – numerar, investigar, relacionar, traduzir, listar, exemplificar, distinguir, aplicar, selecionar, classificar etc.
  10. 10. Fundamentação Teórica Explanação dos referenciais teóricos que permitem lançar luz ao tema escolhido e à sua abordagem. A partir do levantamento e exposição de noções fundamentais, conceitos-chave, dados relevantes para o tema, objeto, problema e hipóteses propostos. Ex: o tema trabalho; é muito diferente analisar a questão do trabalho por uma ótica marxista, que propõe a análise das relações de classe na sociedade capitalista, e a análise a partir da ótica da cultura organizacional. É importante deixar claro quais são os pressupostos que baseiam o projeto, desde a escolha do tema até sua interpretação, passando, inclusive, pela metodologia escolhida.
  11. 11. Metodologia É o conjunto de métodos e técnicas de pesquisa a serem utilizados para a coleta de dados que permitirão responder as questões formuladas (problema de pesquisa). Refere-se a um como proceder; quais as estratégias de abordagem dos fenômenos, uma forma de operação. São diversos os tipos de pesquisas dentre elas: exploratória, descritiva, explicativa, bibliográfica, documental, experimental, levantamento, etnografia, estudo de caso, pesquisa-ação, pesquisa participante, grounded- theory, etc.
  12. 12. Cronograma Delimita cada ação a ser realizada; as etapas necessárias, o tempo necessário, prevendo a distribuição dessas ações no tempo disponível para a realização da pesquisa. Referências Conjunto de fontes consultadas e referidas no projeto de pesquisa. Exemplo: ASTIVERA, Armando. Metodologia da pesquisa cientifica. Porto Alegre: Globo, 1983. 7. Ed.
  13. 13. Alguns dos métodos de pesquisa. GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 3ª ed. São Paulo: Atlas, 1996.
  14. 14. Métodos quantitativos: trabalham basicamente com dados quantificáveies, que podem ser traduzíveis em números. Desde dados simples (contagem de homens e mulheres em uma população), mas tem na estatística uma das ferramentas fundamentais (média, moda, desvio-padrão, etc.). Métodos qualitativos: trabalham com dados não quantificáveis. Ex: descrição literária, fotografia, análise de discurso, análise de conteúdo, etc.
  15. 15. Pesquisa Bibliográfica: Com base em material já publicado. Material impresso (livros, revistas, jornais, teses, dissertações, etc. Mas também formatos digitais (internet, CD-Rom, DVD- Rom...). Em geral todas as pesquisas precisam de revisão bibliográfica, mas algumas são baseadas exclusivamente nesse tipo de fonte de dados. Ex: pesquisa literária, sobre as relações raciais nos romances de Machado de Assis.
  16. 16. Pesquisa Documental: Principalmente nas ciências humanas. Utiliza-se de documentos como fonte de dados (fotografias, vídeos, gravações de áudio, documentos oficiais ou não, que registre um fato ou acontecimento. Ex: pesquisa sobre o trabalho entre imigrantes italianos no séc. XIX em Caxias do Sul.
  17. 17. Pesquisa experimental: verificar a correlação entre variáveis, controlando-os e verificando a influência de uma ou mais sobre outra(s).
  18. 18. Estudo de Caso: Estudo profundo, exaustivo e detalhado sobre um ou alguns objetos. Muita profundidade, demanda de muito tempo e tem pouca possibilidade de generalização. Ex: estudo sobre um aluno portador de necessidades específicas em uma turma de ensino regular.
  19. 19. Ensaio Clínico/ Estudo de Coorte: Aplicados ao campo da saúde. Trata-se de um método rigoroso que busca explicar a ocorrência de certas doenças em certas populações, por exemplo. Deve-se selecionar muito bem a amostra, reunindo pessoas com características comuns, e proceder a análise. Ex: pesquisa sobre a eficácia de um medicamento fitoterápico em populações com diabetes.
  20. 20. Pesquisa Participante: Se desenvolve a partir da participação do pesquisador ou da equipe de pesquisa em um determinado contexto ou situação vivido por uma comunidade. Busca o envolvimento da comunidade no estudo de sua própria realidade. Possui um caráter emancipador. Exemplo: Pesquisa participante de Paulo Freire quanto à educação popular. Pesquisa Ação: Semelhante à pesquisa participante, visa à intervenção em desenvolvimento e mudança em grupos, organizações e comunidades. Visa à resolução de um problema coletivo, pois conduz à ação social. Ex: pesquisa-ação sobre o consumo de drogas entre adolescentes de um bairro popular.
  21. 21. Etnografia: Estudo de pessoas e grupos por longo prazo, a parte de relação pessoal entre o pesquisador e um grupo social. Busca revelar os significados das ações sociais para os próprios sujeitos da pesquisa. Etnógrafos falam sobre si e suas relações com o outro, a partir da descrição de seus modos de vida. Grande riqueza de informações, muita densidade. Compreende-se o que motiva ações e comportamentos. Mas devem ser grupos pequenos. Não é método abrangente, não generalizável. Técnicas fundamentais: observação participante; entrevistas; diário de campo; registro de imagens (fotografia, vídeo, som).
  22. 22. Entrevistas: Método amplamente utilizado nas Ciências Sociais. Consiste em reunir dados a partir do contato com uma população, em busca de informações/dados oriundos dos próprios sujeitos. Dividem-se em: - Estruturada (fechada): Pesquisador faz as perguntas e fornece as possibilidades de resposta. Define-se questões objetivas. - Semi-estruturada: O pesquisador constrói um roteiro de entrevista, que o guiará na interlocução. Interessam os depoimentos ou narrativas dos sujeitos. É mais rica em detalhes, porém a possibilidade de generalização é menor. - Não-estruturada (aberta): A entrevista é uma conversa, que se desenrola sem a existência de tópicos ou questões pré-definidas, mas é aberta, mantendo-se o foco em um tema ou assunto.
  23. 23. Entrevista estruturada: levantamentos: Possibilidade de generalização: pretende-se coletar dados e trabalhar estatisticamente sobre eles, em busca de padrões e regularidades. Informações menos detalhadas e densas, mas mais gerais. Medidas de tendência central (média, moda, mediana, desvio-padrão). Usam-se questionários ou formulários sobre populações. Perguntas fechadas: (péssimo/ruim/regular/bom/ótimo). Facilidade para comparar respostas. Equipes de entrevistadores podem aplicar sem grande treinamento. Trabalho mais rápido. Um bom questionário deve ser acessível, em linguagem que o entrevistado entenda. Técnicas: amostragem. Quem entrevistar? Esses grupo deve ser representativo da população. Aí podemos generalizar. Amostragem aleatória ou estratificada. Resultados criticados por serem imprecisos e superficiais.
  24. 24. Histórias de vida: relatos autobiográficos sobre os sujeitos. Ex: experiência de imigração em profundidade; choques culturais; a vida repensada por um sujeito. Grupos focais: Reúne-se um grupo, com características específicas, para tratar de um determinado assunto. Ex: entre professores de uma escola estadual, discute-se a questão da politecnia.
  25. 25. Uso de Imagens

×