Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
What to Upload to SlideShare
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

0

Share

Download to read offline

Boletim o pae abril 2017

Download to read offline

Boletim informativo

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to like this

Boletim o pae abril 2017

  1. 1. 1 Reencarnar é o regresso contí- nuo de um mesmo espírito à vida em diversos corpos. Reassumir a forma material é uma lei tão natural quanto nascer, viver ou desencarnar. Mas, se é tão evidente o fenômeno por que, então, a maioria dos cientistas o desconhece?” A razão é simples: a ciência ainda está sob o jugo do ma- terialismo e não consegue explicar tudo. O conhecimento científico é li- mitado, inobstante seja progressivo. As verdades aceitas pelas acade- mias são consecutivamente efême- ras e provisórias. Nem é necessário ser um cientista hoje para considerar normais os numerosos fenômenos que há menos de 6 séculos eram to- talmente ignorados pelos cientistas da época: o movimento da Terra, as partículas subatômicas, a composi- ção química da água etc. Corriqueiramente, o cientis- ta revê suas teses da véspera. Contudo, o conhecimento humano só avança através de pesquisa e, efetivamente, os que negam a teo- ria da reencarnação jamais a estu- daram cuidadosamente. Entretanto, alguns cientistas de renome que a pesquisaram concluíram tratar-se de fato inegável: Thomas Edison, William Crookes, Charles Richet e tantos outros pesquisadores que confirmaram cientificamente os me- canismos da pluralidade das existên- cias, a exemplo de Ian Stevenson, Brian L. Weiss, Erlendur Haraldson, Hellen Wanbach, Edith Fiore, Pierre Marie Félix Janet, Hemendra Nath Banerjee, Milton H. Erickson, Morris Netherton, Amit Goswami, Jünger Keil, Fenwick, Harold G. Koenig, Jim Tucker, Hernani Guimarães Andrade e Hermínio Correa de Miranda, que trouxeram resultados notáveis sobre a tese reencarnacionista. Estudos sobre esse tema cres- cem constantemente. A Física, a Genética, a Medicina, a Neurociência e várias escolas da Psicologia vêm Informativo Mensal do Posto de Assistência Espírita - Ano III, Número 21 - Abril/2017. A reencarnaçãoEditorial / Jorge Hessen
  2. 2. 2 sendo convocadas para oferecer o contributo das suas pesquisas. A hipótese de que tenhamos uma úni- ca vida é inteiramente incompatível com a admirável perfeição existen- te em todo o universo conhecido. A insustentável ideia de que “aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo, depois disso o Juízo” nem merece comentários adicionais. A concepção de que, após a morte do corpo físico, nossas individuali- dades se percam em um enigmático NADA é, certamente, risível, pois o grande jargão científico estabelece que na vida “nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Portanto, se temos tantas evi- dências a favor da reencarnação, o que nos apresentam contra a mesma os opositores?Apenas a simples opi- nião dos acadêmicos que endeusam a densa matéria e de alguns obscu- ros e decrépitos teólogos. Todavia, queiram ou não queiram, gostem ou não gostem os descrentes e ig- norantes, daqui a alguns anos, vere- mos a Academia de Ciência declarar esta admirável comprovação como, há dois mil anos, Jesus informou a Nicodemos: “É necessário nascer de novo”. Livro: O Consolador Psicografia: Chico Xavier Editora: FEB Questão 55 A desigualdade verificada entre as classes sociais, no uni- verso dos bens terrenos, perdurará nas épocas do porvir? A desigualdade social é o mais elevado testemunho da ver- dade da reencarnação, mediante a qual cada espírito tem sua posição definida de regeneração e resgate. Nesse caso, consi- deramos que a pobreza, a miséria, a guerra, a ignorância, como outras calamidades coletivas, são enfermidades do organismo social, devido à situação de prova da quase generalidade dos seus membros. Cessada a causa patogênica com a iluminação espiritual de todos em Jesus Cristo; a moléstia coletiva estará eliminada dos ambientes humanos. Refletindo com Emmanuel
  3. 3. 3 ............ Espaço da Codificação ............ “O Livro dos Espíritos” Cap. IV - Justiça da Reencarnação 171. Em que se funda o dogma da reencarnação? “Na justiça de Deus e na revelação, pois incessantemente re- petimos: o bom pai deixa sempre aberta a seus filhos uma porta para o arrependimento. Não te diz a razão que seria injusto privar para sempre da felicidade eterna todos aqueles de quem não dependeu o melhorarem-se? Não são filhos de Deus todos os homens? Só entre os egoístas se encontram a iniquidade, o ódio implacável e os castigos sem remissão.” Todos os Espíritos tendem para a perfeição e Deus lhes facul- ta os meios de alcançá-la, proporcionando-lhes as provações da vida corporal. Sua justiça, porém, lhes concede realizar, em novas existên- cias, o que não puderam fazer ou concluir numa primeira prova. Não obraria Deus com equidade, nem de acordo com a Sua bondade, se condenas- se para sempre os que talvez hajam encontrado, oriundos do próprio meio onde foram colocados e alheios à vontade que os animava, obstáculos ao seu melhoramento. Se a sorte do homem se fixasse irrevoga- velmente depois da morte, não seria uma única a balança em que Deus pesa as ações de todas as criaturas e não haveria imparcialidade no trata- mento que a todas dispensa. A doutrina da reen- carnação, isto é, a que consiste em admitir para o Espírito muitas exis- tências sucessivas, é a única que corresponde à idéia que formamos da justiça de Deus para com os homens que se acham em condição moral inferior; a única que pode explicar o futuro e firmar as nossas espe- ranças, pois que nos oferece os meios de resgatarmos os nossos erros por novas provações. A razão no-la indica e os Espíritos a ensinam. O homem, que tem consciência da sua inferioridade, haure consoladora esperança na doutrina da reencarnação. Se crê na justiça de Deus, não pode contar que venha a achar-se, para sempre, em pé de igualdade com os que mais fizeram do que ele. Sustém-no, porém, e lhe reanima a coragem a idéia de que aquela inferioridade não o de- serda eternamente do supremo bem e que, mediante novos esforços, dado lhe será conquistá-lo. Quem é que, ao cabo da sua carreira, não deplora haver tão tarde ganho uma experiência de que já não mais pode tirar proveito? Entretanto, essa experiência tardia não fica per- dida; o Espírito a utilizará em nova existência.
  4. 4. 4 Conselho Diretor - Presidente: Wilson Barbosa / Vice-Presidente: Jorge Hessen Secretária: Diomarsi Souza / 2.º Secretário: Josias da Silva Tesoureiro: João Batista Conselho Fiscal - José Amin, Francisco Soares e Marcos Marques Editores - Jorge Hessen e Fabiano Augusto Site - http://opaespirita.wixsite.com/opae Blog - http://paespirita.blogspot.com.br/ QNM 40 AE N.° 02, Taguatinga Norte/DF - Fone: (61) 3491-2552 Expediente Sábados - 18 horas Dia 1 - Jorge Hessen (PAE) Dia 8 - José Matos (Alvorada Cristã) Dia 15 - Sidney de Paula (FEB) Dia 22 - Denizard de Sousa (G.E. Sintonia) Dia 29 - Carlos Sá (FEB) Quartas-feiras - 20 horas Dia 5 - Valdivino Santos (PAE) Dia 12 - Cirne Ferreira (FEB) Dia 19 - Maria Omilta (PAE) Dia 26 - Arildo Marques (B. Menezes) Quadro de Reuniões Públicas e Expositores do Mês de Abril Willliam Crookes foi considerado um dos mais notáveis cientistas do século XIX. Prêmio Nobel em 1907, pesquisou materializações em sua própria casa. Desse esforço resultou o livro “Fatos Espíritas”, patenteando a verdade espírita. A ele devemos a descoberta dos raios catódicos, que possibilitou as invenções da TV e do Raio-X, isolou o Tálio, elemento químico, entre outras enormes contribuições para o progresso humano. Desencarnou em Londres, em 1919, com 87 anos. “Fatos Espíritas” é editado pela FEB. Thomas Edison, o mais extraordinário inventor de todos os tempos, em carta ao presidente do Congresso de Investigações Psíquicas de Chicago, EUA, disse, cheio de fé em Deus e no futuro: “Temer a morte é ignorar a beleza e os esplendores do espaço infinito, cuja porta se abre à alma fatigada das provas terrestres, é tomar por sombra a luz mais brilhante, é esquecer que nada se perde e tudo se transforma”. Personalidades e curiosidades Fabiano Augusto

Boletim informativo

Views

Total views

106

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

1

Actions

Downloads

1

Shares

0

Comments

0

Likes

0

×