Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
HacktivismPaper.docx
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

0

Share

Download to read offline

Boletim o pae fevereiro 2017

Download to read offline

boletim do posto de assistência espírita

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to like this

Boletim o pae fevereiro 2017

  1. 1. 1 Quantos são aqueles que dizem que desejam perdoar, mas não o conseguem? Será que quem nos magoa queria nos prejudicar propositalmen- te? Muitos erros são cometidos sem a intenção de nos danificar. Porém, se tive- rem sido inten- cionais, será que o nosso agressor se arrependeu? Neste caso, será que estamos re- almente dispostos a indultá-lo? Em verdade, só podemos perdoar o outro se perdoar- mos a nós mesmos. Reflitamos nos erros que cometemos com o próximo e desculpemo-nos. Livremo-nos da culpa e esta- remos prontos para perdoar. Efetivamente, esquecer a ofen- sa nos favorece porque faxina o coração da ira e da contra- riedade. Perdoar alguém que nos fez mal revoga o ciclo de pensamentos negativos, que só servem para nos abater moral e espiritualmente. É um sinal de amadure- cimento, pois ofertar o perdão favorece o agres- sor, contudo be- neficia muito mais quem per- doa. Proporciona uma duradoura percepção de li- berdade. É verdade! Ao saírmos da posição de vítimas, a sensa- ção é de grande liberdade - dei- xamos de ser escravizados de um sentimento que antes nos aprisionava. Ajuda-nos a reto- mar as rédeas da vida. Quem profere do fundo d’alma “eu perdoo” se sente mais forte e capaz de comandar o próprio destino. Informativo Mensal do Posto de Assistência Espírita - Ano III, Número 19 - Fevereiro/2017. Editorial Jorge HessenEu perdoo
  2. 2. 2 Livro: O Consolador Psicografia: Chico Xavier Editora: FEB Questão 187: Qual a atitude mental que mais favorecerá o nosso êxito espi- ritual nos trabalhos do mundo? Essa atitude deve ser a que vos é ensinada pela lei divina, na reen- carnação em que vos encontrais, isto é, a do esquecimento de todo o mal, para recordar apenas o bem e a sagrada oportunidade de trabalho e edificação, no patrimônio eterno do tempo. Esquecer o mal é aniquilá-lo, e perdoar a quem o pratica é ensinar o amor, conquistando afeições sinceras e preciosas. Daí a necessidade do perdão, no mundo, para que o incêndio do mal possa ser exterminado, devolvendo-se a paz legítima aos corações. Refletindo com EmmanuelRefletindo com Emmanuel ............ Espaço da Codificação ............ “O Evangelho segundo o Espiritismo” Capítulo IX, item 7 - A paciência A dor é uma bênção que Deus envia a seus eleitos; não vos aflijais, pois, quando sofrerdes; antes, bendizei de Deus onipotente que, pela dor, neste mundo, vos marcou para a gló- ria no céu. Sede pacientes. A paciência também é uma caridade e deveis praticar a lei de caridade ensinada pelo Cristo, enviado de Deus. A caridade que consiste na esmola dada aos pobres é a mais fácil de todas. Outra há, porém, muito mais penosa e, con- seguintemente, muito mais meritó- ria: a de perdoarmos aos que Deus colocou em nosso caminho para se- rem instrumentos do nosso sofrer e para nos porem à prova a paciência.
  3. 3. 3 Todos nós, mormente dirigentes, articulistas e palestrantes espíritas, precisamos, para o bem da Verdade, amadurecermos rapidamente nas bases seguras dos ensinamentos que professamos em nome do Cristo e sofrear- mos o nosso orgulho. Temos visto, lamentavelmente, alguns debates (falados, escritos, fil- mados) em torno de temas polêmicos, muitas vezes de menor importância, fruto de interpretações distintas da literatura espiritista, bem como, os que surgem dos ataques injustos provenientes dos representantes de outros cre- dos. No entanto, tais “confrontos”, dentro ou fora do Movimento Espírita, na maioria das vezes se mostram inúteis, desmedidos e personalistas. Destacamos trechos da matéria “Polêmica Espírita” publicada na RE- VISTA ESPÍRITA de 1858, da lavra do Mestre Lionês, que deve servir não só de reflexão, mais de roteiro para o Movimento Espírita ante aos acalora- dos debates que ainda por muitas décadas virão: “(...) Acreditamos que o silêncio, em certos casos, é a melhor resposta. Aliás, há um gênero de polêmica do qual tomamos por norma nos abstermos: é aquela que pode degenerar em personalismo; não somente ela nos repugna, como nos tomaria um tempo que podemos empregar mais utilmente, o que seria muito pouco interessante para os nossos leitores, que assinam a Revista para se instruírem, e não para ouvirem diatribes mais ou menos espirituosas. Ora, uma vez engajado nesse caminho, difícil seria dele sair, razão porque preferimos nele não entrar, com o que o Espiritismo só tem a ganhar em dignidade. (...) Entretanto, há polêmica e polêmica; uma há diante da qual não recuaremos jamais: é a discussão séria dos princípios que professamos. Todavia, mesmo aqui há uma importante distinção a fazer; se se trata apenas de ataques gerais, dirigidos contra a Doutrina, sem um fim determinado, além do de criticar, e se partem de pessoas que rejeitam por an- tecipação tudo quanto não compreendem, não merecem maior atenção; o terreno ganho diariamente pelo Espiritismo é uma resposta suficientemente peremptória e que lhes deve provar que seus sarcasmos não têm produzido grande efeito; também nota- mos que os gracejos intermináveis de que até pouco tempo eram vítimas os partidários da Doutrina pouco a pouco se extinguem”. Polêmica Espírita. Como reagir? “A verdade é filha do tempo, e não da autoridade.” Frase atribuída ao gênio da Humanidade Galileu Galilei que foi perseguido pela Igreja Católica no século XVII. Trechos da matéria “Polêmica Espírita” - REVISTA ESPÍRITA, novembro de 1858, Allan Kardec, Ed. FEB, páginas 443-445. Fabiano Augusto
  4. 4. 4 Conselho Diretor - Presidente: Wilson Barbosa / Vice-Presidente: Jorge Hessen Secretária: Diomarsi Souza / 2.º Secretário: Josias da Silva Tesoureiro: João Batista Conselho Fiscal - José Amin, Francisco Soares e Marcos Marques Editores - Jorge Hessen e Fabiano Augusto Site - http://opaespirita.wixsite.com/opae Blog - http://paespirita.blogspot.com.br/ QNM 40 AE N.° 02, Taguatinga Norte/DF - Fone: (61) 3491-2552 Expediente Sábados - 18 horas Dia 4 - Jorge Hessen (PAE) Dia 11 - Claudio Maia (Boa Árvore) Dia 18- Sidney de Paula (FEB) Dia 25 - Carlos Sá (FEB) Quartas-feiras - 20 horas Dia 1 - Valdivino Santos (PAE) Dia 8- Cirne Ferreira (FEB) Dia 15 - Maria Omilta (PAE) Dia 22 - Arildo Marques (B. Menezes) Quadro de Reuniões Públicas e Expositores do Mês de Janeiro Calendário de Atividades 2007 - PAE

boletim do posto de assistência espírita

Views

Total views

86

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

0

Actions

Downloads

1

Shares

0

Comments

0

Likes

0

×