Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Memória & Memorização

Como Estudar - Memória e Memorizaçao

  • Login to see the comments

Memória & Memorização

  1. 1. Memoria & Memorização Trabalho para fins avaliativos, a ser apresentados na cadeira de Orientação Universitária, pelo 7º Grupo. Tema
  2. 2. 7º Grupo
  3. 3. Carrilho (2012, p. 39) define a memória como sendo uma capacidade que permite adquirir, consolidar e recuperar informações sobre objectos, pensamentos e sentimentos, mesmo que estes não estejam presentes. O que é Memória
  4. 4. Classificação da Memoria Memória Inclui o tipo de memória que retemos, quando, por exemplo, consultamos a agenda ou lista telefónica e «decoramos» um determidado número somente até ao momento que o digitamos, depois esquecêmo-lo. Os aspectos menos relevantes não chegam à memória a longo prazo evitando, assim, uma sobrecarga desta com detalhes de pouca importância. Memória Pode armazenar cinco a nove dígitos por um período de tempo muito curto Permite recordar enormes quantidades de informação por longos períodos de tempo Memória A curto prazo A longo prazo
  5. 5. O Que Possibilita A Memorização Através da existência da memória biológica – O CÉREBRO
  6. 6. Como Funciona o Cérebro Cérebro Primitivo – Transmite à consciência as informações dos sentidos, da realidade; motiva ou desmotiva o indivíduo; todos nossos comportamentos e raciocínios dependem á partida desse cérebro Cérebro Superior/ Córtex Corrige os excessos do cére primitivo, permite controlar, aprendizagem algumas das nos emoções. Tenta compreender melhor possível as pessoas, comunicar com elas Hemisfério Esquerdo – Caracteriza-se pelas suas capacidades de análise lógica, e a sua predominância para a linguagem. • Racional; • Argumentador; • Explícito • Analítico; • Intelectual; • Sequencial; • Lógico. Hemisfério Direito Favoriza a compreen global, a intuição, domínio visual. memorização efectua graças à vista. • Sensível; • Receptivo; • Tácito; • Não Linear; • Espacial; • Intuitivo; • Experimental. Neurónios – Permitem graças a suas ligações tratar os dados. É um processo cumulativo, exponencial Lobo Temporal – é uma região no cérebro que apresenta um significativo envolvimento com a memória, este contém o neocórtex temporal, que pode ser a região potencialmente envolvida com a memória a longo prazo Estas partes, e funções cerebrais juntamentes com outas não descritas aqui são fenômenos biológicos e psicológicos envolvendo uma aliança de sistemas cerebrais que funcionam juntos para a Memória.
  7. 7. Como o processo anterior acontece? Automatica mente • No caso da informação despertar interesse em nós. Organização • Através de uma organização correcta e sistemática da informação a reter. Repetição • Com recurso a repetição.
  8. 8. Quais são as fases da memória 1. Aquisição (fixação ou registo) Carrilho (2012, p. 43) Corresponde ao momento em que a informação é recebida no cérebro. Quanto maior for o número dos sentidos envolvidos, mais fácil será recuperar a informação. 2. Consolidação (Armazenamento ou retenção) Nesta fase em que a informação é arquivada na memória para mais tarde ser recuperada. Esta etapa pode levar semanas, ou até meses, para ficar concluida. 3. Recuperação (evocação ou reprodução) As informações guardadas na memória são ,de novo, recordadas e utilizadas.
  9. 9. Factores que influenciam o esquecimento • Ausência de Motivação • Deficiente Aprendizagem • Deterioração • Interferência • Retroactiva • Pro-Activa • Recalcamento
  10. 10. Como tornar a memorização fácil? 1. A motivação – A aprendizagem depende, numa grande parte da motivação inicial. Com efeito, o cérebro primitivo intervém no registo; se ele não encontrar interresse ou prazer, arrisca-se a efectuar um bloqueio, uma vez que isso faz parte do seu funcionamento, por outro lado, se essa barreira for retirada ele vai mobilizar toda vossa antenção e vigilância, para receber e aceitar a informação. 2. Compreensão – O objectivo de uma aprendizagem não é obter uma resposta correcta num exercício, mas melhor compreender a reencontrar, mais rapidamente os mecanismos que conduzem a essa resposta: conhecer um processo, uma maneira de operar que possa, de seguida, aplicar a toda uma série de problemas. 3. Organização – Depois de lida e compreendida a matéria, devem ser feitos esquemas, gráficos, resumos, quadros sinópticos, entre outros. 4. Repetição – Esta pode ser mental ou verbal e, dentro desta última, pode ser feita isoladamente em voz alta ou baixa, com a ajuda de um gravador, ou em conjunto com os colegas. 5. Revisão – Só uma revisão periódica pode garantir que a informação não se perca. Nas horas seguintes à aquisição dá-se um acentuado decréscimo do conhecimento, daí a grande vantagem em fazer revisões regulares. 1. Motivação 2. Compreensão 3. Organização 4. Repetição 5. Revisão
  11. 11. Benefícios da Revisão
  12. 12. Memorizar A alma da aprendizagem Maior parte das informações passam por essa via Escuta da voz; Leitura da lição; Evite leitura neutra; Exponha, Explique, Discuta Sensações fornecidas pelos movimentos do nosso corpo Memória Auditiva Memória Visual Memória do Movimento
  13. 13. Técnicas de Memorização • Mnemónicas • Histórias • Rimas • Repetição • Agrupar a informação • Associação
  14. 14. Note: • Tome consciência e confiança de si mesmo; o cérebro superior pode graças às suas faculdades de abertura de comunicação e de reflexão, descobrir constantemente novas estruturas, memorizá-las e assim aperfeiçoar-se, evoluir por por si próprio, auto-aperfeiçoar-se
  15. 15. Note: • A memorização é o coração de toda aprendizagem, mas ela é, apenas, uma parte. O que verdadeiramente conta, depois de ter aprendido, é poder utilizar esse novo saber , em variadas situações
  16. 16. Note: • O seu cérebro primitivo comanda a memorização, envolva-o ao máximo. Viva a interrogação, Memorize as frases, palavras-chave, pronuncie visualize, excreva, verifique,.

×