Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

[slides] Comunicação Oral e Escrita

Material sobre comunicação oral e escrita.

Tópicos abordados:

- O que é comunicação?
- Como a comunicação acontece?
- Elementos da comunicação.
- Atividade: Faça um desenho...
- Comunicação corporativa.
- Posturas comunicativas (Interativa, Transparente, Democrática e Focada).
- Comunicação escrita.
- Qualidades de um texto corporativo (Objetividade, Clareza, Precisão e Concisão).
- Formatação do texto.
- Realizando apresentações.

Última atualização: 09/01/2016

[slides] Comunicação Oral e Escrita

  1. 1. AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com SLIDES DAS AULAS
  2. 2.  Introdução  O que é comunicação?  Como a comunicação acontece?  Atividade: Faça um desenho...  Comunicação corporativa  Posturas comunicativas  Comunicação escrita  Qualidades de um texto corporativo  Realizando apresentações 2
  3. 3. AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com
  4. 4. Vamos nos conhecer? Clique aqui para escolher outro tópico
  5. 5.  Por que estou aqui?
  6. 6.  Apresentação...  Nome  Idade  Empresa  Em qual departamento trabalha?
  7. 7.  Nas próximas 8 horas (hoje e amanhã) falaremos sobre...  Técnicas para elaboração de documentos  Metodologias para apresentação de trabalhos  Técnicas de comunicação
  8. 8.  Nas próximas 8 horas (hoje e amanhã) falaremos sobre...  Técnicas para elaboração de documentos  Metodologias para apresentação de trabalhos  Técnicas de comunicação Sim, é pouco tempo para muita coisa!
  9. 9.  Sem monólogo, por favor!  Tragam seus questionamentos, ideias e experiências!  A colaboração ajuda na construção do conhecimento.  Aproveitem as aulas!
  10. 10.  Pessoalmente ou através dos endereços  alessandro.almeida@uol.com.br  www.facebook.com/alessandroalmeida  www.alessandroalmeida.com  www.alessandroalmeida.blogspot.com.br  Downloads:  www.slideshare.net/alessandroalmeida
  11. 11. Definição inicial Clique aqui para escolher outro tópico
  12. 12. Fonte: http://fernandoyanmar.wordpress.com/page/27/?archives-list&archives-type=tags
  13. 13. Mas... O que é comunicação?
  14. 14.  Como vocês definem comunicação?
  15. 15.  Como vocês definem comunicação? Na dúvida, é bom consultar o...
  16. 16.  Como vocês definem comunicação? Na dúvida, é sempre bom consultar o...
  17. 17.  Como vocês definem comunicação? Dicionário!
  18. 18.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  19. 19.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  20. 20.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  21. 21.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  22. 22. Você já deve ter enfrentado situação parecida...
  23. 23. Fonte:http://deceptionexperts.tumblr.com/
  24. 24. Conhecendo os elementos da comunicação... Clique aqui para escolher outro tópico
  25. 25.  O que é necessário para que a comunicação aconteça?  Vamos entender a partir de um exemplo!
  26. 26. Exemplo: Casal de Namorados
  27. 27. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html
  28. 28. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html
  29. 29. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html
  30. 30. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Emissor (ou remetente): Aquele que envia a mensagem (uma pessoa, uma empresa, uma emissora de televisão etc.)
  31. 31. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Receptor (ou destinatário): Aquele a quem a mensagem é endereçada (um indivíduo ou um grupo)
  32. 32. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Mensagem: Conteúdo das informações transmitidas
  33. 33. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Canal de Comunicação: Por onde a mensagem é transmitida (TV, rádio, jornal, revista, cordas vocais etc.)
  34. 34. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Código: Combinação de signos (palavras, imagens, sons etc.) utilizados na transmissão de uma mensagem. A comunicação só se concretizará, se o receptor souber decodificar a mensagem
  35. 35. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Contexto: Situação a que a mensagem se refere, também chamado de referente
  36. 36. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Feedback: Retorno da comunicação feita pelo emissor Eu também te amo!
  37. 37. Fonte:http://san-sonhoreal.blogspot.com.br/2011/06/quando-e-para-conectarah-o-amor-conecta.html Ruído: Qualquer perturbação que ocorra na transmissão do sinal
  38. 38.  Para mais informações sobre os elementos da comunicação:  www.brasilescola.com/redacao/elementos- presentes-no-ato-comunicacao.htm  www.colegioweb.com.br/trabalhos- escolares/portugues/funcoes-de- linguagem/elementos-da-comunicacao.html
  39. 39. Vamos praticar!
  40. 40.  No documento que vocês receberam, identifiquem...  Emissor  Receptor  Mensagem  Canal de Comunicação  Código  Contexto  Feedback  Ruído (se houver)
  41. 41. Em quais situações utilizamos a comunicação? (considerem a vida pessoal e profissional)
  42. 42. Quais canais de comunicação nós utilizamos com mais frequência? Canal de Comunicação: Por onde a mensagem é transmitida (TV, rádio, jornal, revista, cordas vocais etc.)
  43. 43. AlessandroAlmeida | www.alessandroalmeida.com
  44. 44.  O que é comunicação?
  45. 45.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  46. 46.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  47. 47.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  48. 48.  De acordo com o dicionário Houaiss....  processo que envolve a transmissão e a recepção de mensagens entre uma fonte emissora e um destinatário receptor, no qual as informações, transmitidas por intermédio de recursos físicos (fala, audição, visão etc.) ou de aparelhos e dispositivos técnicos, são codificadas na fonte e decodificadas no destino com o uso de sistemas convencionados de signos ou símbolos sonoros, escritos, iconográficos, gestuais etc.
  49. 49.  Emissor (ou remetente):  Aquele que envia a mensagem (uma pessoa, uma empresa, uma emissora de televisão etc.)  Receptor (ou destinatário):  Aquele a quem a mensagem é endereçada (um indivíduo ou um grupo)  Mensagem:  Conteúdo das informações transmitidas
  50. 50.  Canal de Comunicação:  Por onde a mensagem é transmitida (TV, rádio, jornal, revista, cordas vocais etc.)  Código:  Combinação de signos (palavras, imagens, sons etc.) utilizados na transmissão de uma mensagem. A comunicação só se concretizará, se o receptor souber decodificar a mensagem
  51. 51.  Contexto:  Situação a que a mensagem se refere, também chamado de referente  Feedback:  Retorno da comunicação feita pelo emissor  Ruído:  Qualquer perturbação que ocorra na transmissão do sinal
  52. 52. Estamos sempre nos comunicando!
  53. 53. Estamos sempre nos comunicando!
  54. 54. Embora seja algo “mais velho que andar para frente”, muitas vezes enfrentamos problemas na comunicação...
  55. 55. Percebendo que a comunicação não é algo tão simples Clique aqui para escolher outro tópico
  56. 56.  Individualmente, desenhe um animal com as seguintes características:  De grande porte  Com quatro patas  Com rabo  Coberto de pêlos
  57. 57. Não se preocupe somente com a mensagem transmitida, mas também com o que o destinatário entende!
  58. 58. Sempre que possível, procure “ouvir” o que o outro não diz...
  59. 59. Sempre que possível, procure “ouvir” o que o outro não diz... Fonte:http://deceptionexperts.tumblr.com/
  60. 60. Sempre que possível, procure “ouvir” o que o outro não diz...
  61. 61. ComunicaçãoCorporativa Clique aqui para escolher outro tópico
  62. 62. Como funciona a comunicação lá na firma?!?!
  63. 63. Nos próximos slides, alguns pontos importantes que precisamos observar...
  64. 64. A comunicação corporativa gera resultados para a organização (empresa)!
  65. 65.  A comunicação corporativa gera resultados para a organização (empresa)!  Nas empresas, o processo comunicativo só acaba quando desencadeia uma ação por parte de quem recebe a mensagem  Pode ser a aquisição de uma informação ou a realização de uma tarefa
  66. 66. A empresa é um evento comunicativo permanente!
  67. 67.  A empresa é um evento comunicativo permanente!  Toda empresa é movida a comunicação, respira comunicação!  É a comunicação que potencializa a sinergia entre investimentos, pessoas, processos e tecnologia
  68. 68. Investimentos Tecnologia ProcessosPessoas
  69. 69. Emitir não é comunicar-se!
  70. 70.  Emitir não é comunicar-se!  A comunicação é via de mão dupla  Acabou (ou deveria ter acabado) a era do emissor autoritário ditando ordens para receptores passivos
  71. 71. O comunicador desempenha simultaneamente os papéis de emissor e receptor!
  72. 72.  O comunicador desempenha simultaneamente os papéis de emissor e receptor!  A comunicação se faz entre dois ou mais comunicadores emitindo e recebendo mensagens ao mesmo tempo  O sucesso do processo é responsabilidade de todos os envolvidos
  73. 73. O receptor é o juiz da competência comunicativa do emissor!
  74. 74.  O receptor é o juiz da competência comunicativa do emissor!  Não importa o que é falado, e sim o que é entendido  Se o receptor não entender a mensagem e agir a partir dela, a comunicação não se completa  Por isso, é preciso confirmar o entendimento continuamente
  75. 75. Objetividade, clareza, precisão e concisão são essenciais!
  76. 76.  Objetividade, clareza, precisão e concisão são essenciais!  Devemos buscar as quatro qualidades ao executar qualquer ação de comunicação ▪ Objetividade: Mensagem direta ▪ Clareza: Fácil de entender ▪ Precisão: Informações exatas ▪ Concisão: Poucas palavras (somente o necessário)
  77. 77. Preparação e interação são etapas necessárias!
  78. 78.  Preparação e interação são etapas necessárias!  A qualidade da interação depende do tempo e energia que foram investidos para preparar a ação de comunicação  Planejar antes de executar evita retrabalho e preserva o bom relacionamento entre os envolvidos
  79. 79. Comunicação é processo!
  80. 80.  Comunicação é processo!  Não existe uma ação isolada de comunicação, mas o encadeamento de ações comunicativas até que o processo seja completado
  81. 81. A comunicação é uma poderosa ferramenta de gestão!
  82. 82.  A comunicação é uma poderosa ferramenta de gestão!  Facilita a tomada de decisão  Aprimora os processos de trabalho  Estimula, desenvolve e valoriza os profissionais Quer virar “chefe” ou abrir a sua empresa? Aprenda a se comunicar bem!
  83. 83. A comunicação depende da postura dos profissionais!
  84. 84.  A comunicação depende da postura dos profissionais!  A tecnologia ajuda, mas o que faz a diferença é o ser humano
  85. 85. Na comunicação corporativa não há autoria!
  86. 86.  Na comunicação corporativa não há autoria!  Ninguém faz nada sozinho na empresa – muito menos comunicação, que depende da parceria entre os envolvidos
  87. 87. O bom humor é fundamental!
  88. 88.  O bom humor é fundamental!  Ser responsável não significa ser sisudo  Um ambiente bem-humorado facilita qualquer comunicação Fonte: www.cpt.com.br/cursos- salaodebeleza/artigos/ideias-para- o-seu-visual-de-reveillon-dicas- moda
  89. 89.  IMPORTANTE! Quanto mais você conhecer a empresa onde trabalha (visão sistêmica), sua comunicação ficará melhor, pois você terá o domínio das informações
  90. 90.  Cadastrem-se no LinkedIn: http://br.linkedin.com/  “Facebook” para profissionais  Mantenha contato com colegas de trabalho e conheça oportunidades em outras empresas  Acompanhe o que está acontecendo na sua empresa  Meu perfil: www.linkedin.com/in/alessandroalmeida
  91. 91.  Cadastrem-se no LinkedIn: http://br.linkedin.com/  “Facebook” para profissionais  Mantenha contato com colegas de trabalho e conheça oportunidades em outras empresas  Acompanhe o que está acontecendo na sua empresa  Meu perfil: www.linkedin.com/in/alessandroalmeida
  92. 92. Clique aqui para escolher outro tópico
  93. 93.  Quando estiver se comunicando, observe as posturas comunicativas: 1. Interativa 2. Transparente 3. Democrática 4. Focada
  94. 94.  Busca ativa de sintonia com o parceiro  Assuma a responsabilidade pelo bom andamento do processo de comunicação  Cabe a você criar a empatia necessária com o interlocutor, buscando a melhor forma para a informação ser absorvida ▪ Empatia: Capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa
  95. 95.  Pró-atividade em estabelecer contato  Se tiver alguma dúvida, cheque com o seu interlocutor  Se precisar falar com alguém, não espere que ele venha até você  Seja pró-ativo e não deixe dúvida no ar
  96. 96.  Clareza e precisão na troca de informações  Comunicação genérica produz resultados genéricos  Qualifique suas informações! Muito, em breve e longo prazo são termos pouco precisos. Dificultam a comunicação e embaçam a clareza do processo  Quantifique, compare, cite prazos
  97. 97.  Eliminação de pressupostos  As pessoas não são obrigadas a saber sobre o que você está falando  O pressuposto é a morte da comunicação, pois deixa lacunas que não serão necessariamente preenchidas  A troca não acontece a contento e os resultados podem ser desastrosos
  98. 98.  Estímulo à participação e ao consenso  É necessário estar aberto à colaboração dos parceiros. Instigá-los a questionar seus projetos e ideias, criar oportunidades para que eles participem ativamente  Permitir uma construção mais coletiva do conhecimento  Você deve ter opiniões sobre os assuntos, mas elas não podem ser definitivas, inabaláveis  Independente das convicções de cada um, é necessário obter o consenso sobre o rumo a seguir
  99. 99.  Busca do comprometimento  Obtém-se o comprometimento e o engajamento em determinado projeto a partir do momento em que ele se torna coletivo. Ou seja, quando todos participam, tem voz ativa e percebem que suas sugestões são relevantes e levadas a sério  Criando uma cultura de troca, expressa pela comunicação efetiva, gera-se maior comprometimento dos colaboradores
  100. 100.  Orientação por resultados  A comunicação deve ter foco nos resultados do negócio  Gastar tempo e recursos em ações comunicativas sem objetivos claros gera retrabalho, conflito e desânimo da equipe
  101. 101.  Priorização do que é relevante  Primeiro, o que é mais importante  Não deixe para o final as informações essenciais de sua ação de comunicação  Logo de início, informe o interlocutor sobre o assunto de que vai tratar e a finalidade de sua comunicação
  102. 102. Documentos e e-mails Clique aqui para escolher outro tópico
  103. 103. DerpChefe do Derp Vamos analisar uma situação cotidiana...
  104. 104. DerpChefe do Derp
  105. 105.  O chefe enviou um e-mail para o Derp com o seguinte texto... DerpChefe do Derp
  106. 106. Derp, quando receberei o relatório que solicitei? DerpChefe do Derp
  107. 107.  Derp, eficiente como sempre, respondeu logo em seguida... DerpChefe do Derp
  108. 108. Chefe, vou estar te enviando o relatório no final do dia. DerpChefe do Derp
  109. 109. Chefe, vou estar te enviando o relatório no final do dia. DerpChefe do Derp
  110. 110. Chefe, vou estar te enviando o relatório no final do dia. DerpChefe do Derp
  111. 111.  PRIMEIRA DICA! Fujam do gerundismo assassino!
  112. 112.  PRIMEIRA DICA! Fujam do gerundismo assassino! Vou estar falando... Vou estar acessando... Vou estar fazendo... Vou estar conversando...
  113. 113.  SEGUNDA DICA! A linguagem dos chats não deve ser usada na comunicação escrita nas empresas
  114. 114.  A linguagem dos chats não deve ser usada na comunicação escrita nas empresas...  Vc tb  Vms  Ctz  Pk  Nóis  Kkkkkk  Tah  hj
  115. 115.  Você precisa ser capaz de expressar ideias por escrito de forma clara e convincente
  116. 116.  Grande parte do seu sucesso como profissional depende da comunicação escrita com seus superiores, pares, equipe e parceiros
  117. 117. Clique aqui para escolher outro tópico
  118. 118.  Objetividade:  Relativo ao alvo que se pretende atingir  Clareza:  Qualidade do que é claro ou inteligível, que se compreende bem  Precisão:  Informações exatas  Concisão:  Exposição das ideias em poucas palavras
  119. 119.  Comece pelo mais importante  Qual é o objetivo da sua comunicação? O que você pretende com ela? O que espera que seu leitor faça ao terminar de lê-la?  Não deixe as informações mais importantes para o final nem as espalhe pelo texto  O primeiro parágrafo é o lugar certo para resumir o essencial da comunicação
  120. 120.  Vá direto ao ponto!  Evite rodeios. É engano achar que ir diretamente ao assunto é sinônimo de grosseria ou rudeza. Na comunicação corporativa, quanto mais direto for o texto, maior a eficácia do processo  Ao ler uma mensagem assertiva, o leitor terá mais segurança para tomar sua decisão sobre o assunto
  121. 121.  Use palavras de entendimento geral  Evite termos complexos ou técnicos  Os grandes comunicadores usam palavras comuns, o que favorece a compreensão e a empatia entre o comunicador e o leitor
  122. 122.  Construa frases de fácil leitura  Estilo rebuscado pode ser item valorizado na literatura. Na comunicação corporativa, os excessos linguísticos se transformam em ruído, atrapalhando a compreensão e distanciando o leitor do emissor
  123. 123.  Não deixe que fiquem dúvidas  Muitas vezes as dúvidas são criadas pela falta de precisão nas informações. Ou então por uma abordagem genérica, que tangencia os objetivos da mensagem, mas não os atinge  Algumas pessoas não percebem quando estão deixando dúvidas
  124. 124.  Não deixe que fiquem dúvidas  Não pressuponha nada em relação ao seu leitor, pois todo pressuposto atrapalha a comunicação  As pessoas não são obrigadas a saber o que você já sabe. O que é óbvio para você pode não ser óbvio para os outros  Explique e detalhe o necessário para que o leitor se posicione em relação à informação
  125. 125.  Transmita informações numéricas  Sempre que possível, seja específico em relação a quantidades, valores e prazos
  126. 126.  Quantifique  Muitos, poucos, bastante, alto, baixo, tudo isso é subjetivo!  O que é grande para um pode ser pequeno para o outro. Prefira os números, eles são concretos – valores, volumes e porcentagens  O conceito de urgência também depende do ponto de vista. Explicite os prazos
  127. 127.  Use argumentos concretos  Evite a argumentação inconsistente e genérica. Não prossiga com sua ação de comunicação antes de ter certeza sobre quais são os reais resultados que pretende obter
  128. 128.  Utilize frases curtas  Frases longas atrapalham a concentração. Obrigam o leitor a ir e voltar até entender todo o significado  Isso quebra a fluência do raciocínio e gera uma leitura cansativa e pouco produtiva
  129. 129.  Diga apenas o essencial  Ao escrever, imagine-se no lugar do leitor  Economize a paciência do seu leitor. Parta do princípio de que ele é ocupado e cheio de compromissos
  130. 130.  Resuma suas ideias  Um ditado chinês diz que se não for possível sintetizar os pensamentos numa frase eles não valem nada  Tente dar corpo às suas ideias produzindo textos riscos, mas concisos
  131. 131.  Cuidado com as cores, tipos e tamanhos de fonte!  As fontes mais usadas são:  Arial, tamanho 10 ou 11  Verdana, tamanho 11 ou 12  Calibri, tamanho 11 ou 12  Cores  Preto ou azul
  132. 132.  Utilização de negrito, itálico ou outras cores depende do destaque que você deseja dar a alguma palavra ou trecho do texto  Cuidado para o seu texto não virar um arco-íris!  EVITE ESCREVER COMTODAS AS LETRAS MAIÚSCULAS!  Parece que você estará “gritando” no texto
  133. 133. Como posso criar bons textos?
  134. 134. Lendo bons livros e exercitando a escrita!
  135. 135. Lendo bons livros e exercitando a escrita! Fonte: http://professorasdenise-lptaniela- bio.blogspot.com.br/2011/08/exercitando- redacao.html Fonte: http://www.trekearth.com/gallery/South_ America/Brazil/Southeast/Rio_de_Janeiro/ Paraty/photo924672.htm
  136. 136. Ás vezes, teremos que encarar o público... Clique aqui para escolher outro tópico
  137. 137.  Determine o objetivo que você quer alcançar  Concentre-se nos resultados possíveis. No mais relevante  Se possível, selecione os participantes  Devem ser aqueles essenciais para o alcance dos resultados  Delimite o tempo da apresentação  A duração balizará o nível de detalhamento do tema
  138. 138.  Desenvolva o roteiro da apresentação  Monte um passo a passo, avaliando quanto tempo deve utilizar em cada tópico da apresentação  Se necessário, prepare o material de apoio  Projeção, relatórios para os participantes etc.
  139. 139.  Crie momentos de interação com a audiência  Por exemplo: Momentos de diálogo. Cuidado com o monólogo!  Ensaie! Ensaie! Ensaie!  Peça para alguém assistir e fazer comentários
  140. 140.  Organize o cenário  Chegue com antecedência para se ambientar e realizar os testes necessários  Combine as regras  Uso do celular, pausa para o café e intervenções durante a apresentação  Comece indo direto ao assunto  A atenção da sua audiência é maior no início da apresentação
  141. 141.  Incorpore as contribuições  Preste atenção nas mensagens que vem da plateia e as aproveite, se for o caso  Conclua um tópico antes de começar outro  Não atropele o raciocínio. Permita que os participantes assimilem as informações
  142. 142.  Não perca o fio da apresentação  Se faltar tempo, pule tópicos (é importante avaliar na preparação quais serão os tópicos)  Encerre fazendo um balanço  Reforce os pontos principais e elimine eventuais dúvidas dos participantes
  143. 143.  Distribua o material  Se houver: Folhetos e resumo dos principais tópicos  Informe seus contatos  Coloque-se à disposição para atender a questões específicas  Envie uma cópia da apresentação  Surpreenda os participantes com um e-mail de agradecimento, anexando a apresentação
  144. 144.  Postura eAparência  Cuidado com a forma como você se apresenta diante do público  Vícios de linguagem  “Tipo”, “Né?”, “Mano”, “Véio” etc.  Lembre-se que o corpo fala...  Cuidado com as mensagens que o seu corpo transmite durante a apresentação
  145. 145. Não preciso saber dessas coisas agora! Pois só vou aplicá-las quando virar estagiário ou funcionário!
  146. 146. Não preciso saber dessas coisas agora! Pois só vou aplicá-las quando virar estagiário ou funcionário!
  147. 147.  Seja pró-ativo!  Entenda como o seu trabalho contribui para a empresa!  Se necessário, questione seu chefe!  Apresente (e-mail ou em reuniões) relatórios sobre como as atividades estão caminhando...  Mostre o seu valor profissional!
  148. 148. alessandro.almeida@uol.com.br

×