Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Cadeira de
PATRIMÓNIO CULTURAL PORTUGUÊS
Professor Doutor
Artur Filipe dos Santos
2
Património Cultural do Alto Douro: Bragança e Macedo de Cavaleiros
Convento da Nossa Senhora da Balsamão
Património de M...
3
VISITA DE ESTUDO A BRAGANÇA
E MACEDO DE CAVALEIROS
Participe nesta iniciativa da
cadeira de Mitos e Ritos da
Humanidade ...
AUTOR
Artur Filipe dos Santos
artur.filipe@uvigo.es
www.artursantos.no.sapo.pt
www.politicsandflags.wordpress.com
www.omeu...
A Universidade Sénior
Contemporânea
Web: www.usc.pt
Email: usc@usc.pt
Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.c...
• O Convento da Nossa
Senhora da Balsamão é
santuário antigo, tendo
como origem um
espaço religioso, que foi
fundado pelo ...
7
• Os altares são em talha
douradado século XVIII,
com decorações de
colunas torsas. A
Escultura da Virgem é
em alabastro...
• Realiza-se a sua
Romaria no dia 25 de
Março.
8
Convento da Nossa Senhora da Balsamão
members.tripod.com
9
• O Convento de
Balsamão está situado a
16 km de Macedo de
Cavaleiros e a 4 km de
Chacim.
Convento da Nossa Senhora da B...
• O monte de Balsamão é
banhado a sul pelo Rio
Azibo, que é
atravessado por uma
pequena Ponte
Românica e a norte pela
Ribe...
11
• O Convento de
Balsamão faz parte da
Congregação dos
Marianos da Imaculada
Conceição, dispondo de
uma parte reservada ...
• As instalações foram
adaptadas ao turismo
depois do restauro que
teve lugar entre 2008 e
2010, podendo passar-
se ali un...
13
• A envolvência convida ao
descanso físico e da
mente.
• A Igreja do Santuário de
Nª Sra. Balsamão, agora
restaurada, r...
• No interior das
instalações pode visitar-
se a pequena capela e o
museu, onde se pode
ver um rico espólio do
convento, e...
15
• Dispõe de aquecimento central, 37 quartos, sala de
convívio e TV, salas de reuniões e seminários,
restaurante, bar e ...
16
• O Convento de Nossa
Senhora de Balsamão (ou,
simplesmente, Convento
de Balsamão) é um
convento da Congregação
dos Pad...
• As raízes do Santuário
de Nossa Senhora de
Balsamão assentam,
provavelmente, nos
tempos da Reconquista
Cristã, ainda que...
18
• Chamava-se em tempos
“Monte Carrascal”. Aqui se
instalaram os Mouros
donde subjugavam os
Cristãos com pesados
imposto...
34f6u7klp0
• LENDA DA SENHORA DE
BALSAMÃO
• A lenda de Balsamão está
adjacente à libertação
dos Cristãos de tamanha
injúri...
20
• Porém, desta vez, os
homens e os jovens, às
ordens do noivo,
partem para o sopé da
montanha, gritando:
“Queremos ver ...
• O Emir, escarnecendo,
envia-lhes um ridículo
punhado de guerreiros,
mas logo se vê obrigado
a reforçá-los. Os
cristãos b...
22
• Todavia, a certa altura,
notam no campo uma
Senhora, vestida de
enfermeira, chegada
misteriosamente, a
limpar as feri...
• Convencidos de que era
a Mãe de Deus, atiram-
se confiantes, até que
se ouviu um grito vindo
das muralhas: “vitória,
vit...
24
• Os Cavaleiros das
Esporas Douradas da
vila de Alfândega que
tinham subido pela
outra encosta
decapitaram o Emir e
sal...
• Durante toda a noite
festejaram o triunfo.
Celebrou-se Missa na
Capela em honra de
Nossa Senhora do
Bálsamo na Mão.
25
C...
26
• E desde esse dia nunca
mais cessaram as
romagens ao Santuário
da Defensora da Honra
do Lar, da Padroeira dos
Noivos, ...
• Poema à lenda dos
cavaleiros das esporas
douradas, ou do tributo das
donzelas
• Fonte:
http://alfandegafe.blogspot.pt/20...
• Sabemos que, durante a
idade média, além do
santuário, Balsamão foi
sede administrativa,
cabeça de concelho.
28
Convento...
29
• A certa altura, constitui-
se uma Confraria de
100 Irmãos eclesiásticos
com o nome de
«Confraria de Santa
Maria de Ba...
• Da capela e da imagem
que nela se venera
disse o Bispo D. João de
Sousa Carvalho, a 7 de
Dezembro de 1720 e a
18 de Jane...
31
• «há, nesta Diocese, uma imagem de Nossa Senhora,
sob a invocação de Balsamão, que a fé dos católicos
aclama, em alta ...
32
• No século XVIIII, funda-se o
hospício de Nossa Senhora de
Balsamão cujo fundador é o leigo
António Pires Corcas, natu...
• Estes eremitas eram
Terceiros Franciscanos.
Deve ser dessa altura a
configuração da Igreja –
com a divisão entre
presbit...
34
• Em 1754, os
Barbadinhos
incorporam-se na
Ordem dos Marianos da
Imaculada Conceição,
atraídos pela figura
carismática ...
• Em 1834, com a
expulsão das Ordens
religiosas de Portugal,
por Joaquim António
Aguiar, o Santuário fica
sem atendimento
...
36
• Em 1954, regressam os
Marianos a Balsamão e
reconstroem o
Convento, dando vida
também ao santuário.
Convento da Nossa...
• MACEDO DE
CAVALEIROS
• Macedo de Cavaleiros é
uma cidade portuguesa,
pertencente ao Distrito
de Bragança, Região
Norte e...
38
• É sede de um município
com 699,14 km² de área
e 15 776 habitantes
(2011), subdividido em
30 freguesias.
Património de...
39
Património de Macedo de Cavaleiros
Fonte:
https://pt.wikipedia.org
40
Fonte:
https://pt.wikipedia.org
• O município é limitado
a norte pelo município
de Vinhais, a nordeste
por Bragança, a leste
por Vimioso, a sul por
Mogado...
42
43
• De acordo com as
Inquirições de D. Afonso
III, em 1258, o território
de Macedo pertencia a
D. Nuno Martins e a D.
Men...
• Esse território era, na
altura, apenas uma
pequena povoação com
importância inferior às
suas vizinhas Nozelos,
Vale Prad...
45
• Foi a partir do século XIV que Masaedo surge pela
primeira vez nos documentos como Macedo de
Cavaleiros. É provável q...
46
LENDA OU FACTO
• Até ao dia de Portugal,
Macedo tinha lendas
sobre valorosos
cavaleiros e as suas
façanhas.
Património ...
• Umas contra mouros,
outras contra
espanhóis, das quais
ficaram frases muitas
vezes repetidas como:
“Maça Macedo, maça
Ma...
48
• Depois do dia 10 de
Junho de 2006, Macedo
de Cavaleiros tem uma
história e o nome de
um herói: Martim
Gonçalves de Ma...
• Herói não só de
Macedo (terra que lhe
deu nome e que, por
ele, haveria de se
chamar de Cavaleiros),
mas de toda a nação....
50
• As acções heróicas
aconteceram numa tarde
de 14 de Agosto, decorria
o ano de 1385 e, a alguns
quilómetros de
Aljubarr...
• Descrevem várias
crónicas que,
“Chegando este Rei (D.
João I) a braços com
Roberto Gonçalves
Barros, homem de
grandes fo...
52
• Os feitos de Martim de
Macedo O futuro rei soube
agradecer o feito a Martim
de Macedo, fazendo notar
que nas armas da...
• A relação de Martim
Gonçalves de Macedo
com as terras que hoje
são Macedo de Cavaleiros
parece estar assegurada
por um r...
54
• Muito interessou e interessa aos macedenses a origem
do nome Cavaleiros. Tudo indica que se deve à figura de
Martim G...
55
• O livro, propriedade da
autarquia, é um documento
importante para qualquer
macedense. Lê-se com
facilidade, contém
re...
• Carlos Mendes, há menos
de um ano, publicou o
livro “Macedo de
Cavaleiros, Cultura
Património e Turismo –
Contributo par...
57
Geografia
• Concelho situado no
centro do nordeste
transmontano. Neste
situam-se dois acidentes
geográficos importantes...
• Há dois rios
importantes a
atravessar o seu
território, o Rio Sabor a
Sudeste e o Rio Azibo.
58
Património de Macedo de ...
59
• O concelho de Macedo
de Cavaleiros tem das
formações geológicas
mais importantes de
Portugal, o Maciço de
Morais, con...
60
• “A aldeia de Morais, no
concelho de Macedo de
Cavaleiros, é o umbigo
do mundo! Pode
parecer estranho, mas a
afirmação...
61
• Ao que parece foi ali,
precisamente ali, que
há milhões de anos, se
deu a colisão entre dois
continentes e que
depois...
62
• Esta explicação foi
transmitida em 2008aos
alunos da secundária de
Macedo por Eurico
Pereira, professor na
Faculdade ...
63
• “Num espaço de poucos
quilómetros tem concentrado
aquilo que normalmente só se
vê em milhares de quilómetros
de exten...
64
• O maciço de Morais é assim
uma das coisas mais
extraordinárias da geologia
global, pois é o testemunho da
colisão de ...
65
Património
• Museu Rural de Salselas
• Real Filatório de Chacim
• Pelourinho de Chacim
Património de Macedo de Cavaleir...
• Pelourinho de Vale de
Prados
• Pelourinho de Nozelos
• Pelourinho de
Pinhovelo
66
Património de Macedo de Cavaleiros
www...
67
• Vários solares por todas
as aldeias
• Igrejas e capelas
• Paisagem Protegida da
Albufeira do Azibo
Convento da Nossa ...
Miradouros
• Miradouro de Santa
Maria Madalena, em
Amendoeira
• Miradouro de Monte de
Morais, na estrada para
Izeda
• Luga...
Bibliografia
https://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g652089-
d643134-Reviews-Convento_de_Balsamao-
Chacim_Braganca_Di...
Bibliografia
https://pt.wikipedia.org/wiki/Macedo_de_Cavaleiros
http://www.cm-macedodecavaleiros.pt/pages/146
70
Créditos Fotográficos
• http://www.cm-
macedodecavaleiros.pt/
• www.booking.com
• google imagens
• www.wikipedia.org
• www...
Créditos Fotográficos
• www.floresalacarte.blogspot.com
• www.gabieguh2014.zankyou.com
• www.tradicoesalfandeguenses.wordp...
Artur Filipe dos Santos – Blogues e Redes Sociais
https://www.facebook.com/arturfilipe.santos
https://twitter.com/arturfil...
74
Grato pela
sua atenção
Artur Filipe dos Santos
artur.filipe@uvigo.es
www.artursantos.no.sapo.pt
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Património Cultural -Convento Balsamão e património de Macedo de Cavaleiros - Artur Filipe dos Santos

955 views

Published on

O Convento da Nossa Senhora da Balsamão é santuário antigo, tendo como origem um espaço religioso, que foi fundado pelo polaco Frei Casimiro Wiszynski, na primeira metade do século XVIII, sendo que a história remonta ao séc. XIII.
A lenda da Senhora da Balsabão é das histórias mais importantes da tradição oral portuguesa.

AUTOR
Artur Filipe dos Santos
artur.filipe@uvigo.es
www.artursantos.no.sapo.pt
www.politicsandflags.wordpress.com
www.omeucaminhodesantiago.wordpress.com

 
Artur Filipe dos Santos, Doutorado em Comunicação, Publicidade Relações Públicas e Protocolo, pela Universidade de Vigo, Galiza, Espanha, Professor Universitário, consultor e investigador em Comunicação Institucional e Património, Protocolista.
Director Académico e Professor Titular na Universidade Sénior Contemporânea, membro da Direção do OIDECOM-Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação, membro da APEP-Associacao Portuguesa de Estudos de Protocolo. Professor convidado e membro do Grupo de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, membro do Grupo de Investigação em Turismo e Comunicação da Universidade de Westminster. Professor convidado das Escola Superior de Saúde do Instituto Piaget (Portugal).Orador e palestrante convidado em várias instituições de ensino superior. Formador em Networking e Sales Communication no Network Group +Negócio Portugal.
Especialista na temática dos Caminhos de Santiago, aborda esta temática em várias instituições de ensino e em várias organizações culturais.

Artur Filipe dos Santos – Blogues e Redes Sociais
https://www.facebook.com/arturfilipe.santos
https://twitter.com/arturfilipesant
https://politicsandflags.wordpress.com
https://omeucaminhodesantiago.wordpress.com
http://comunicacionpatrimoniomundial.blogia.com
https://pt.linkedin.com/pub/artur-filipe-dos-santos/1a/aa9/b09
http://pt.slideshare.net/arturfilipesantos
http://www.doyoubuzz.com/artur-filipe-dos-santos

Hashtags: #arturfilipedossantos; #patrimoniomundial; #historiadoporto; #patrimoniocultural, #caminodesantiago; #patrimoniodahumanidade; #uscontemporanea

A Universidade Sénior
Contemporânea

Web: www.usc.pt
Email: usc@usc.pt
Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.com

A Universidade Sénior Contemporânea é uma instituição vocacionada para a ocupação de tempos livres dos indivíduos que se sintam motivados para a aprendizagem constante de diversas matérias teóricas e práticas, adquirindo conhecimentos em múltiplas áreas, como línguas, ciências sociais, saúde, informática, internet, dança, teatro, entre outras, tendo ainda a oportunidade de participação em actividades como o Grupo de Teatro, Coro da USC, USC Web TV, conferências, colóquios, visitas de estudo. Desenvolve manuais didáticos das próprias cadeiras lecionadas(23), acessíveis a seniores, estudantes e profissionais através de livraria online.

Published in: Education
  • Login to see the comments

Património Cultural -Convento Balsamão e património de Macedo de Cavaleiros - Artur Filipe dos Santos

  1. 1. Cadeira de PATRIMÓNIO CULTURAL PORTUGUÊS Professor Doutor Artur Filipe dos Santos
  2. 2. 2 Património Cultural do Alto Douro: Bragança e Macedo de Cavaleiros Convento da Nossa Senhora da Balsamão Património de Macedo de Cavaleiros Artur Filipe dos Santos - artur.filipe@uvigo.es
  3. 3. 3 VISITA DE ESTUDO A BRAGANÇA E MACEDO DE CAVALEIROS Participe nesta iniciativa da cadeira de Mitos e Ritos da Humanidade (Prof. Vitor Fragoso) que mostra "no terreno" a riqueza das matérias lecionadas na aula, visitando a cultura profunda e impregnada de mitologia e ritualidade de Trás- os-Montes. Com a colaboração da cadeira de Património Cultural da USC.
  4. 4. AUTOR Artur Filipe dos Santos artur.filipe@uvigo.es www.artursantos.no.sapo.pt www.politicsandflags.wordpress.com www.omeucaminhodesantiago.wordpress.com • Artur Filipe dos Santos, Doutorado em Comunicação, Publicidade Relações Públicas e Protocolo, pela Universidade de Vigo, Galiza, Espanha, Professor Universitário, consultor e investigador em Comunicação Institucional e Património, Protocolista. • Director Académico e Professor Titular na Universidade Sénior Contemporânea, membro da Direção do OIDECOM-Observatório Iberoamericano de Investigação e Desenvolvimento em Comunicação, membro da APEP-Associacao Portuguesa de Estudos de Protocolo. Professor convidado e membro do Grupo de Investigação em Comunicação (ICOM-X1) da Faculdade de Ciências Sociais e da Comunicação da Universidade de Vigo, membro do Grupo de Investigação em Turismo e Comunicação da Universidade de Westminster. Professor convidado das Escola Superior de Saúde do Insttuto Piaget (Portugal).Orador e palestrante convidado em várias instituições de ensino superior. Formador em Networking e Sales Communication no Network Group +Negócio Portugal. • Especialista na temática dos Caminhos de Santiago, aborda esta temática em várias instituições de ensino e em várias organizações culturais. 4 Artur Filipe dos Santos - artur.filipe@uvigo.es
  5. 5. A Universidade Sénior Contemporânea Web: www.usc.pt Email: usc@usc.pt Edições online: www.edicoesuscontemporanea.webnode.com • A Universidade Sénior Contemporânea é uma instituição vocacionada para a ocupação de tempos livres dos indivíduos que se sintam motivados para a aprendizagem constante de diversas matérias teóricas e práticas, adquirindo conhecimentos em múltiplas áreas, como línguas, ciências sociais, saúde, informática, internet, dança, teatro, entre outras, tendo ainda a oportunidade de participação em actividades como o Grupo de Teatro, Coro da USC, USC Web TV, conferências, colóquios, visitas de estudo. Desenvolve manuais didáticos das próprias cadeiras lecionadas(23), acessíveis a seniores, estudantes e profissionais através de livraria online. 5 Universidade Sénior Contemporânea – www.usc.pt
  6. 6. • O Convento da Nossa Senhora da Balsamão é santuário antigo, tendo como origem um espaço religioso, que foi fundado pelo polaco Frei Casimiro Wiszynski, na primeira metade do século XVIII, sendo que a história remonta ao séc. XIII. 6 Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.booking.com
  7. 7. 7 • Os altares são em talha douradado século XVIII, com decorações de colunas torsas. A Escultura da Virgem é em alabastro. Convento da Nossa Senhora da Balsamão itinerante.pt
  8. 8. • Realiza-se a sua Romaria no dia 25 de Março. 8 Convento da Nossa Senhora da Balsamão members.tripod.com
  9. 9. 9 • O Convento de Balsamão está situado a 16 km de Macedo de Cavaleiros e a 4 km de Chacim. Convento da Nossa Senhora da Balsamão aartecomooficio.blogspot.com
  10. 10. • O monte de Balsamão é banhado a sul pelo Rio Azibo, que é atravessado por uma pequena Ponte Românica e a norte pela Ribeira de Veiga. 10 Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.tripadvisor.com.br
  11. 11. 11 • O Convento de Balsamão faz parte da Congregação dos Marianos da Imaculada Conceição, dispondo de uma parte reservada a hóspedes. Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.kayak.pt Convento de Balsamão Casa de Retiro e Repouso - Chacim
  12. 12. • As instalações foram adaptadas ao turismo depois do restauro que teve lugar entre 2008 e 2010, podendo passar- se ali uns óptimos dias de descanso. 12 Convento da Nossa Senhora da Balsamão Placa evocativa do restauro do Convento sandrarocha-fotografia.blogspot.com
  13. 13. 13 • A envolvência convida ao descanso físico e da mente. • A Igreja do Santuário de Nª Sra. Balsamão, agora restaurada, rica em talha e pinturas é local privilegiado para jovens casais da região, se consagrarem a Deus e baptizarem os seus filhos. Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.portugal4fun.com
  14. 14. • No interior das instalações pode visitar- se a pequena capela e o museu, onde se pode ver um rico espólio do convento, em telas, ex- votos e estatuária. 14 Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.parsiturtravelclub.com
  15. 15. 15 • Dispõe de aquecimento central, 37 quartos, sala de convívio e TV, salas de reuniões e seminários, restaurante, bar e salões de festas para casamentos, baptizados, sala de jogos com bilhar, jardim, Capela da comunidade e Igreja do Santuário. Convento da Nossa Senhora da Balsamão 5l-henrique.blogspot.com
  16. 16. 16 • O Convento de Nossa Senhora de Balsamão (ou, simplesmente, Convento de Balsamão) é um convento da Congregação dos Padres Marianos da Imaculada Conceição, situado na freguesia de Chacim, no concelho de Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança, em Portugal. Convento da Nossa Senhora da Balsamão retratosdeportugal.blogspot.com
  17. 17. • As raízes do Santuário de Nossa Senhora de Balsamão assentam, provavelmente, nos tempos da Reconquista Cristã, ainda que a primeira data até agora conhecida seja o ano de 1212. 17 Convento da Nossa Senhora da Balsamão 5l-henrique.blogspot.com
  18. 18. 18 • Chamava-se em tempos “Monte Carrascal”. Aqui se instalaram os Mouros donde subjugavam os Cristãos com pesados impostos, entre os quais figurava o vergonhoso Tributo das donzelas , que consistia no facto de que, sempre que houvesse um casamento, a noiva vinha passar a noite de núpcias no Castelo, com o Emir, chefe dos Mouros, Convento da Nossa Senhora da Balsamão retratosdeportugal.blogspot.com
  19. 19. 34f6u7klp0 • LENDA DA SENHORA DE BALSAMÃO • A lenda de Balsamão está adjacente à libertação dos Cristãos de tamanha injúria. Certo dia, realizou-se um casamento em Castro, a uns 15 kms de Balsamão. Ao sair da Igreja, como era costume, a noiva foi raptada. 19 Convento da Nossa Senhora da Balsamão floresalacarte.blogspot.com
  20. 20. 20 • Porém, desta vez, os homens e os jovens, às ordens do noivo, partem para o sopé da montanha, gritando: “Queremos ver a cara ao mouro”. Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.folclore-online.com
  21. 21. • O Emir, escarnecendo, envia-lhes um ridículo punhado de guerreiros, mas logo se vê obrigado a reforçá-los. Os cristãos batem-se com força, mas, não resistem muito tempo e começam a desfalecer. 21 Convento da Nossa Senhora da Balsamão Mural da Lenda dos Cavaleiros das Esporas Douradas ou do Tributo da Donzela http://alfandegafe.blogspot.pt/2009/09/lenda-dos- cavaleiros-das-esporas.html
  22. 22. 22 • Todavia, a certa altura, notam no campo uma Senhora, vestida de enfermeira, chegada misteriosamente, a limpar as feridas depondo nelas um pouco de bálsamo que sustinha nas mãos e desaparecendo em seguida. Convento da Nossa Senhora da Balsamão gabieguh2014.zankyou.com
  23. 23. • Convencidos de que era a Mãe de Deus, atiram- se confiantes, até que se ouviu um grito vindo das muralhas: “vitória, vitória!”. 23 Convento da Nossa Senhora da Balsamão museudamascara.cm-braganca.pt
  24. 24. 24 • Os Cavaleiros das Esporas Douradas da vila de Alfândega que tinham subido pela outra encosta decapitaram o Emir e salvaram a noiva. Convento da Nossa Senhora da Balsamão tradicoesalfandeguenses.wordpress.com
  25. 25. • Durante toda a noite festejaram o triunfo. Celebrou-se Missa na Capela em honra de Nossa Senhora do Bálsamo na Mão. 25 Convento da Nossa Senhora da Balsamão members.tripod.com
  26. 26. 26 • E desde esse dia nunca mais cessaram as romagens ao Santuário da Defensora da Honra do Lar, da Padroeira dos Noivos, da Divina Enfermeira. Convento da Nossa Senhora da Balsamão gabieguh2014.zankyou.com
  27. 27. • Poema à lenda dos cavaleiros das esporas douradas, ou do tributo das donzelas • Fonte: http://alfandegafe.blogspot.pt/20 09/09/lenda-dos-cavaleiros-das- esporas.html 27 • Cruel régulo islamita a seu castro as noivas cristãs, por lei e uso, reclama. Simples fiéis, o Feminino Nome lhes aflorando à boca em intérmina oração, moços rijos, armam-se a combate pra resgatar as apaixonadas. Refrega crudelíssima se trava. Aos que mortos celeste bálsamo marial mão derrama. Revivendo chacina obram sobre árabe milícia. Sangue ruim de ver, estrepitosos gritos. Albergou desde então a vila gente cristã, que a Vera Fé proclama. Convento da Nossa Senhora da Balsamão
  28. 28. • Sabemos que, durante a idade média, além do santuário, Balsamão foi sede administrativa, cabeça de concelho. 28 Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.agoda.com
  29. 29. 29 • A certa altura, constitui- se uma Confraria de 100 Irmãos eclesiásticos com o nome de «Confraria de Santa Maria de Balsamão», à qual o Papa Paulo V, a 30 de Junho de 1605 concede as indulgências habituais das outras Confrarias. Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.wikipedia.org
  30. 30. • Da capela e da imagem que nela se venera disse o Bispo D. João de Sousa Carvalho, a 7 de Dezembro de 1720 e a 18 de Janeiro de 1725, respectivamente aos Papas Clemente XI e Bento XIV: 30 Convento da Nossa Senhora da Balsamão floresalacarte.blogspot.com
  31. 31. 31 • «há, nesta Diocese, uma imagem de Nossa Senhora, sob a invocação de Balsamão, que a fé dos católicos aclama, em alta voz, numa capela de magnífica arquitectura, recentemente reparada desde as ruínas ao vértice da mesma capela». Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.travelpod.com
  32. 32. 32 • No século XVIIII, funda-se o hospício de Nossa Senhora de Balsamão cujo fundador é o leigo António Pires Corcas, natural de Outeiro (Bragança), antigo estudante de Direito na Universidade de Salamanca, com outros 11 leigos e 5 sacerdotes, iniciando-se assim com este grupo, a partir de 12 de Abril de 1746 a «Congregação dos Barbadinhos de Nossa Senhora de Balsamão» a quem fica a ser confiada a guarda do Santuário e a assistência aos peregrinos, vivendo em regime de estrita austeridade. Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.citylifemadrid.com
  33. 33. • Estes eremitas eram Terceiros Franciscanos. Deve ser dessa altura a configuração da Igreja – com a divisão entre presbitério e corpo da Igreja – até às actuais obras da Igreja (2008- 2010). 33 Convento da Nossa Senhora da Balsamão Livro dos Terceiros Franciscanos olx.pt
  34. 34. 34 • Em 1754, os Barbadinhos incorporam-se na Ordem dos Marianos da Imaculada Conceição, atraídos pela figura carismática do Venerável Padre Frei Casimiro Wyszynski. Convento da Nossa Senhora da Balsamão Marianos da Imaculada Conceição www.turismo-braganca.com
  35. 35. • Em 1834, com a expulsão das Ordens religiosas de Portugal, por Joaquim António Aguiar, o Santuário fica sem atendimento permanente. 35 Convento da Nossa Senhora da Balsamão Monumento ao Frei Casimiro http://marianos.pt/visita-guiada/
  36. 36. 36 • Em 1954, regressam os Marianos a Balsamão e reconstroem o Convento, dando vida também ao santuário. Convento da Nossa Senhora da Balsamão aartecomooficio.blogspot.com
  37. 37. • MACEDO DE CAVALEIROS • Macedo de Cavaleiros é uma cidade portuguesa, pertencente ao Distrito de Bragança, Região Norte e sub-região do Alto Trás-os-Montes, com 6 257 habitantes (2011). 37 Património de Macedo de Cavaleiros www.wikipedia.org
  38. 38. 38 • É sede de um município com 699,14 km² de área e 15 776 habitantes (2011), subdividido em 30 freguesias. Património de Macedo de Cavaleiros www.wikipedia.org
  39. 39. 39 Património de Macedo de Cavaleiros Fonte: https://pt.wikipedia.org
  40. 40. 40 Fonte: https://pt.wikipedia.org
  41. 41. • O município é limitado a norte pelo município de Vinhais, a nordeste por Bragança, a leste por Vimioso, a sul por Mogadouro e Alfândega da Fé, a sudoeste por Vila Flor e a oeste por Mirandela. 41 Património de Macedo de Cavaleiros http://4.bp.blogspot.com/
  42. 42. 42
  43. 43. 43 • De acordo com as Inquirições de D. Afonso III, em 1258, o território de Macedo pertencia a D. Nuno Martins e a D. Mendes Gonçalves, nobres cavaleiros. Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.google.pt
  44. 44. • Esse território era, na altura, apenas uma pequena povoação com importância inferior às suas vizinhas Nozelos, Vale Prados, Cortiços, Sezulfe e Pinhovelo, as quais, receberam carta de foral antes de Macedo de Cavaleiros. 44 Convento da Nossa Senhora da Balsamão Pelourinho de Nozelos http://www.cm-macedodecavaleiros.pt/
  45. 45. 45 • Foi a partir do século XIV que Masaedo surge pela primeira vez nos documentos como Macedo de Cavaleiros. É provável que o facto de seus donatários serem cavaleiros tenha estado na origem deste aditivo. Património de Macedo de Cavaleiros turismo-rural3.webnode.pt
  46. 46. 46 LENDA OU FACTO • Até ao dia de Portugal, Macedo tinha lendas sobre valorosos cavaleiros e as suas façanhas. Património de Macedo de Cavaleiros
  47. 47. • Umas contra mouros, outras contra espanhóis, das quais ficaram frases muitas vezes repetidas como: “Maça Macedo, maça Macedo”, mas todas tentando justificar a toponímia “dos Cavaleiros”. 47 Património de Macedo de Cavaleiros museudamascara.cm-braganca.pt
  48. 48. 48 • Depois do dia 10 de Junho de 2006, Macedo de Cavaleiros tem uma história e o nome de um herói: Martim Gonçalves de Macedo. Património de Macedo de Cavaleiros villardemassada.blogspot.com
  49. 49. • Herói não só de Macedo (terra que lhe deu nome e que, por ele, haveria de se chamar de Cavaleiros), mas de toda a nação. 49 Património de Macedo de Cavaleiros Brasão heráldico dos Macedo historiaebrasoes.com.sapo.pt
  50. 50. 50 • As acções heróicas aconteceram numa tarde de 14 de Agosto, decorria o ano de 1385 e, a alguns quilómetros de Aljubarrota guerreavam espanhóis e o Mestre de Avis, que depois seria D. João I e tinha por escudeiro Martim Gonçalves de Macedo. Património de Macedo de Cavaleiros Cena da batalha de Aljubarrota (iluminura da Crónica de Inglaterra, de Jean Wavrin) www.infopedia.pt
  51. 51. • Descrevem várias crónicas que, “Chegando este Rei (D. João I) a braços com Roberto Gonçalves Barros, homem de grandes forças, caira el- Rei, e Martim Gonçalves o levantou do chão e matou o castelhano”. 51 Convento da Nossa Senhora da Balsamão www.fnac.pt
  52. 52. 52 • Os feitos de Martim de Macedo O futuro rei soube agradecer o feito a Martim de Macedo, fazendo notar que nas armas da sua família passasse a constar “um braço com a maça com que matou o castelhano e no braço metida uma coroa real, porque no valor daquele braço consistiu a coroa daquele Rei”. Património de Macedo de Cavaleiros clubehistoriaesvalp.blogspot.com
  53. 53. • A relação de Martim Gonçalves de Macedo com as terras que hoje são Macedo de Cavaleiros parece estar assegurada por um registo que afirma que Martim Gonçalves de Macedo casou com dona Brites de Sousa (com muitos dotes), constituindo morgado em Macedo de Cavaleiros. 53 Património de Macedo de Cavaleiros www.geoparkterrasdecavaleiros.com
  54. 54. 54 • Muito interessou e interessa aos macedenses a origem do nome Cavaleiros. Tudo indica que se deve à figura de Martim Gonçalves de Macedo. Esta luz que se fez no nome e história de Macedo de Cavaleiros deve-se a “de Macedo a Macedo de Cavaleiros (via Aljubarrota)“, da autoria de Pedro Barbosa e Carlos Emendas. Património de Macedo de Cavaleiros www.terrasquentes.com.pt
  55. 55. 55 • O livro, propriedade da autarquia, é um documento importante para qualquer macedense. Lê-se com facilidade, contém referências de heráldica, genealogia dos Macedo e uma descrição com algum pormenor da Batalha de Aljubarrota, para além de inúmeros e valiosos excertos de crónicas e textos antigos. Património de Macedo de Cavaleiros clubehistoriaesvalp.blogspot.com
  56. 56. • Carlos Mendes, há menos de um ano, publicou o livro “Macedo de Cavaleiros, Cultura Património e Turismo – Contributo para um programa integrado”. Trata-se de uma extensa monografia de Macedo de Cavaleiros e do seu concelho. 56 Património de Macedo de Cavaleiros www.cm-macedodecavaleiros.pt
  57. 57. 57 Geografia • Concelho situado no centro do nordeste transmontano. Neste situam-se dois acidentes geográficos importantes, a Serra de Bornes, no extremo sudoeste, e a Serra da Nogueira a norte do concelho. Património de Macedo de Cavaleiros www.residuosdonordeste.pt
  58. 58. • Há dois rios importantes a atravessar o seu território, o Rio Sabor a Sudeste e o Rio Azibo. 58 Património de Macedo de Cavaleiros www.leme.pt
  59. 59. 59 • O concelho de Macedo de Cavaleiros tem das formações geológicas mais importantes de Portugal, o Maciço de Morais, considerado como o “umbigo do Mundo” Património de Macedo de Cavaleiros repositorium.sdum.uminho.pt
  60. 60. 60 • “A aldeia de Morais, no concelho de Macedo de Cavaleiros, é o umbigo do mundo! Pode parecer estranho, mas a afirmação é de relevo no mundo da geologia. Património de Macedo de Cavaleiros repositorium.sdum.uminho.pt
  61. 61. 61 • Ao que parece foi ali, precisamente ali, que há milhões de anos, se deu a colisão entre dois continentes e que depois gerou a constituição actual do planeta Terra. Património de Macedo de Cavaleiros repositorium.sdum.uminho.pt
  62. 62. 62 • Esta explicação foi transmitida em 2008aos alunos da secundária de Macedo por Eurico Pereira, professor na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e autor da carta geológica do concelho. Património de Macedo de Cavaleiros repositorium.sdum.uminho.pt
  63. 63. 63 • “Num espaço de poucos quilómetros tem concentrado aquilo que normalmente só se vê em milhares de quilómetros de extensão” explica Eurico Pereira, mentor da carta geológica de Macedo de Cavaleiros, acrescentando que “tem concentrada uma cadeia orogénica com um continente, um oceano de permeio e outro continente” que corresponde “à parte inicial de um ciclo geológico” em que “o oceano fecha dando-se a colisão dos continentes”. Património de Macedo de Cavaleiros repositorium.sdum.uminho.pt
  64. 64. 64 • O maciço de Morais é assim uma das coisas mais extraordinárias da geologia global, pois é o testemunho da colisão de dois continentes, que deram depois origem ao “Gonduana”, chamado de super continente, que milhões de anos mais tarde gerou a cartografia do mundo dividido em cinco continentes, tal e qual o conhecemos hoje”. • Fonte: Rádio Brigantia • http://www.brigantia.pt/ Património de Macedo de Cavaleiros repositorium.sdum.uminho.pt
  65. 65. 65 Património • Museu Rural de Salselas • Real Filatório de Chacim • Pelourinho de Chacim Património de Macedo de Cavaleiros www.museururaldesalselas.com
  66. 66. • Pelourinho de Vale de Prados • Pelourinho de Nozelos • Pelourinho de Pinhovelo 66 Património de Macedo de Cavaleiros www.panoramio.com
  67. 67. 67 • Vários solares por todas as aldeias • Igrejas e capelas • Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo Convento da Nossa Senhora da Balsamão ondalivrefm.net
  68. 68. Miradouros • Miradouro de Santa Maria Madalena, em Amendoeira • Miradouro de Monte de Morais, na estrada para Izeda • Lugar da Serrinha em Corujas • Miradouro e convento de Balsamão em Chacim 68 Património de Macedo de Cavaleiros www.tripadvisor.com.br
  69. 69. Bibliografia https://www.tripadvisor.com.br/Hotel_Review-g652089- d643134-Reviews-Convento_de_Balsamao- Chacim_Braganca_District_Northern_Portugal.html http://santuariosdeportugal.pt/index.php?option=com_content &view=article&id=324:historia&catid=138&Itemid=504&sant=1 http://www.lendarium.org/narrative/nossa-senhora-de- balsemao/?tag=1068 https://pt.wikipedia.org/wiki/Convento_de_Balsam%C3%A3o http://marianos.pt/visita-guiada/ http://www.conventobalsamao.com/ 69
  70. 70. Bibliografia https://pt.wikipedia.org/wiki/Macedo_de_Cavaleiros http://www.cm-macedodecavaleiros.pt/pages/146 70
  71. 71. Créditos Fotográficos • http://www.cm- macedodecavaleiros.pt/ • www.booking.com • google imagens • www.wikipedia.org • www.itinerante.pt • www.members.tripod.com • www.aartecomooficio.blogs pot.com • www.tripadvisor.com.br • www.kayak.pt • www.portugal4fun.com • www.parsiturtravelclub.com • www.5l- henrique.blogspot.com • www.retratosdeportugal.blo gspot.com • www.sandrarocha- fotografia.blogspot.com 71
  72. 72. Créditos Fotográficos • www.floresalacarte.blogspot.com • www.gabieguh2014.zankyou.com • www.tradicoesalfandeguenses.wordp ress.com • www.folclore-online.com • www.turismo-braganca.com • http://alfandegafe.blogspot.pt/2009/ 09/lenda-dos-cavaleiros-das- esporas.html • http://marianos.pt/visita-guiada/ • www.agoda.com • www.clubehistoriaesvalp.blogspot.co m • www.geoparkterrasdecavaleiros.com • www.terrasquentes.com.pt • www.citylifemadrid.com • www.olx.pt • http://4.bp.blogspot.com/ • http://www.cm- macedodecavaleiros.pt/ • www.turismo-rural3.webnode.pt • www.villardemassada.blogspot.com • www.historiaebrasoes.com.sapo.pt • www.infopedia.pt • www.fnac.pt 72
  73. 73. Artur Filipe dos Santos – Blogues e Redes Sociais https://www.facebook.com/arturfilipe.santos https://twitter.com/arturfilipesant https://politicsandflags.wordpress.com https://omeucaminhodesantiago.wordpress.com http://comunicacionpatrimoniomundial.blogia.com https://pt.linkedin.com/pub/artur-filipe-dos- santos/1a/aa9/b09 http://pt.slideshare.net/arturfilipesantos http://www.doyoubuzz.com/artur-filipe-dos-santos Hashtags: #arturfilipedossantos; #patrimoniomundial; #historiadoporto; #patrimoniocultural, #caminodesantiago; #patrimoniodahumanidade; #uscontemporanea
  74. 74. 74 Grato pela sua atenção Artur Filipe dos Santos artur.filipe@uvigo.es www.artursantos.no.sapo.pt

×