Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Fase do desenvolvimento

Desenvolvimento psicológico durante a primeira infância

O início da comunicação, da representação e da linguagem  

  • Login to see the comments

Fase do desenvolvimento

  1. 1. Desenvolvimento psicológico durante a primeira infância O início da comunicação, da representação e da linguagem     Educação Social Docente: Cláudia Dias
  2. 2. ” Aquilo que uma vez desfrutamos, nunca mais perderemos” Helen Kellen
  3. 3. Estádios do desenvolvimento segundo Piaget
  4. 4. <ul><li>Piaget </li></ul><ul><li>O pensamento da criança é qualitativame nte diferente do </li></ul><ul><li>pensamento do adulto. O primeiro dos quatr o estádios de </li></ul><ul><li>desenvolvimento cognitivo de Piaget é o est ádio sensório-motor , que </li></ul><ul><li>decorre aproximadamente durante os prime iros dois anos de vida onde </li></ul><ul><li>a criança busca adquirir controle motor, apr ender sobre os objectos </li></ul><ul><li>físicos que a rodeiam e onde o bebé obtém t ambém o conhecimento por </li></ul><ul><li>meio das suas próprias acções que são contr oladas por informações </li></ul><ul><li>sensoriais imediatas. </li></ul>
  5. 5. Estádio Sensório-Motor (0 -2 anos) Dividido em 6 sub-estádios O bebé exibe desde reflexos impensados até uma capacidade representacional através do uso de símbolos e gestos.
  6. 6. <ul><li>As principais características observáveis durante essa fase são: </li></ul><ul><li>- a exploração manual e visual do ambiente; </li></ul><ul><li>- a experiência obtida com acções, a imitação; </li></ul><ul><li>- a inteligência prática (através de acções); </li></ul><ul><li>- acções como agarrar, sugar, atirar bater e chutar; </li></ul><ul><li>- as acções ocorrem antes do pensamento; </li></ul><ul><li>- a centralização no próprio corpo; </li></ul><ul><li>- a noção de permanência do objecto. </li></ul>
  7. 7. Comunicação …
  8. 8. <ul><li>Comunicar </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>comunicare </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- pôr em comum </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- entrar em relação com </li></ul></ul></ul></ul></ul>Trocar ideias, sentimentos e experiências entre pessoas que conhecem o significado daquilo que se diz e do que se faz.
  9. 9. <ul><li>O acto de Comunicar é… </li></ul><ul><ul><li>Essencial para o ser humano </li></ul></ul><ul><ul><li>- Trata-se de um processo que faz do ser humano aquilo que ele é; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Permite que se estabeleça a relação interpessoal… </li></ul></ul>
  10. 10. <ul><li>Emissor - O que emite ou transmite a mensagem; </li></ul><ul><li>Código - Conjunto de signos, sinais ou símbolos que </li></ul><ul><li>permita transformar o pensamento em </li></ul><ul><li>informação. </li></ul><ul><li>Mensagem - É o conteúdo da comunicação a transmitir. </li></ul><ul><li>Canal - É todo o suporte que serve de veículo a </li></ul><ul><li>uma mensagem (ex. ar). </li></ul><ul><li>Receptor - Aquele a quem se dirige a mensagem. </li></ul><ul><li>Feed-back - É a informação de retorno. </li></ul>Elementos da comunicação
  11. 11. Linguagem verbal e não verbal Verbal Acontece por meio de palavras Não verbal Acontece através de gestos, expressões faciais, silêncio, tom de voz, pronúncia, roupas e adornos
  12. 12. <ul><li>- Durante a gestação inicia-se o desenvolvimento da fala através dos movimentos respiratórios e de sucção, que só estarão aptos após o nascimento, isto é, no período de amamentação. </li></ul><ul><li>- após o nascimento o bebé realiza actividades motoras concentradas na região oral como: </li></ul><ul><li>- a sucção, </li></ul><ul><li>- respiração, </li></ul><ul><li>- mastigação e deglutição, </li></ul><ul><li>que preparam toda musculatura adequadamente dando condições necessárias para a criança esboçar correctamente os sons das palavras e desenvolver sua aprendizagem. </li></ul><ul><li>- Mesmo antes de falar as crianças já comunicam com os pais quer através de: -olhares, </li></ul><ul><li>-de gestos e até mesmo de sorrisos. </li></ul><ul><li>- A aquisição do vocabulário de uma criança está directamente ligada à frequência com que a mãe fala com ela. </li></ul><ul><li>- Normalmente a primeira palavra da criança surge entre os 12 e os 24 meses. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>- Mesmo não compreendendo o conceito de uma frase, o bebé consegue perceber a diferença de ser chamado com uma voz suave ou ríspida utilizando como resposta o sorriso, o mexer das mãos ou até a birra. </li></ul><ul><li>- A fala das crianças pequenas, enquanto reconstrução interna é também uma criação. Criar palavras, ou cometer erros revela um movimento de compreensão das crianças. </li></ul>
  14. 14. Factores importantes para um bom desenvolvimento da comunicação infantil <ul><li>- Integridade física ou orgânica, tais como o bom funcionamento do sistema nervoso e do aparelho auditivo; </li></ul><ul><li>- Possuir uma mensagem para transmitir; </li></ul><ul><li>- Ter desejo de transmitir uma mensagem para alguém; </li></ul><ul><li>- Possuir um modo de comunicação; </li></ul><ul><li>- Ter um receptor da mensagem que pretende transmitir. </li></ul>
  15. 15. Representação …
  16. 16. A representação consiste na capacidade de o indivíduo manusear a realidade invocando signos, símbolos, imagens ou conceitos.
  17. 17. Piaget e a representação <ul><li>Características do 6º sub-estádio (do sensório-motor): </li></ul><ul><li>Surge a capacidade de representar mentalmente objectos e acções na memória, principalmente através de símbolos como: </li></ul><ul><li>-palavras, </li></ul><ul><li>-números e imagens mentais. </li></ul><ul><li>As crianças apresentam-se capazes de usar símbolos para pensar acerca das acções antes de as realizarem. </li></ul><ul><li>Possuindo algum entendimento face à causa-efeito, já não precisam de atravessar o árduo processo de tentativa e erro para resolverem novas dificuldades. </li></ul>
  18. 18. Devido à capacidade de manipular símbolos a criança é libertada da experiência imediata, podendo agora imitar acções que já não visualizam à frente delas (“jogo de faz de conta”). Ao longo do estádio sensório-motor , as crianças vão desenvolvendo gradualmente a permanência do objecto, passando a ter percepção de que apesar do objecto/pessoa não estar presente isso não faz dela inexistente.
  19. 19. Segundo Piaget, a representação possui dois aspectos distintos, o figurativo e o operativo. <ul><li>Figurativo - é tudo o que se dirige às configurações como tais. Guiado pela percepção e sustentado pela imagem mental. Este apoia-se sobre o pensamento estático e pelo real. </li></ul><ul><li>Operativo - é relativo às transformações, dirigindo-se assim a tudo o que modifica o objecto. </li></ul>
  20. 20. Linguagem…
  21. 21. <ul><li>Linguagem </li></ul><ul><li>Ferramenta de comunicação do ser humano para interagir com o mundo e consigo próprio através de símbolos verbais e acústicos. </li></ul><ul><li>O ser humano inicia seu processo de comunicação muito cedo, antes mesmo de nascer. </li></ul><ul><li>Os movimentos que faz durante a gestação são respostas aos estímulos sonoros externos muito importantes para que a comunicação entre mãe e bebé se faça adequada desde esse período. </li></ul>
  22. 22. Factores que condicionam o desenvolvimento da linguagem <ul><li>o nível de maturação do sistema nervoso; </li></ul><ul><li>o desenvolvimento cognitivo; </li></ul><ul><li>os níveis de desenvolvimento no campo social e emocional; </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Tanto os &quot;gritinhos&quot; e choros , como a alta sensibilidade táctil existente na boca do recém-nascido lhe permitem conhecer o mundo e se relacionar com ele. </li></ul><ul><li>Os diversos sons emitidos durante a metade do segundo mês até o terceiro caracterizam a época do balbucio. </li></ul><ul><li>Aproximadamente aos seis meses o bebê inicia a imitação voluntária , isto é, a emissão de sons que se aproximam dos produzidos em nossa língua e que serão aperfeiçoados mais tarde. </li></ul>
  24. 24. ETAPAS DO DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM <ul><li>Linguagem Etapas </li></ul><ul><li>NOVAS CAPACIDADES </li></ul><ul><li>AQUISIÇÕES FONÉTICAS </li></ul><ul><li>AQUISIÇÕES SINTÁCTICAS </li></ul><ul><li>QUISIÇÕES SEMÂNTICAS </li></ul><ul><li>Essas etapas não podem ser tomadas como regras no desenvolvimento da criança, mas podem servir como indícios e parâmetros a respeito da evolução da linguagem durante a infância, compreendendo duas etapas principais: </li></ul>
  25. 25. <ul><li>Etapa Pré-Linguística </li></ul><ul><li>(Desde o nascimento até os nove ou dez meses de idade) </li></ul><ul><li>O choro é a primeira e principal ferramenta de comunicação do bebé nesta fase da vida, já que é através dele que terá suas necessidades atendidas pelos pais, seja o frio, a fome, dor, etc. </li></ul><ul><li>Com o passar do tempo, mais ou menos a partir da 6ª semana de vida, o bebé adquire outras formas de comunicação, como o sorriso, o olhar, o tacto. </li></ul>
  26. 26. Segundo mes Terceiro mês Quarto mês Quinto sexto mês Sétimo oitavo mês Nono decimo mês -o choro adquire características sonoras que variam conforme a necessidade do bebé, estando a sua tonalidade relacionada ao seu bem-estar ou mal-estar. -o bebé é capaz de produzir sons guturais e vocálicos e de responder aos estímulos sonoros de outras pessoas através do sorriso ou de um murmúrio. -surge o balbucio, que é definido pela emissão de sons mediante o redobramento de sílabas, como &quot;ma ma&quot;, &quot;ta ta&quot;, etc. -Embora o balbucio permaneça até o oitavo ou nono mês de vida, é no quinto ou sexto mês que ele progride consideravelmente e inicia o processo de imitação de sons. Assim, o bebé pode tanto imitar sons produzidos por ele mesmo ou por outras pessoas, seja adulto ou criança. -o balbucio progride consideravelmente e inicia o processo de imitação de sons. Assim, o bebê pode tanto imitar sons produzidos por ele mesmo ou por outras pessoas, seja adulto ou criança. -Nesta idade, o bebé apresenta vocalizações espontâneas e até sílabas e ditongos, que são as principais aproximações para a emissão das primeiras palavras. -a criança diz algumas palavras curtas, porém a maioria delas são apenas a repetição do que dizem os adultos. -A criança apresenta um forte interesse por imitar gestos e sons pestabelecer a comunicação, estando assim propensa a aprender a linguagem mais rapidamente, necessitando para isso o reforço e o estímulo dos pais a cada progresso adquirido.
  27. 27. 18 aos 24 meses de idade: Dois aos três anos de idade enriquecimento da linguagem; forte aumento do vocabulário; criança passa a explorar melhor o ambiente em que vive; a criança já é capaz de empregar verbos auxiliares como &quot;ter&quot; e &quot;ser“; conhece novos nomes E partes do corpo utiliza preposições e apresenta uma fala compreensível , inclusive para pessoas fora de seu meio familiar; a criança é capaz de dizer seu nome e idade; a maior parte das crianças possui um repertório linguístico com mais de 50 palavras, passando a formar frases com duas ou três palavras; expressa frases de três ou mais palavras; aquisição de palavras novas passa a ser quase que diária, utilizando em suas expressões substantivos, verbos e qualificadores (adjectivos e advérbios); reconhece os objectos conforme sua utilidade; a linguagem caracteriza-se como um meio de comunicação entre várias crianças, facilitando a socialização. possui um vocabulário mais enriquecido.
  28. 28. Três e quatro anos: Quatro aos cinco anos de idade: relata pequenos fatos, embora a narrativa esteja ligada a situações imediatas ou concretas. a criança apresenta expressões referentes aos comportamento social apreendido, como cumprimentos, pedir favor e dizer obrigado; A linguagem já não é mais apenas uma ferramenta de comunicação imediata, e a criança pode representar mentalmente os objectos e situações, o que facilita tanto o desenvolvimento da linguagem como o desenvolvimento da capacidade intelectual; Durante esse período, ou até mesmo um pouco antes, pode-se observar uma tartamudez (gagueira) fisiológica que é considerada normal durante o processo do desenvolvimento da linguagem; a criança poderá falar correctamente todos os fonemas da nossa língua, não sendo mais esperadas as trocas articulatórias, embora ainda não domine completamente as regras de regularização dos verbos.
  29. 29. Seis e sete anos de idade: Após os sete anos de idade: a criança apresenta uma adequada maturidade neuropsicológica para a aprendizagem e uma linguagem cada vez mais abstracta; a criança já adquiriu uma linguagem completa, com a articulação, a compreensão e a entonação apresentadas de forma adequada; demonstrando um maior nível de compreensão de um contexto, e podendo relacioná-lo a outros; a criança é já capaz de perceber as críticas e comentários de outros a respeito de sua pessoa; Assim, a criança desenvolve uma consciência de si próprio, e consequentemente um auto-conceito e auto-imagem que influenciará no desenvolvimento de sua personalidade e adaptação social.
  30. 30. Factores que podem afectar a aq uisição da linguagem <ul><li>O uso prolongado de bibe rão e chupeta </li></ul><ul><li>Um bebé prematuro de baixo peso </li></ul><ul><li>Dificuldades ou carênc ias a nível de estímulo familiar </li></ul><ul><li>Ansiedade em dose e xcessiva e mais duradoura por parte dos pais, expec tativas muito altas a respeito do desenvolvimento dos filhos, ou inseguranças em níveis elevados </li></ul><ul><li>Por volta dos oito meses, em média, os bebés evidenciam uma habilidade comunicativa não verbal já suficiente para expressar muito de sua vida mental </li></ul><ul><li>Transtornos neuromotores, sensoriais, perceptivos, emocionais, sociais e cognitivos. </li></ul>
  31. 31. - E. Papalia,Diane et Wendkos Olds, Sally et Duskin Feldman, Ruth, O Mundo da Criança; Editora Mc Graw Hill de Portugal, 2001, 8ªedição - Teoria cognitiva [Em linha]. Disponível em http:// pt.wikipedia.org / wiki / teoria_cognitiva - Pressupostos da Teoria Construtiva de Piaget [Em linha]. Disponível em http:// www.multirio.rj.gov.br / cime /ME01/ME01_030.html

×