Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Declaração do Comitê Pela Refundação da IV de Junho

725 views

Published on

Published in: Business, Technology
  • ⇒⇒⇒WRITE-MY-PAPER.net ⇐⇐⇐ I love this site. It always finds me the best tutors in accordance with my needs. I have been using it since last year. The prices are not expensive compared to other sites. I am glad I discored this site:)
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

Declaração do Comitê Pela Refundação da IV de Junho

  1. 1. Aos estudantes combativos e a juventude operária Os combates revolucionários da classe operária e dos explorados do Norte da África e Oriente Médio penetraram no Estado Espanhol. A JUVENTUDE EXPLORADA DA ESPANHA E UM ENCAMINHAMENTO PARA TODA A JUVENTUDE TRABALHADORA E ESTUDANTES COMBATIVOS DA AMÉRICA LATINADesde a Praça do Sol se pôs em pé a “República dos Indignados” contra os parasitos imperialistas,saqueadores das nações oprimidas do mundo, ao grito de: “Nosso sonhos não cabem em vossasurnas!” “Nos tem tirado muito, agora queremos tudo!” “O capitalismo não se reforma, se destrói!”Estamos presenciando uma fenomenal resposta dos explorados, principalmente da juventude, noEstado Espanhol que se irmana com o combate revolucionário das massas exploradas do Norte daÁfrica e Oriente Médio. As revoluções proletárias que se estendem no quintal da Europa imperialistapenetraram nas barricadas e assembléias nas praças centrais de centenas de cidades de todaEspanha e já se começa a escutar “Há que combater como na Islândia, Grécia, Tunísia e Egito”.Eles marcam o caminho!No Brasil as últimas eleições burguesas deram a sipaia do Brasil entregará todos os recursosvitória ao PT e centralizaram as forças para naturais da Amazonas para o saque imperialistaatacar nossas conquistas e aprofundar as do agronegócio e dará anistia aos responsáveispenúrias dos explorados do país. O governo de desmatamento cometidas até o 2008, dosDilma (abençoado pelo demagógico Lula) vem a quais vários são parlamentares que teriam queefetivar os ataques que tanto precisam a pagar multas de até R$56 milhões.patronal escravista e os monopólios que Esta mesma burocracia garantiu que não sesaqueiam a nação. Assim avançaram nos realizasse a paralisação total do transporte emaumentos do transporte, a carestia da vida é São Paulo (Metrô, Trem, Ônibus, etc.) contra ainsuportável, a inflação real de quase um 8% carestia e a inflação que estava proposta para onão se agüenta, as demissões como nas obras dia 1 de junho e dividiu a luta dos servidoresdo PAC e da Honda em Sumaré (SP) são a estaduais do transporte público. Abaixo aexpressão mais clara de que este governo burocracia pelega! Fora as mãos da patronalrepresenta os interesses dos monopólios e a e o estado burguês das organizaçõespatronal escravista e não os interesses dos operárias! Os trabalhadores nos organizamostrabalhadores, como quiseram nos fazer como queremos!acreditar em quase 9 anos de governo PETISTA.Enquanto o governo Dilma se prepara paraprivatizar os aeroportos, o correio, avançar naprivatização da educação e da saúde, aburocracia pelega da CUT, Força Sindical, etc.são a garantia para que se imponha o ataque,atando as mãos da classe operária para que nãoo enfrente com greves, paralisações, ocupaçõesde fábrica, etc. É justamente por isso que aburocracia pelega nada disse sobre os 4dirigentes camponeses assassinados (JoséCláudio Ribeiro, Maria do Espírito Santo e outrosdois) pelas guardas fascistas dos fazendeiros noPará, que enfrentavam o Código Florestal quetentam aprovar nessa gruta de bandidos do Trabalhadores do Metrô votando greve na ultima semana de maioparlamento burguês, com a qual a burguesia 1
  2. 2. A classe operária e a juventude devem tomar em suas mãos o futuro e começar a pesar na cena política nacional.É que “Nossos sonhos transporte público, jánão cabem em vossas estamos sofrendo aurnas” e por isso antes carestia de vida e aque Lula entregasse a inflação enquanto opresidência a Dilma vimos governo quase porcomo foram militarizadas decreto “aumentou” oas favelas do Rio de salário mínimo R$35 (deJaneiro e, com a desculpa R$510 a R$545). Mas,de combater ao como se isto fora pouconarcotráfico, hoje os o governo Dilma se Dilma junto ao açougueiro Obamasetores mais explorados demonstrou tão ou maisdo proletariado carioca sipaio que o governovivem num verdadeiro estado de sítio com seus Lula (do qual é sua continuidade e não suabairros militarizados, questão que está negação como nos querem fazer crer), recebeugarantindo uma enorme valorização imobiliária o seu amo Obama com honras, garantiu-lhe suacom os monopólios e a patronal da construção segurança e grandes negócios com a produçãobabando pelos enormes lucros que conseguiram de commodities no país, com mão de obracom a Copa do Mundo e a Olimpíadas. Vimos baratíssima e altos preços no mercado mundial.como os trabalhadores do PAC foram demitidos Enquanto a classe operária viveu sobre umcomo cachorros depois de lutar contra as regime de terror durante a visita do açougueirocondições de super exploração nas que Obama, os protestos foram brutalmenteproduziam e os perigos constantes de trabalho: reprimidos e 13 companheiros foramNa Usina de Jirau já foram registradas quatro encarcerados em cárceres de máximamortes em um ano, a última foi do operário segurança e hoje estão sob processo judicialAntonio de Menses Rocha que foi golpeado por sem poder sair da cidade. Assim, Dilma garanteuma ferramenta de 200 kg. as melhores condições ao imperialismo ianque,A democracia burguesa não representa enquanto nos arrebata o salário, avançam emnossos interesses, nossos sonhos não ataques contra a educação e a saúde, avançacabem em suas urnas! Imponhamos a com demissões, carestia e inflação para a classedemocracia operária dos setores em luta e operária. É por isso que nada bom pode vircentralizemos nossas demandas. Chegou a hora deste governo que dirige todos os ataques parade conquistar nossos sonhos, por salário, o bolso dos trabalhadores e suas famíliaseducação e saúde, conquistar todas nossas enquanto lhe garantem enormes lucros aosdemandas e parar o saque imperialista: monopólios e a patronal escravista. Aqueles queCongresso nacional de trabalhadores consideram que a crise não golpeou o Brasilempregados e desempregados, camponeses demonstrem o contrário! Esta é a crisepobres e estudantes combativos, de capitalista golpeando sobre os exploradosdelegados de base com mandato JÁ! Abaixo brasileiros! E por isso nosso grito também devea burocracia pelega! Que as centrais ser “Nos tem tirado muito, agora queremossindicais que se reivindicam combativas e tudo, porque só lutando por tudoanti-governistas, como a Conlutas e a conseguiremos torcer-lhe o braço à patronalIntersindical, as seções de base da CUT e as e parar seu ataque”. O que está à ordem do diacentrais camponesas, ponham todas suas é um Congresso Nacional de Trabalhadoresforças para conquistar um congresso com empregados e desempregados, camponesesdemocracia operária, sem patrões, nem pobres e estudantes combativos. A Conlutas e aburocratas! Intersindical têm uma enorme responsabilidade ePorque nosso grito contra a entrega da nação ao é a de convocar e organizar já este congresso,imperialismo, contra a carestia e a inflação deve as organizações operárias e de esquerda emser o dos explorados da Espanha “Nos tem todo o Brasil devem lutar por esta perspectiva,tirado muito, agora queremos tudo”: Já vimos para que os explorados possamos golpear comoo governo Dilma avançar no aumento do um só punho. Assim poderemos parar com a 2
  3. 3. redução do nosso salário, e o ataque a nossa poderemos conquistar as condições para lutarsaúde e nossa educação. Assim, num congresso por TUDO.nacional sem patrões nem burocratas A classe operária do Norte da África e Oriente Médio, e a juventude explorada da Espanha marcam o caminho para lutar. Façamos nossa a moção dos explorados da Espanha: O capitalismo não se reforma, se destrói!O governo Dilma mostra seu verdadeiro rosto vendo como a reitoria burguesa da USP,anti-operário e avança com ataque certeiros encabeçada pelo repressor Rodas, quer colocarcontra os explorados e a juventude. A grande patrulhas policiais nos estabelecimentosmaioria da juventude operária está produzindo universitários passando por cima da autonomiacom salários de miséria (como é o salário universitária; e o Conselho Diretor da Fundaçãomínimo), com os planos de privatização o Santo André quer avançar no cercamento dagoverno pretende deixar sem educação e sem universidade como primeiro passo para osaúde aos filhos dos explorados, toda tentativa aumento geral das mensalidades e a elitizaçãode manifestação pacífica é reprimida duramente da universidade, para que o filho do operário nãopelos cães de ataque da PM e suas tropas de tenha acesso à educação. Estes são só algunschoque. Toda tentativa de luta dos camponeses exemplos.pobres contra o saque dos recursos naturais é Basta! Chegou à hora de que a classe operáriarespondido com repressão e morte. Como volte a pesar no cenário político, nossastambém, no inicio do ano o governo de São organizações de luta devem chamar a centralizarPaulo com a benção do governo Dilma reprimiu o combate contra o ataque da patronalas manifestações contra o aumento do escravista e o governo Dilma, devem chamartransporte público; também vimos como toda para que a classe operária e a juventudetentativa de manifestação por demandas combativa se ponha de pé. A Conlutas e ademocráticas como a liberação da maconha e a Intersindical têm em suas mãos a obrigação demobilização pela liberdade de expressão foram chamar a centralizar as filas operárias, a ANEL -brutalmente reprimidas e cercadas pelas se verdadeiramente quer representar osguardas policiais; é que o governo quer posar de interesses dos estudantes combativos - deve pôr“popular” aprovando o casal homossexual todas suas forças para conquistar umaenquanto mantém uma brutal repressão sobre a declaração única de demandas de todas asjuventude e os explorados. Também estamos universidades do país e levantá-las em conjunto com as demandas da juventude operária, lutando pela educação pública e gratuita, pela educação primeiro para o filho do operário. Porque ficou demonstrado que o capitalismo parasitário em crise - como grita a juventude espanhola - não se reforma, se A juventude combativa da Espanha pôs em pé a “Republica dos Indignados” destrói. Uma só classe operária mundial, uma só luta internacionalDevemos utilizar a nosso favor o combate dos Santander, a Telefónica, etc. ou seja, osexplorados do Norte da África e Oriente Médio, e mesmos monopólios que saqueiam os recursosprincipalmente o combate dos explorados da naturais e roubam o Brasil e toda AméricaEspanha. Eles enfrentam os planos de miséria Latina, levando enormes fortunas e deixando ados monopólios como a Repsol, o banco miséria para nós. Nossos irmãos da Bolívia 3
  4. 4. voltaram ao combate contra o saque dos trabalhadores empregados ehidrocarbonetos e os minerais enfrentando ao desempregados, camponeses pobres egoverno Morales e aos monopólios, combatendo estudantes combativos. Que a Conlutas e aa burocracia traidora da COB; voltaram ao Intersindical, as seções de base da CUT e ascombate os explorados do Chile contra o saque centrais camponesas, o convoquem JÁ parada nação e com sua juventude lutando por lutar por: Salário mínimo, vital e móvel deeducação pública e gratuita; a classe operária e R$3000! Redução da jornada trabalhista, semos camponeses do Peru não se rendem e voltam redução salarial! Um turno a mais em todasao combate. Chegou à hora de que a classe as fábricas! Expropriação sem pagamento eoperária brasileira volte a pesar no cenário sob controle operário de toda fábrica quenacional. feche, suspenda ou demita trabalhadores!Basta de lutar divididos! O combate Expropriação sem pagamento e sob controlerevolucionário dos explorados da Líbia, Egito, operário de todas as multinacionais! PelaTunísia, Palestina, etc. é nosso combate; as expropriação sem pagamento e sob controledemandas da juventude explorada da Espanha operário de todos os latifúndios! Basta decontra o saque imperialista e contra a exploração saque imperialista! Renacionalização já sobe a miséria, são nossas demandas; os operários controle operário da Petrobrás, Vale, Embraere a juventude combativa de todo o Brasil deve e demais privatizadas! Expropriação semlevantar-se junto a classe operária da Bolívia, pagamento e sob controle operário dasPeru, Chile que combate contra o saque e contra clínicas privadas! Expropriação sema exploração. Uma só classe operária mundial, pagamento das escolas e universidadesuma só luta internacional contra o saque privadas e da igreja! Para ter saúde eimperialista, contra a exploração capitalista, educação digna Não ao pagamento da dívidacontra a privatização da saúde e a educação! externa, fora o FMI! Fora o exército e asA greve dos trabalhadores do transporte público tropas de ocupação das favelas e morros dode São Paulo e do ABCD foi boicotada pela Rio de Janeiro! Pela derrota militar dasdireção pelega dos sindicatos que dividiram a tropas gurkas do Haiti que massacram àluta e negociaram aumentos miseráveis com a classe operária e os explorados!patronal e o estado… BASTA DE LUTAR Desprocessamento aos militantes do PSTU eDIVIDIDOS, BASTA DE SUBMETER NOSSAS PSOL que foram presos durante a visita doDEMANDAS AOS INTERESES DOS açougueiro Obama! Basta de perseguiçãoPATRÕES, ABAJO A BUROCRACIA PELEGA! aos lutadores operários e populares! AbaixoPara lutar por salário, educação e saúde, para a burocracia pelega! Fora as mãos daunificar o combate contra o saque imperialista, patronal e o Estado burguês dascontra a repressão e os assassinatos dos organizações operárias! Os trabalhadorescamponeses pobres: Congresso nacional de nos organizamos como queremos!A classe operária brasileira deve voltar a pesar no cenário político, devemos retomar o caminho doscomitês de fábrica que no final da década de 70 e princípios dos 80 fizeram tremer à burguesia e aoimperialismo. A patronal está jogando com nossa paciência, o governo com demagogia quer que nosdeixemos explorar docilmente, a burocracia pelega nos quer atar as mãos para que não lutemos, apolícia assassina e as guardas fascistas dos fazendeiros nos reprimem e assassinam na cidade e nocampo. Para lutar por uma perspectiva proletária, tomemos o futuro em nossas mãos. Façamosnossas as consignas da República dos Indignados da Espanha. Combatamos como no Egito,Tunísia, Líbia, etc. Por que: Nosso sonhos também não cabem em vossas urnas! Também nostem tirado muito, agora nós também queremos tudo! Ficou demonstrado que o capitalismonão se reforma, se destrói! Comitê pela Refundacão da IV Internacional de São Paulo, Brasil Integrante da Fração Leninista Trotskista InternacionalO Organizador Operário InternacionalPorta-voz daFração Leninista Trotskista Internacional 4- Nova Época- Edição Especial junho 2011

×