Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

AVILA Crew – Uma experiência de tutoria de alunos para alunos

Resumo: A disciplina de Laboratório Multimédia 4 da Licenciatura em Novas Tecnologias da Comunicação da Universidade de Aveiro representa um obstáculo significativo para muitos alunos deste curso com um perfil menos tecnológico. Na disciplina anterior, Laboratório Multimédia 3, a maioria destes alunos encontraram pela primeira vez os desafios de uma disciplina que, genericamente, se pode descrever como “Introdução à Programação”. Dado o elevado nível de insucesso que existiu nesta disciplina no presente ano letivo, procurou-se encontrar soluções que permitissem “recuperar” a motivação dos alunos para as temáticas relacionadas com a programação e, se possível, melhorar ainda os resultados relativamente a anos anteriores.
A estratégia delineada passou pela criação de uma equipa de tutoria constituída por ex-alunos da disciplina que demonstraram um desempenho muito bom. A equipa (AVILA Crew) inclui cerca de 20 voluntários e, até ao presente momento, preparou, organizou e realizou de 3 sessões de trabalho (AVILA Sessions), de acordo com os objetivos de ensino/aprendizagem apresentados pelos docentes da disciplina. Todos os conteúdos e soluções foram previamente analisadas e discutidas entre docentes e mentores de modo a garantir a sua correção científica.
Nesta sessão pretende-se apresentar o conceito que levou à constituição da AVILA Crew e discutir as estratégias e os resultados obtidos nas AVILA Sessions. Pretende-se ainda apresentar uma reflexão sobre as dificuldades na execução de um programa deste tipo e possíveis formas de apoio institucional que tornem este tipo de iniciativa mais sustentável.

  • Be the first to comment

AVILA Crew – Uma experiência de tutoria de alunos para alunos

  1. 1. AV I L A C R E W 
 U M A E X P E R I Ê N C I A D E T U T O R I A D E A L U N O S PA R A A L U N O S C A R L O S S A N T O S , D E C A - U A 
 J O R N A D A S T É C N I C O - C I E N T Í F I C A S E S T G A 2 0 1 7 PA I N E L I – I N O VA Ç Ã O N A S P R ÁT I C A S P E D A G Ó G I C A S
  2. 2. N O VA S T E C N O L O G I A S D A C O M U N I C A Ç Ã O • labmm1: Multimédia, Animação,… • labmm2: Web design (HTML+CSS) • labmm3: Introdução à programação (Javascript) • labmm4: Tecnologias server-side (SGBDR, PHP) • labmm5: …
  3. 3. P R O G R A M A D E T U T O R I A D A U A E N Q U A D R A M E N T O I N S T I T U C I O N A L
  4. 4. Motivação • Não há apresentações com slides • 1 tutor por mesa de trabalho • T-shirts • Social Media • Criar canais oficiais para o FB + Instagram + Youtube + Snapchat (?) • Definir hashtag • Incentivar a publicação de fotos e vídeos • Videojogos e música • Comes & bebes • Slack • …
  5. 5. 3 ou 4 sessões durante o semestre
  6. 6. Planear uma sessão A ideia geral é que os objetivos são definidos pelos Tutores mas são os Mentores que organizam a sessão Reunião Tutores/Mentores uma semana antes da sessão • Tutores apresentam objetivos • Discussão de ideias dos Mentores • Plano geral da sessão deve ficar definido • Espaço de trabalho online para completar o trabalho em falta para a sessão • Organização da sessão • Inscrições obrigatórias? • Logística para ter um ambiente adequado • Sem a presença dos tutores ou com uma presença muito discreta
  7. 7. Quem fica? :P
  8. 8. AV I L A C R E W > 2 0 M E N T O R E S !
  9. 9. T E C N O L O G I A S D E A P O I O • Slack • canal da UC com participação de alunos, mentores e docentes • canal da AVILA Crew • Google drive • pasta partilhada para trabalho colaborativo • Facebook • para divulgação das actividades
  10. 10. O Q U E D I Z E M O S M E N T O R E S ? • “As estratégias de comunicação que desde início fizeram uso de um certo humor para chamar os alunos a estas sessões (a partilha das nossas vítimas de Lab). A camada de gamification usada nas próprias sessões (como o super prémio fantasma: a bela da ucal!) e as narrativas criadas para todas as sessões - que procuravam camuflar uma lista de objetivos da UC. O “distanciamento” dos professores nas AVILA Sessions para que a conversa entre alunos e mentores fosse o mais informal possível (e a importância dos Professores na organização das mesmas). E a própria oportunidade de os ex-alunos mostrarem o seu ponto de vista e as suas formas de explicar as coisas :)”
 (Joana Beja)
  11. 11. O Q U E D I Z E M O S A L U N O S ? • “Sem dúvida que o ponto-chave destas sessões foi a originalidade e organização das mesmas! Só o facto das mesmas não serem dadas como seria uma típica "aula normal" transformou aquilo que poderia ser "só mais uma aula" em algumas horas bem passadas, divertidas e acima de tudo recheadas de conhecimento. O facto de irmos tendo que cumprir objetivos para avançar de "nível" motivava-nos em tentar e tentar até chegarmos à resolução do exercício proposto.”
 (Zé Pedro)
  12. 12. D I F I C U L D A D E S • Tempo necessário para preparar as sessões • Dificuldades de compatibilidade de horário: alunos, mentores e docentes • Trabalho voluntário dos mentores sem reconhecimento institucional
  13. 13. B A L A N Ç O F I N A L • Feedback muito positivo (questionários por sessão e no final da UC) • Melhores resultados na UC (mas foram introduzidas outras estratégias…) • Desafio para introduzir estratégia semelhantes noutras UCs • Muito trabalho mas uma enorme satisfação! :)
  14. 14. O B R I G A D O ! C A R L O S S A N T O S + D O C E N T E S + M E N T O R E S

×