Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

3 filosofia moderna e iluminista filosofia

  • Be the first to comment

3 filosofia moderna e iluminista filosofia

  1. 1. ASPECTOS DA FILOSOFIA MODERNA E ILUMINISTA By Dani Rubim estudante
  2. 2. FILOSOFIA MODERNA  pontos em comum com os pensadores modernos: o uso da razão; a valorização da ciência e da técnica; a defesa da liberdade; a luta contra as injustiças sociais e privilégios, etc  Contexto: fim do feudalismo inicio do capitalismo  RENASCIMENTO: o homem se torna o centro de tudo
  3. 3. FILOSOFIA MODERNA  Poder da razão – racionalismo – pensamento critico  conhecer algo e não apenas definir que esta coisa existe  Descoberta da subjetividade – ideias do sujeito  Surge a EPISTOMOLOGIA – questao relativas ao conhecimento  Surge o ANTROPOCENTRISMO – homem o centro do cosmo  E a LAICIZAÇÃO – visao não religiosa
  4. 4. REVOLUÇÃO CIENTIFICA  A Revolução Científica foi um movimento de ideias que compreende, mais ou menos, o intervalo entre a publicação do livro Das revoluções dos corpos celestes (1543) de Nicolau Copérnico até a obra de Isaac Newton  Base nas obras de Galileu e ideias de Descartes e Bacon  É a expansão da nova ordem burguesa, invenção e descobertas indispensaveis   Iniciou com a revolução astronomica: substituição do pensamento geocentrico(terra centro do universo – aristoteles/Ptolomeu) para o heliocentrico (sol centro do universo)  Agora o universo era infinito (historia de Galileu)
  5. 5. REVOLUÇÃO CIENTIFICA  Houve outras mudanças como: o homem deixando de ser o centro da criação divina (Terra e o homem saem do centr do universo)  Agora a nova revolução de ideias, de saber e de ciencia que agora era direcionada ao mundo da natureza (e não mais divino)  A ciencia se tornou experimental: era comprovada por experiencias e demonstrações  A ciencia moderna agora tinha um metodo.
  6. 6. RACIONALISMO CARTESIANO  René Descartes (Cartesio) – 1596-1650 é o pai da filosofia moderna e do racionalismo moderno  METODO CARTESIANO: 4 regras para definir se o conhecimento é falso ou verdadeiro:  EVIDENCIA  ANALISE – dividir cada problema para melhor resolve-lo  SINTESE – conduzir a ordem dos pensamento – criar uma cadeia de raciocinio  VERIFICAÇÃO - ver se a analise e a sinteese estao corretas  O objetivo é encontrar a VERDADE PRIMEIRA, que não gere duvidas, nem seja baseada nos sentidos  Valorização da razão e do racionalismo – atraves dela se descobre todas as verdades
  7. 7. EMPIRITISMO INGLES  Empiritismo vem do grego empeiria = experiencia  O PAPEL DA EXPERIENCIA NO PROCESSO DE CONHECIMENTO  Francis Bacon – 1516-1626 – pai do empiritismo “saber é poder” – a observação e a experiencia são fundamentais.  A teoria nasce da experiencia e novas experiencias nascem da teoria  Valoriza o conhecimento instrumental – que possibilita a dominação da natureza pelo homem  Criou a Teoria de Idolos – tornar o homem consciente das falsas verdades que o cercam  IDOLOS DA TRIBO – aceitamos certas realidades que nos é mais propicias  IDOLOS DA CAVERNA – muitas ilusões vem do mundo fechado que vivemos, cultura, habitos, tendo origem em nos mesmos.  IDOLOS DO FORO – interação por meio da linguagem criada que nos afeta  IDOLOS DO TEATRO – verdades tradicionais, fé cega e etc.
  8. 8. O ILUMINISMO  Novas ideias, uma nova luz de conhecimento, visando proporcionar a felicidade aos homens  Somente o crescimento da consciencia pode libertar a mente  A única fonte verdadeira é a razão humana  É a filosofia da burguesia em ascensão  Razão iluminista – defesa do conhecimento cientifico e da tecnica.  Investigação da natureza e do homem  É um movimento laico: “para mim é evidente que existe um Ser necessário, eterno, supremo e inteligente – e isso (...) não é verdade de fé, mas sim de razão” (Voltaire)  Os meios usados para circular as ideias iluministas foram atraves de: academias, maçonarias, salões, enciclopedias, cartas e ensaios.  A Enciclopédia foi uma grande obra política e social, um instrumento de difusão da cultura crítica, que pretendia romper com o saber tradicional anterior e que se abriu para a história, para a sociedade e para o saber técnico-científico – seu objetivo é UNIFICAR OS CONHECIMENTOS ESPALHADOS SOBRE A FACE DA TERRA.
  9. 9. O CRITICISMO KANTIANO  Immanuel Kant (1724-1804) – pensador significativo da modernidade  Critica da razão pura = criticismo “O que pode realmente ser recnhecido como verdade para a razão?”  Condena o empiritismo( o que conhecemos vem dos sentidos)  Condena o racionalismo ( oq eu sabemos vem do nosso intelecto)  Temos de um lado os sentidos e do outro as categorias substanciais, de casualidade e de existencia  Conclui que não é possivel conhecer A COISA EM SI podemos so conhecer os fenomenos.  o sujeito é parte integrante do processo de construção do conhecimento  Kant tem problemas para explicar Deus (realidade metafisica) e define o agnosticismo ( o não saber – o não compreender das coisas)  Para Kant o conhecimento é = materia e forma  Materia – são as coisas ou nos mesmos  Forma – separar as coisas pela PRIORI (sensibilidade anterior a experiencia) do tempo e espaço
  10. 10. RESUMÃO  a filosofia moderna nasce com a ascensão do capitalismo.  enfatiza o racionalismo e as ideias do sujeito.  O homem é centro de tudo(antropocentrismo) e surgem questoes do conhecimento(epistomologia) alem do fim da visao religiosa(laicização)  REVLUÇÃO CIENTIFICA é resultado da revolução astronomica (o homem e a terra nao sao mais centro do universo) e a revolução de ideias (ciencias vai alem das questoes da natureza e trabalha tambem com o homem)
  11. 11. RESUMÃO  René Descartes cria o modo de encontrar a verdade das coisas (metodos cientificos) atraves do METODO CARTESIANO (evidencia, analise, sintese e verificação)  O Empiritismo é a ideia de que a experiencia e os sentidos são fundamentais para o conhecimento é necessario deixar de lados os "idolos" que manipulam a verdade(e estao dentro de nos)
  12. 12. RESUMÃO  O Iluminismo foi uma expansão de novas ideias em defesa do homem dependente da natureza, felicidade, conhecimentos cientificos e teecnos. um dos metodos de mostrar o iluminismo era atraves da enciclopedia  O CRITICISMO KANTIANO vem das criticas de Kant ao empiritismo e racionalismo. Ele define que temos esses dois lados mas para algo ser reconhecido (verdadeiro) tem que ter materia e forma alem disso tudo. e que a natureza e as coisas nao sao separadas do homem.

    Be the first to comment

    Login to see the comments

  • franciscomourao127

    May. 23, 2014
  • larifeequintino

    Aug. 14, 2014
  • antoniocarlos796

    Oct. 3, 2014
  • MarianaSofia1

    Nov. 1, 2014
  • RicardoCardoso30

    Dec. 8, 2014
  • flaviasena12382

    Mar. 9, 2015
  • krltai

    Mar. 25, 2015
  • GabrielaMamede

    May. 11, 2015
  • oshannamartins

    Jun. 28, 2015
  • MariaCristinaFrizonGreggianin

    Aug. 28, 2015
  • JeffersonRodriguesde7

    May. 16, 2017
  • LaercioFerreira11

    Jun. 8, 2018
  • fernandodesouzasilva14

    Aug. 8, 2018
  • CilenePereira1

    Oct. 10, 2018
  • DeisyThamiris

    Oct. 16, 2018
  • rusembergreis

    May. 2, 2020

Views

Total views

7,328

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

119

Actions

Downloads

363

Shares

0

Comments

0

Likes

16

×