Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

A atividade piscatória- O perfil do pescador Portugues

447 views

Published on

Trabalho sobre a qualificação dos pescadores Portugueses

Published in: Education
  • Login to see the comments

  • Be the first to like this

A atividade piscatória- O perfil do pescador Portugues

  1. 1. A qualificação da mão de obra
  2. 2. Sumário Introdução; Evolução de pescadores matriculados; A mão de obra pesqueira; Qualificação de pescadores; Incentivos á matriculação de pescadores; Resultados obtidos; Conclusão; Bibliografia.
  3. 3. Introdução Desde a ultima década do séc. XX assiste-se a um decréscimo dos pescadores matriculados nas capitanias do continente e das regiões autónomas; Pescadores matriculados é o numero de indivíduos envolvidos no sector da pesca comercial, incluindo os que exercem a atividade de forma sazonal ou a tempo parcial. Estes pescadores têm que estar inscritos obrigatoriamente nas capitanias marítimas;
  4. 4.  Neste trabalho pretendo demonstrar este decréscimo no numero de pescadores matriculados e as consequências e fatores que condicionam este mesmo, bem como o incentivo á instrução e qualificação destes.
  5. 5. Evolução do numero de pescadores matriculados, total e por segmentos de pesca (2009-2010)
  6. 6. A mão de obra pesqueira por faixas etárias em 2001 População empregada na pesca População empregada na respetiva industria transformadora A população ativa empregada neste setor apresenta uma estrutura etária bastante envelhecida, o que explica o baixo nível de instrução que a caracteriza, assim como a baixa produtividade. O envelhecimento da mão de obra é uma das principais causas para a falta de atratividade do setor e que afasta os mais jovens.
  7. 7. Pescadores matriculados em Portugal  Em termos regionais o maior numero de pescadores matriculados encontra-se a norte, seguida da região centro, Algarve e Açores, em resultado das condições naturais favoráveis à pratica da pesca, proporcionados pela ria formosa, no Algarve, e pela ria de Aveiro, no centro.
  8. 8.  O sector pesqueiro Português encontra-se ainda atrasado o que se deve ao facto de ter uma população ativa: Marcada pelo peso de idades mais elevadas; Com o baixo nível de instrução, que corresponde na maioria, á escolaridade obrigatória. Contudo, existe também um elevado numero de pescadores que não têm sequer a escolaridade obrigatória e em que alguns casos são até mesmo analfabetos.
  9. 9. 0 10 20 30 40 50 60 Nenhum 1º ciclo 2º ciclo 3º ciclo Ensino Secundário Ensino Médio Ensino Superior Nivel de escolaridade dos pescadores portugueses em 2011
  10. 10. 18% 61% 21% Idade dos pescadores matriculados em Portugal (2010) 16 a 35 anos 35 a 55 anos mais de 55 anos
  11. 11.  O atraso de Portugal relativamente aos países comunitários pode ser atenuado com o investimento na instrução e qualificação da população que se dedica a esta atividade, poi permite: O rejuvenescimento da população pesqueira; A maior capacidade para compreender a necessidade de preservar os recursos existentes, através da prática de uma pesca selectiva que respeite as normas comunitárias; O aumento da produtividade.
  12. 12.  Assim surgiu a necessidade de recuperar este sector de atividade, aliada á necessidade de rejuvenescimento da respetiva população ativa, levou a que, nos finais dos anos 80 e inicio dos anos 90 do séc.. XX, se investisse na formação de pescadores, independentemente da idade ou anos de experiencia;  A formação profissional tem incidido sobretudo na qualificação dos pescadores, ao nível da captura, o que se deve á evolução tecnológica das embarcações e á necessidade crescente de pescar em águas longínquas, devido á escassez de produtos.
  13. 13. Resultados:  Os resultados do investimento na formação dos pescadores não são muito animadores, dado que o numero de formandos tem diminuído desde 1994. Este pode ser consequência do:  Fraco interesse na pesca da população mais jovem;  Das condições pouco aliciantes oferecidas a jovens em termo de trabalho e vida a bordo;  Dos pescadores considerarem insuficientes os apoios concedidos á frequência das ações de formação;  Da recepção do mercado de emprego;
  14. 14. No entanto, nestes últimos anos:
  15. 15. 20%19%61% Atividades ? Como se caracteriza a estrutura etária de pescadores em Portugal? ? Rejuvenescida ? Envelhecida ? Jovem ? Ligue a percentagem de pescadores matriculados ao sua idade correspondida: 16-35 anos Mais de 55 anos 35-55 anos
  16. 16. Conclusão  Desde a ultima década do séc. XX assiste-se a um decréscimo da população ativa no sector das pescas, a qual se caracteriza pelo envelhecimento e pelo baixo nível de instrução, que corresponde, na maioria, á escolaridade obrigatória. Contudo, existe também um elevado numero de pescadores que não têm sequer a escolaridade obrigatória e em muitos casos são mesmo analfabetos;  No entanto, devido ao crescente desemprego sentido nesta década, os jovens têm cada vez mais tendência para a atividade piscatória.
  17. 17. Bibliografia  Lobato, C,& Oliveira, S.(2014) R@io-X 10 Ed.1º. Areal Editores, Porto.  http://pt.slideshare.net/manjosp/recursos-martimos 27-05-2015 14:36  http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=811308& tm=8&layout=122&visual=6127-05-2015 14:39  https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=i ne_main27-05-2015 14:50
  18. 18. FIM

×