Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

2 caule e folhas

7,383 views

Published on

  • These are one of the best companies for review articles. High quality with cheap rates. ⇒⇒⇒WRITE-MY-PAPER.net ⇐⇐⇐ I highly recommend it :)
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

2 caule e folhas

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO REGIONAL CURSO DE TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO SUCROALCOOLEIRA
  2. 3. <ul><li>Caule </li></ul><ul><li>É o elemento de ligação entre raízes e folhas, flores, frutos e sementes. </li></ul><ul><li>O caule novo possui clorofila, o que lhe faculta realizar fotossíntese. </li></ul><ul><li>Apresentam botões vegetativos ou gemas, que dão origem a ramos e folhas. </li></ul>
  3. 4. <ul><li>Possui vasos que transportam substâncias do sistema radicular para a copa (seiva bruta) e da copa para o sistema radicular (seiva elaborada). </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Seiva bruta : solução aquosa de sais minerais que, nas plantas vasculares, é transportada pelo xilema da raiz para as outras partes da planta. </li></ul><ul><li>Seiva elaborada : solução aquosa, composta principalmente por aminoácidos e açúcares, que é transportada pelo floema. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Os caules podem ser aéreos, subterrâneos ou aquáticos. </li></ul><ul><li>Os caules aéreos dividem-se em eretos, rastejantes e trepadores. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Os caules eretos dividem-se em troncos, hastes, estipes e colmos. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Os troncos são caules robustos, lenhosos, com desenvolvimento maior na base e apresentando, no ápice, ramificações. </li></ul>
  8. 10. <ul><li>Hastes são caules pouco resistentes que ocorrem nas ervas e subarbustos. </li></ul>
  9. 11. <ul><li>Estipes são caules robustos que não se ramificam. Em seu ápice apresentam folhas. </li></ul>
  10. 13. <ul><li>Colmos também não se ramificam. </li></ul><ul><li>Apresentam em toda a sua extensão nós e entrenós. </li></ul>
  11. 15. <ul><li>Caules rastejantes </li></ul>
  12. 16. <ul><li>Caules trepadores </li></ul>
  13. 17. <ul><li>Estolhos </li></ul><ul><li>São caules que rastejam e podem enraizar, e até mesmo produzir novas plantas. Ex.: morango </li></ul>
  14. 18. <ul><li>Ramificação de caules aéreos </li></ul><ul><li>Os caules aéreos se ramificam através de processos diversos. </li></ul><ul><li>Os tipos mais frequentes de ramificação são monopodial, simpodial e dicásio. </li></ul>
  15. 19. <ul><li>Caules subterrâneos </li></ul><ul><li>1) Rizoma - geralmente horizontal, emitindo espaçadamente brotos aéreos folhosos. Ex.: caules da bananeira, araruta, gengibre. </li></ul>
  16. 21. <ul><li>2) Tubérculo - geralmente ovóide, com “olhos”. Esses “olhos” são gemas laterais, de onde partem raízes e folhas. </li></ul>
  17. 23. <ul><li>3) Bulbo - formado por um eixo cônico que constitui o prato (caule), dotado de gemas, tendo na base raízes fasciculadas. Ex.: Cebola, alho. </li></ul>
  18. 27. <ul><li>Folha é uma expansão lateral do caule, com simetria bilateral e crescimento limitado. </li></ul><ul><li>As folhas são órgãos adaptados para o exercício das funções metabólicas das plantas: fotossíntese (clorofila), condução e distribuição de seiva (nervuras), respiração e transpiração (estômatos). </li></ul>
  19. 28. <ul><li>Uma folha completa é constituída de limbo (ou lâmina), pecíolo , bainha e estípulas . </li></ul><ul><li>O limbo é a porção achatada e ampla, responsável pela fotossíntese. Ele pode ser simples ou dividido em várias partes, todas com aspectos de pequenas folhas - os folíolos, caso em que se fala em folha composta . </li></ul>
  20. 30. <ul><li>O limbo prende-se ao ramo caulinar por intermédio do pecíolo , que pode apresentar em seu ponto de inserção uma expansão denominada bainha . </li></ul><ul><li>Na maioria das dicotiledôneas está presente o pecíolo, sendo as folhas denominadas pecioladas . Nas monocotiledôneas as folhas são geralmente apecioladas e denominadas invaginantes , pois prendem-se ao caule através de bainhas bem desenvolvidas. </li></ul>
  21. 32. <ul><li>Folhas incompletas são aquelas em que falta ou pecíolo, ou estípulas ou bainha. </li></ul><ul><li>Nas dicotiledôneas geralmente falta a bainha. Nas monocotiledôneas, a presença da bainha é regra. </li></ul>
  22. 34. <ul><li>Quanto à inervação </li></ul><ul><li>1)Paralelinérveas - com nervuras secundárias paralelas a principal. Típico das monocotiledôneas. </li></ul>
  23. 35. <ul><li>Quanto à inervação </li></ul><ul><li>2) Folhas reticuladas - Costumam ocorrer nas dicotiledôneas. As nervuras se ramificam, formando uma espécie de rede. </li></ul>
  24. 37. MONOCOTILEDÔNEAS DICOTILEDÔNEAS Semente Germinação Raiz Caule folha

×