Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Mapa Sistemico

7,027 views

Published on

  • Login to see the comments

Mapa Sistemico

  1. 1. APRENDIZADO <br />EM<br />PENSAMENTO SISTÊMICO<br />
  2. 2. R3<br />OBJETIVO: <br />TRAÇAR PADRÕES DE COMPORTAMENTOS:<br />PRIMEIRO NÍVEL INVISÍVEL DA REALIDADE<br />
  3. 3. R3<br />OBJETIVO: <br />TRAÇAR PADRÕES DE COMPORTAMENTOS:<br />PRIMEIRO NÍVEL INVISÍVEL DA REALIDADE<br />COMO:MAPA SISTÊMICOCOMO COMEÇAMOS:<br />RELAÇÕES CAUSAIS ENTRE OS FATORES, A PARTIR DA COMPARAÇÃO ENTRE AS CURVAS, HIPÓTESES PRELIMINARES, INTUIÇÕES E CONHECIMENTO ESPECIALIZADO A RESPEITO DAS INFLUÊNCIAS RECÍPROCAS.<br />
  4. 4. O Queé o mapasistêmico<br />1. Local ondese mapeiam as variáveis e as relações de causa e efeito entre elas.<br />2. Cria-se um mapaligadoaoassunto de interesse.<br />3. Quaisosprincipaisatores do sistema do GAIA? ( CTI, bolsistas, governo, etc…)<br />
  5. 5. O Queé o mapasistêmico<br />1. Local ondese mapeiam as variáveis e as relações de causa e efeito entre elas.<br />2. CRIA-SE UM MAPA LIGADO AO ASSUNTO DE INTERESSE.<br />”Como fortalecer o GAIA para realizar o propósito estratégico”<br />Qual o propósito estratégico?O que este grupo sabe?<br />3. Quaisosprincipaisatores do sistema do GAIA? ( CTI, bolsistas, governo, etc…)<br />
  6. 6. A variável central<br />ESTÁ NO CERNE DA DISCUSSÃO E NO CENTRO DO MAPA SISTÊMICO.<br />SE FOR UMA SITUAÇÃO PROBLEMÁTICA SERÁ UMA VARIÁVEL EM QUE SE OBSERVA O PROBLEMA E ONDE SE BUSCAM AS MELHORIAS. SE FOR UMA QUESTÃO DE INTERESSE PRÁTICO, A VARIÁVEL CENTRAL É O NÍVEL EM QUE A SITUAÇÃO SE ENCONTRA. <br />IMPORTÂNCIA DA VARIÁVEL CENTRAL: <br />1. Promove troca de conhecimento<br />2. Centraliza o mapa sistêmico<br />3. Contribui para o foco dos participantes, para que nnao se distanciem do tema central.<br />A VARIÁVEL CENTRAL FARÁ PARTE DA LISTA DE VARIÁVEIS E CLARAMENTE IDENTIFICA A SITUAÇÃO DE INTERESSE<br />
  7. 7. Que nos leve a pensar mais no todono que nas partes<br />Que enfatize mais os relacionamentosque os objetos<br />Que promova o entendimento da realidade mais como redesdo que como hierarquias<br />Que nos permita ver círculosmaiores de causalidade, ao invés de cadeias lineares de causa e efeito<br />Que focalize a dinâmica, os processossubjacentes, ao invés da estrutura estática<br />Que nos faça deixar de pensar e conceber o mundo como uma máquina, e nos permita ver o mundo como se fosse um organismo vivo.<br />Linguagem do PS:<br />
  8. 8. Variáveis e influências<br />Educação p/<br />sustentabilidade<br />Compromisso c/<br />sustentabilidade<br />
  9. 9. Natureza dorelacionamento<br />
  10. 10. Enlaces<br />São as relações circulares de causa-e-efeito (onde A influencia B ao mesmo tempo que B influencia A)<br />Também conhecidos como feedback<br />
  11. 11. Sistema de Aplicação a Juro Composto<br />Capital<br />R<br />+<br />+<br />Juros<br />
  12. 12. Enlace reforçador<br />Também chamado feedback positivo<br />Responsáveis pelo crescimento ou colapso exponencial<br />
  13. 13. Sucesso ao bem-sucedido<br />Sucesso<br />+<br />R<br />+<br />Recursos<br />
  14. 14. Pai Pobre<br />Beleza! Posso gastar mais!<br />renda<br />+<br />_<br />contração de<br />despesas<br />trabalho<br />_<br />R<br />sobra<br />necessidade<br />de trabalhar<br />mais<br />tempo<br />disponível<br />_<br />Tô ganhando pouco... Preciso trabalhar mais!<br />
  15. 15. Pai Classe Média<br />Beleza! Posso adquirir bens!<br />renda<br />passivos<br />+<br />+<br />+<br />_<br />despesas<br />trabalho<br />R<br />_<br />sobra<br />tempo<br />disponível<br />necessidade<br />de trabalhar<br />mais<br />_<br />
  16. 16. Pai Rico<br />Investir um dinheirinha no que chama mais dinheirinha!<br />R<br />renda<br />ativos<br />X<br />B<br />trabalho<br />_<br />
  17. 17. Problemas se acumulando(síndrome do apagar incêndio)<br />_<br />Problemas<br />_<br />Tempo dedicado<br />individualm. a cada<br />R<br />problema<br />Qualidade<br />das soluções<br />+<br />
  18. 18. Enlace reforçador<br />Como identificar se um enlace é reforçador?<br />Regra 1: basta contar o número de sinais negativos ao longo do enlaceSe par ou 0 = enlace reforçador<br />Regra 2: defina a variação de um elemento qualquer e siga identificando as variações ao longo do enlace. Se o enlace tem como resposta uma variação no elemento de origem no mesmo sentido da variação inicial = enlace reforçador<br />
  19. 19. Enlace balanceador<br />Também chamado enlace de balanceamento oufeedback negativo<br />Responsáveis pela limitaçãodo crescimento ou pelo equilíbrio<br />
  20. 20. Atendimento hospitalar<br />Demanda<br />-<br />Tempo disp.<br />B<br />por atend.<br />Qualidade<br />
  21. 21. Enlace balanceador<br />Como identificar se um enlace é balanceador?<br />Regra 1: contar o número de sinais negativos ao longo do enlaceSe ímpar = enlace balanceador<br />Regra 2: defina a variação de um elemento qualquer e siga identificando as variações ao longo do enlace. Se o enlace tem como resposta uma variação no elemento de origem no sentido inverso da variação inicial = enlace balanceador<br />
  22. 22. Atrasos ou delays<br />
  23. 23. Dor-de-cabeça<br />Estado desejado:<br />alívio da<br />dor-de-cabeça<br />Estado atual:<br />_<br />dor-de-cabeça<br />Discrepância<br />B<br />entre<br />_<br />desejado<br />e atual<br />Ação: tomar<br />remédio<br />
  24. 24. Notação da linguagem sistêmica<br />
  25. 25. Ou um fator influencia o outro direta ou indiretamente<br />Ou ambos fatores são influenciados por fatores em comum<br />Ou é uma coincidência<br />Análise de Correlação<br />
  26. 26. Passo-a-passo<br />Escolha uma variável (importante, central)<br />Ache uma correlação significativa<br />Obtenha os dois gráficos<br />Teste se há relação de causa-e-efeito<br />Uma variável influencia a outra (direta ou indiretamente)?<br />Ambas são influenciadas por uma variável em comum?<br />É apenas uma coincidência?<br />Desenhe as relações no mapa sistêmico<br />Volte ao passo 2 até última correlação significativa<br />Volte ao passo 1 até última variável importante<br />

×