Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como ser gerente de projetos em uma equipe auto-organizável?

289 views

Published on

Atualmente times são cada vez mais autônomos e auto-organizáveis, mas o papel do gerente de projeto ainda é necessário, independente do modelo de organização do time. Nesse contexto, a pessoa gerente de projetos é responsável pela criação de um ambiente que permita ao time atingir os objetivos do projeto. Um time pode passar por diferentes momentos que influenciam no nível de colaboração e, para que o ambiente funcione, é necessário que exista empatia, respeito, confiança, liberdade, diálogo, sinergia e compartilhamento. A missão do gerente de projetos neste ambiente é servir! Nosso objetivo nesta palestra é conversar sobre quais competências o gerente de projetos deve desenvolver em seu perfil e práticas de gestão que podem ser aplicadas para trabalhar com times auto-gerenciáveis.

Published in: Technology
  • Login to see the comments

Como ser gerente de projetos em uma equipe auto-organizável?

  1. 1. COMO SER GERENTE DE PROJETOS EM UMA EQUIPE AUTO-ORGANIZÁVEL? Agile Brazil 2018 Marcely Santos / Kenedy Araújo PROJECT MANAGERS mdsantos@thoughtworks.com / karaujo@thoughtworks.com
  2. 2. PAREANDO...
  3. 3. UM OLHAR PARA O PASSADO Eficiência mais que eficácia. Controle e previsibilidade mais que criatividade e inspiração.
  4. 4. MINDSET TRADICIONAL COMANDO CONTROLE EFICIÊNCIA DE PROCESSOS PREVISIBILIDADE QUANDO FICA PRONTO? AVERSÃO A RISCOS 'FÁBRICA DE SOFTWARE' BAIXA TOLERÂNCIA A ERROS BAIXA CRIATIVIDADE
  5. 5. CARACTERÍSTICAS DOS TIMES TRADICIONAIS BAIXA AUTONOMIA BAIXA AUTO ESTIMA ALTA EFICIÊNCIA BAIXA EFICÁCIA RECURSOS HIERARQUIA FORTE PROCESSOS INCIPIENTES COMPETITIVIDADE CARREIRA Y
  6. 6. FAZER ACONTECER! GET THINGS DONE, NO MATTER WHAT! NEGOCIADOR POLÍTICOPLANEJAR COMUNICAR CONECTAR PESSOAS EXECUTOR PROTAGO NISTA COMPRAR PIZZA ALGUMAS CARACTERÍSTICAS E HABILIDADES DO GP
  7. 7. E QUANDO AS COISAS DÃO ERRADO... ALGUÉM DEVE SER RESPONSABILIZADO
  8. 8. NOVOS DESAFIOS, NOVO MINDSET MINDSET ÁGIL Queremos criar um ambiente de trabalho inspirador e manter as pessoas engajadas e motivadas!!!
  9. 9. "A meta do trabalhador do conhecimento é ser eficaz." Peter Drucker
  10. 10. fail fast, learn faster "O caminho para ter sucesso é dobrar sua taxa de falhas." Thomas Edison
  11. 11. O TIME GANHA VOZ
  12. 12. TIMES AUTO ORGANIZÁVEIS Colaboração Maturidade Autonomia Cultivo e Apoio
  13. 13. CHEFE X LÍDER O PRIMEIRO GRANDE IMPACTO NO PAPEL DA PESSOA GESTORA DE PROJETOS
  14. 14. INSPIRAR PESSOAS NOVOS CONCEITOS LIDERANÇA SERVIDORA HUMILDADE FOCO EM PESSOAS EMPATIA
  15. 15. é preciso abrir mão do protagonismo e cultivar, desenvolver, empoderar pessoas para que elas se sobressaiam e com isso tragam inovação, soluções, resultados para o todo NO NOVO MINDSET não é mais sobre mim, é sobre nós
  16. 16. GESTÃO 3.0 Fonte: imagem - créditos: Tadeu Marinho - Agile Coach - knowledge21 A gestão é importante demais para ser deixada apenas para as pessoas gestoras!
  17. 17. MAS O QUE ISSO QUER DIZER?
  18. 18. GESTÃO 3.0 Busca da valorização de pessoas e times, focando em criar um ambiente colaborativo e de responsabilidade compartilhada pelo sucesso do negócio. Cabe ao time a forma como as tarefas são realizadas, tirando a verticalidade do sistema de gestão.
  19. 19. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell
  20. 20. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell Aspartesm ais im portantesda organização são as pessoase asgestoras devem m antê-lasativas, criativase m otivadas para fazerem o seu m elhor.
  21. 21. TEORIA X As pessoas não tem prazer ou gostam no que trabalham, só fazem porque necessitam. Fariam qualquer outra coisa se precisassem, por isso nós precisamos ter controle.
  22. 22. TEORIA Y As pessoas tem prazer e gostam no que trabalham, talvez nem o fariam de graça. Por isso a motivação intrínseca pode estar dentro do trabalho.
  23. 23. TEORIA Z A PESSOA abre a imaginação, tem liberdade de expressão e participação na vida das empresas. Enfatiza que o sucesso das organizações está ligada à motivação humana e não simplesmente na tecnologia dos processos produtivos.
  24. 24. MOTIVAÇÃO EXTRÍNSECA/ EXTERNA Relacionada ao AMBIENTE, às SITUAÇÕESe aos FATORES EXTERNOS.
  25. 25. MOTIVAÇÃO INTRÍNSECA/ INTERNA Relacionada à FORÇA INTERIOR, capaz de se manter ativa mesmo diante da adversidade, aos INTERESSES INDIVIDUAIS. e que podem ser alterados apenas por escolha da pessoa.
  26. 26. 10 DESEJOS INTRÍNSECOS
  27. 27. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell Equipes podem se auto-organizar. Isso requer empoderamento, delegação e confiança dagestão.
  28. 28. Auto-Organização Auto-organização é geralmente complexa, não caótica. Ás vezes precisa de um pouco de gestão.
  29. 29. 4 DIFERENTES TIPOS DE CONFIANÇA Para delegar é preciso confiar. Jurgen apresenta 4 diferentes tipos de confiança.
  30. 30. 7 NÍVEIS DE AUTORIDADE A delegação porém não é booleana. Jurgen aponta 7 níveis de autoridade: 1. Contar: decidir como gerente; 2. Vender: convencer as pessoas da sua decisão; 3. Consultar: colher informações do time antes de decidir; 4. Concordar: decidir junto com o time; 5. Aconselhar: influenciar a decisão do time; 6. Interrogar: pedir feedback depois da decisão do time; 7. Delegar: sem influência, deixar o time resolver;
  31. 31. AS PESSOAS NÃO DEVEM CAMINHAR POR CERCAS ELÉTRICAS INVISÍVEIS Trazendo essa idéia para a gestão à vista, torne explícitas as áreas de autorização. Jurgen sugere o uso de um quadro de autorização onde há uma matriz com os 7 níveis autorização e cada uma das tarefas relevantes, como definir padrões de documentação, contratar, comprar móveis, etc.
  32. 32. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell Ao mesmo tempo em que os times são incentivados a se auto-organizar, é importante trazer regras e limitações para que uma maior liberdade não se torne tóxica para a empresa.
  33. 33. RESTRIÇÃO Todo o sistema tende a ser infinito! A não ser que exista uma restrição!!! Restrições servem para facilitar o trabalho das pessoas.
  34. 34. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell Equipesnãopodem atingirsuasmetasse seusmembrosnão estiverem capacitadoso suficiente.Agestãodeve contribuirparao desenvolvimentodesuas competências.
  35. 35. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell Muitas equipes operam no contexto de uma organização complexa, e por isso é importante considerar estruturas que suportem a boa comunicação.
  36. 36. Fonte: https://www.infoq.com/br/presentations/management-3.0-gerenciamento-organizacao
  37. 37. OLHA O MARTIE AÍ GENTE! Fonte: imagem - créditos: Leonardo Campos - Agile Coach - GameDuell Pessoas, equipes, e organizações precisam melhorar continuamente para sobreviverem em ambientes complexos.
  38. 38. O NOVO PAPEL DA PESSOA GESTORA Nós crescemos cultivando e apoiando pessoas que se conectam e se dedicam ao nosso propósito. (Programa de Cultivation - ThoughtWorks Brasil)
  39. 39. CULTIVAR PESSOAS Fonte: Imagem do meu Workshop e de Tadeu Marinho (Agile Coach da Knowledge21, sobre "O QUE A GESTÃO PODE FAZER PARA TE AJUDAR A REALIZAR O SEU MELHOR TRABALHO?" - Scrum Gathering Rio 2017
  40. 40. CONECTAR PESSOAS ● TeamBuilding ● Mapas Pessoais ● Team Outings inclusivos ● Sessão de Papéis e Expectativas ● Matriz de competências ● Plano de Rotation
  41. 41. PAPÉIS E RESPONSABILIDADES
  42. 42. MATRIZ DE PAREAMENTO Thalita 1 Jansen 0 1 Fábio 0 0 1 Toledo 0 1 0 1 Gaspar 0 0 1 0 1 Solo 1 0 0 0 0 0 0
  43. 43. MAPA DE CAPABILITIES
  44. 44. PLANO DE ROTATION Para times distribuídos em mais de um local, promover encontros presenciais das pessoas para fortalecer as conexões.
  45. 45. TEAM BUILDING
  46. 46. TEAM OUTING
  47. 47. PLANEJAR A CHEGADA DE PESSOAS NOVAS NO TIME ● PLANO DE ONBOARDING
  48. 48. PLANO DE ONBOARDING
  49. 49. AGENDA DE ONBOARDING
  50. 50. ACOMPANHAMENTO DE PERFIL DO TIME
  51. 51. PLANO DE ROLL-OFF
  52. 52. SATISFAÇÃO O TIME Em uma escala de zero a dez, qual a probabilidade de você recomendar o projeto XYZ a um amigo ou colega que busca um projeto para se engajar? 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 54
  53. 53. ESTIMULAR O TRABALHO INTERATIVO/ TROCA DE CONHECIMENTOS ● PAREAMENTO ● TREINAMENTOS ● WORKSHOPS HANDS-ON ● TECH SESSION ● AUTODESENVOLVIMENTO
  54. 54. ESTIMULAR A COMUNICAÇÃO EFETIVA ● Face a face, transparência e objetividade ● Garantir que todos sejam ouvidos e que todos entendam os pontos da mesma forma;
  55. 55. ESTIMULAR A COMUNICAÇÃO NÃO- VIOLENTA (CNV) "Uma forma de comunicação que nos leva a nos entregarmos de coração." - Marshall Rosenberg (livro Comunicação Não-Violenta)
  56. 56. CONSTRUIR GRUPOS DE ESTUDOS SOBRE ASPECTOS HUMANOS empatia feedback gestão de conflitos complexidade de times comunicação não-violenta (CNV) conversas difíceis autonomiaInteligência emocional
  57. 57. MEDIAR CONFLITOS ● Ajudar o time a buscar a solução; ● Preservar o time de problemas externos;
  58. 58. BUSCAR A REFLEXÃO DO TIME - FEEDBACKS ● FEEDBACKS ○ 1:1 (one to one session) ○ FEEDBACKS HORIZONTAIS (SPEEDBACK) ○ 360º ○ SPEEDWRAPS
  59. 59. BUSCAR A REFLEXÃO DO TIME - MELHORIA CONTÍNUA ● Catch-ups ● Retrospectivas ● Futurespective
  60. 60. PUSH & PULL ESTRUTURADO
  61. 61. PROMOVER A CELEBRAÇÃO ● Team Outing ● Elogiar o time; ● Celebrar um marco, uma entrega ou um bom resultado;
  62. 62. "O facilitador conduz o grupo como um maestro que conduz uma orquestra - com cientificidade, tecnicidade, espontaneidade, sensibilidade, poder de entrega e capacidade para criar. A condução do grupo envolve teoria e técnica, intuição e criação coletiva." Macedo (1998, p. 48), http://www.scielo.br/pdf/estpsi/v1 5n2/03.pdf
  63. 63. "Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana." Carl Jung
  64. 64. REFERÊNCIAS
  65. 65. REFERÊNCIAS - https://www.infoq.com/br/presentations/management-3.0-gerenciamento-o rganizacao - https://management30.com/ - https://medium.com/@marcelysantos/quer-que-te-conhe%C3%A7am-crie- sua-logo-fb47513def9a
  66. 66. Obrigada!!! Dúvidas e sugestões: Marcely Santos/ Kenedy Araújo mdsantos@thoughtworks.com / karaujo@thoughtworks.com @marcelydssantos / @kenedy_araujo https://www.linkedin.com/in/marcely/ https://www.linkedin.com/in/kenedy/

×