Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Como alavancar sua vida financeira

4,132 views

Published on

O que a psicologia descobriu e você pode colocar em prática

Published in: Health & Medicine
  • Login to see the comments

Como alavancar sua vida financeira

  1. 1. O que a psicologia descobriu e você pode colocar em prática<br />COMO ALAVANCAR SUA VIDA FINANCEIRA <br />
  2. 2. TRANQÜILIDADE FINANCEIRA<br />Nascer rico<br />Ganhar a mega sena<br />Assaltar um banco<br />Golpe do baú<br />Ou...<br />
  3. 3. TRANQÜILIDADE FINANCEIRA <br />Conquistar seu próprio dinheiro<br />
  4. 4. VANTAGENS <br />Senso de realização<br />Orgulho<br />Se perceber construtivo<br />
  5. 5. POSSIBILIDADES<br />Como funcionário<br />Autônomo<br />Empresário<br />
  6. 6. Sua vida financeira está um desastre porque...<br />Você está desmotivado, não procura coisas novas.<br />Não consegue fazer seu chefe ver o seu potencial.<br />Auto boicote em entrevista de emprego.<br />Dificuldade em liderar seus funcionários.<br />Falta dinamismo para procurar novos clientes.<br />Não desenvolve o seu produto / serviço.<br />
  7. 7. PLANO DE AÇÃO:<br />Qual seu objetivo? Sua meta é viável. <br />Informações: O que as outros já fizeram e deu certo. O que não fizeram mas pode dar certo? <br />Quais os passos? Tarefas pequenas. <br />Quais conhecimentos necessários?<br />Investimento? <br />
  8. 8. VÁ PRA AÇÃO!<br />Não conseguiu? <br />Aqui entra a parte da psicologia. <br />
  9. 9. Decisão emocional<br />Como não cair nessa?<br />
  10. 10. Inveja?<br />
  11. 11. SORTE?<br />“Quanto mais eu trabalho mais sorte tenho!”<br />
  12. 12. PQ AS PESSOAS NÃO TEM SUCESSO?<br />Paralisia emocional: Ex. Medo mudar de emprego, visitar novo cliente, nova proposta de marketing. <br />Paralisia comportamental: Ausência de ações e esforço. <br />Paralisia cognitiva: “Não vou conseguir fazer isso” “Não sou bom nessas coisas”<br />
  13. 13. AUTO ESTIMA X AUTO EFICÁCIA<br />Auto estima: Depende do bom gosto. Gostar de ser agressivo em demasia ou “bonzinho” não trará sucesso profissional. <br />Auto eficácia: Sensação ter o repertório e competência necessários para realizar, mesmo que não saiba como, nem por onde começar.<br />
  14. 14. Competência x Gosto pessoal<br />Gosto de... Mas, sou bom nisso?<br />Sou bom em... Mas, gosto disso?<br />
  15. 15. Apresentação <br />O mundo trata melhor quem se veste bem.<br />Adequação.<br />
  16. 16. CONTROLE DA IMPULSIVIDADE<br />Gastar antes de ganhar, ou gastar no que não dá resultado.<br />Entrar em projetos e só depois ver que não são promissores.<br />Perder tempo em ações que não trazem resultados. <br />
  17. 17. CONTROLE DA IMPULSIVIDADE<br />Pesquisa com crianças:<br /> Os que pegaram o doce de imediato: Tímidos, teimosos, indecisos, perturbações diante das dificuldades, imobilizados quando tensos, ciúmes e inveja, mal humor, provocavam mais brigas. <br />
  18. 18. ANSIEDADE<br />Pesquisa: <br /> Grupo A: 15 minutos lembrando de tudo o que pode dar errado, e do que já deu errado. <br /> Grupo B: 15 minutos de relaxamento. <br /> Depois os dois grupos realizaram testes.<br />
  19. 19. PRA QUE ANSIEDADE?<br /> As pessoas são preocupadas porque em algum momento de suas vidas esta preocupação já “deu certo”. <br />
  20. 20. A FORÇA DO OTIMISMO<br /> Otimismo = autoconfiança = esperança<br />É o melhor instrumento na previsão de notas em alunos de potencial equivalente. <br />Lenda de Pandora: <br />
  21. 21. Vantagens do otimismo <br />Perseverança: <br />Flexibilidade: Caminhos diferentes. Troca de metas. <br />
  22. 22. O otimismo pode ser desenvolvido <br /> SIM!<br /> Pois é o resultado de como as pessoas explicam para si mesmas seus sucessos e insucessos, e... pode ser treinado.<br />
  23. 23. Ex: Rejeição em uma entrevista <br />
  24. 24. Ex: Autônomo com boas vendas<br />
  25. 25. FLUXO<br />Canalização das emoções a serviço do desempenho.<br />As emoções são positivas e alinhadas com a tarefa que está sendo realizada.<br />Estado de auto abandono, oposto da ruminação. <br />
  26. 26. Formas de entrar em fluxo:<br />Manter, de forma deliberada, uma aguda atenção no que está sendo feito. <br />Equilibrar tédio e ansiedade.<br />
  27. 27. Empatia<br />Caso do chá emagrecedor.<br />
  28. 28. EMPATIA x ASSERTIVIDADE<br />Você tem um mercadinho que vende guarda chuva. Em dias de chuva eles acabam rápido, e os clientes reclamam que precisam de mais. Em dias ensolarados eles lotam as prateleiras. <br />O que fazer?<br /> Conscientizar os clientes a comprarem guarda chuva em dias de sol? <br />
  29. 29. EMPATIA x ASSERTIVIDADE<br />Chefe lhe deu o maior “esculhambo”. <br />O que fazer? <br />Pedir demissão<br />Esculhambar também o chefe<br />Fechar-se em copas<br /> Seja assertivo!!!<br />
  30. 30. EMPATIA x ASSERTIVIDADE<br />Qual será o objetivo dele? Te esculhambar? <br />Qual o seu objetivo? Ser capacho dos outros, ser um boxeador? <br /> Assertivo é aquele que escolhe seus comportamentos conforme o resultado que deseja. <br />
  31. 31. RECEBENDO CRÍTICAS<br />Use a crítica como uma informação valiosa para aprimorar o seu trabalho.<br />Não fique na defensiva, assuma a responsabilidade. <br />Se precisar peça para continuar a conversa mais tarde para absorver a crítica. <br />
  32. 32. FAZENDO CRÍTICAS:<br />Nunca critique a pessoa, sempre o ato. Não faça ataques pessoais. <br />Seja específico: Técnica x y z<br />Ofereça solução<br />Faça a crítica pessoalmente<br />Seja sensível<br />
  33. 33. INTELIGENTE OU ESFORÇADO?<br />Elogiar pela inteligência, em vez do esforço, provoca um impacto negativo na motivação, pois faz parecer que inteligência é algum aspecto pré determinado do “EU”.<br /> Essa mensagem enfraquece o senso de responsabilidade pelo sucesso. <br />
  34. 34. POSSO PEDIR AJUDA?<br />Não pedir ajuda reforça a FALSA CRENÇA: <br />“Quem necessita de ajuda declara baixa capacidade”.<br />
  35. 35. AMEAÇA ESTEREOTÍPICA <br />Se você considerar que não é bem vindo num grupo X porque você é mulher, nordestino, alto, baixo, negro, branco, judeu, cristão, inconscientemente, se esquivará de caminhos que o levem para X. <br />
  36. 36. AMEAÇA ESTEREOTÍPICA <br />Pesquisa: Grupo de mulheres asiáticas, onde se verificou os estereótipos: <br />“Asiático bom em matemática” <br />“Mulheres ruins em matemática”. <br /> Percebeu-se que as mesmas pessoas tinham desempenhos muito bons em matemática quando era salientado a característica “asiático”, mas desempenhos muito ruins quando salientados a característica “mulher”. <br />
  37. 37. ESTEREÓTIPO X ESFORÇO<br />Estudantes pertencentes a grupos de minorias, não se esforçam em determinados domínios pois defendem sua “identidade” de incapazes.<br />Ex: Quem nasceu na roça não tem jeito pra ser professor, médico, empresário...<br />Ex: Que petulância ele querer ser algo melhor do que é.<br />
  38. 38. TEM SAÍDA?<br />Desenvolver uma POSTURA DE OPOSIÇÃO. <br />Identificar MODELOS, pessoas de seu grupo que são bem sucedidos. <br />
  39. 39. TEORIA DOS EUS POSSÍVEIS<br />Os eu possíveis representam a percepção do individuo daquilo que ele pode se tornar. <br />É a ligação entre cognição e motivação. <br />
  40. 40. PROTEGENDO IDENTIDADE<br /> Identidades negativas escolhem pessoas e atividades que as confirmem. <br />Ex: Identidade de funcionário operacional escolhe um chefe que nunca dará promoção. <br />Ex: Identidade de pessoa dependente escolhe produto sem aceitação no mercado. <br />
  41. 41. PESSIMISMO DEFENSIVO<br /> “Estou preparado para o pior, já sei tudo o que pode dar errado”. <br />Prevê os piores cenários possíveis para administrar a ansiedade, mas prejudica suas realizações. <br />
  42. 42. AUTO OBSTACULIZAÇÃO<br />Desenvolver uma desculpa ao mal desempenho antes mesmo dele acontecer. <br />Ex: Sair para beber antes da apresentação ao cliente.<br /> Mantém a crença de que poderia ter se saído melhor se tivesse se preparado. <br />
  43. 43. AUTO OBSTÁCULO PÚBLICO<br />Dizer que não se preparou, quando de fato se preparou muito, criando desculpas para o mal desempenho possível. <br />Ajuda a administrar a ansiedade, mas arrisca um mal desempenho verdadeiro. <br />
  44. 44. PENSAMENTO POSITIVO<br />Tentar enganar a si mesmo a fim de se sentir bem.<br />
  45. 45. Transformar fracasso em oportunidade<br />É fato que: <br />A maioria dos relacionamentos chegará ao fim. <br />Nos esportes você perde tantas vezes quanto ganha. <br />Se investe, perderá dinheiro algumas vezes. <br /> Uma vez que fracassar é inevitável torna-se fundamental desenvolver estratégias para lidar e atenuar o fracasso.<br />
  46. 46. Antes... TAREFA: <br />Faça uma lista de tudo o que já se passou em sua vida que você considerou um fracasso. Lembre-se de todas as “mancadas” e “foras” que já deu, todas as “vergonhas” que já passou. <br />
  47. 47. Estratégias para lidar com o fracasso<br />Coisas que você pode dizer a si mesmo para a reduzir o impacto do fracasso:<br />
  48. 48. NÃO FRACASSEI, MEU COMPORTAMENTO É QUE FALHOU<br />Eu não sou um fracassado. Foi meu comportamento que fracassou e...<br /> ...comportamentos podem ser mudados. <br />
  49. 49. POSSO APRENDER A PARTIR DO FRACASSO<br />Observe uma criança montando um quebra-cabeças, tentando encaixar peças nos lugares errados. Ela está falhando ou aprendendo? <br />
  50. 50. POSSO ME ESFORÇAR MAIS<br />Se você explica o fracasso referindo-se à sua falta de habilidade (por exemplo “sou burro”), vai ficar deprimido e desistir.<br />Se atribuir seu comportamento à falta de esforço, saberá que pode se esforçar mais da próxima vez. <br />
  51. 51. TALVEZ NÃO TENHA SIDO UM FRACASSO<br />É possível que você não tenha falhado. <br /> Por exemplo, Irene era casada com Paulo. <br /> Ele estava teve um caso. <br /> Irene se sentiu fracassada por não ter conseguido fazer com que Paulo ficasse com ela. <br /> Porque ela julgava ser a responsável? <br /> Ele não quebrou sua promessa? <br />
  52. 52. FOCAR OUTROS COMPORTAMENTOS <br />Focamos exclusivamente o comportamento isolado que não teve êxito e pensamos que esse comportamento é a única coisa que importa. <br />
  53. 53. FOCAR O QUE CONSIGO CONTROLAR<br />Desistir de uma meta que não está funcionando pode ser a oportunidade de centrar-se naquilo que se pode controlar. <br />
  54. 54. NÃO ERA ESSENCIAL TER ÊXITO <br />Você pode se perguntar: “Quão diferente minha vida teria sido se eu não tivesse alcançado algumas destas metas?”<br />
  55. 55. HÁ ALGUNS COMPORTAMENTOS QUE COMPENSAM<br />Imagine que você tenha trabalhado durante um ano e depois tenha sido demitido. Você concluiria que tudoque fez no trabalho foi um fracasso? <br />
  56. 56. TODO MUNDO FRACASSA<br />Exemplo: Quando Fred estava na universidade tirou nota C em um trabalho com a idéia de um serviço que iria competir com o correio. <br /> O professor considerou isso tolo. <br /> Dois anos depois Fred Smith fundou a Federal Express. <br />
  57. 57. TALVEZ NINGUÉM TENHA PERCEBIDO<br />Que fantasia egocêntrica é a sua: outras pessoas não tem nada melhor para fazer do que ficar falando de seus problemas? <br />
  58. 58. O FRACASSO NÃO É FATAL<br />“Isto é horrível. Fracassei!”? <br /> Mas...O insucesso não é fatal se você ainda estiver no jogo. <br />
  59. 59. MEUS PADÕES ESTAVAM MUITO ELEVADOS?<br />O perfeccionismo é um componente-chave da depressão e da ansiedade. <br />
  60. 60. FUI MELHOR QUE ANTES<br />A idéia de ser ou fazer “melhor que antes” é muito eficaz.<br />
  61. 61. POSSO PENSAR NO QUE ME RESTA FAZER<br />No restaurante você pede uma vitela mas... acabou. <br /> O que você faz? Esbraveja “Quero minha vitela”? Não come porque não tem vitela? Chama o proprietário e exige uma explicação completa por não ter vitela? Fica pensando quão afortunadas são as pessoas que podem comer vitela? <br />Não! Você apenas consulta o menu e escolhe outra coisa. <br />Ao falhar em algo, pense: “O que me resta a fazer?” <br />
  62. 62. FALHAR EM ALGO SIGNIFICA QUE TENTEI<br />“Industriosidade Adquirida” <br />Orgulho e prazer ao empenhar esforços para alcançar as metas.<br />
  63. 63. ACABEI DE COMEÇAR<br />Quem inicia uma academia forçando até o limite volta pra casa com tanta dor que nunca mais volta. <br />A melhor maneira de se estabelecer um novo padrão de comportamento é por meio de pequenos aumentos graduais na freqüência e na intensidade adequadas. <br />
  64. 64. AMANHÃ É OUTRO SUCESSO<br />Considere a seguinte proposição: Todo fracasso é seguido de um sucesso.<br />
  65. 65. AMANHÃ É HOJE<br />Não há qualquer razão para esperar outro dia ou outra hora. <br />Sempre há algo a fazer neste exato momento. <br />
  66. 66. Tabela de crenças pessoais <br />
  67. 67. Tabela de crenças pessoais <br />
  68. 68. Tabela de crenças pessoais <br />
  69. 69. Tabela de crenças pessoais <br />
  70. 70. Tabela de crenças pessoais <br />
  71. 71. Tabela de crenças pessoais <br />
  72. 72. Tabela de crenças pessoais <br />
  73. 73. Tabela de crenças pessoais <br />

×