Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Funções sintáticas e modificadores

Funções sintáticas e modificadores

  1. 1. Funções sintáticas
  2. 2. Grupo nominal sujeito  Simples O ambiente precisa de ser protegido.  Composto A chuva e a neve são dois fenómenos naturais.  Nulo subentendido Gostei de ver a neve cair.  Nulo indeterminado Tem-se escrito muito sobre Fernando Pessoa. Dizem que os portugueses são pessimistas.  Nulo expletivo Ora chove, ora neva, ora faz sol, ora troveja. Há pão na mesa.
  3. 3. PREDICADO  Função sintáctica cujo núcleo é o verbo. Os complementos situados à direita do verbo fazem parte do predicado, quando por si seleccionados.  Predicado nominal: constituído por um verbo copulativo (ser, estar, parecer permanecer, ficar, continuar, …) e o predicativo do sujeito. A Ana está doente.  Predicado verbal: Constituído por um verbo com significado próprio, transitivo ou intransitivo: Os filhos obedecem aos pais. O queijo foi comido pelo rato.
  4. 4. Funções sintáticas internas ao GV  Os complementos do verbo são os constituintes por si seleccionados e poderão ser grupos nominais, grupos preposicionais, grupos adverbiais ou frásicos.  Predicativo do sujeito – complemento solicitado pelos verbos copulativos (ser, estar, permanecer, ficar, continuar, parecer, revelar-se, tornar-se): O cão está saudável.  Complemento directo – complemento solicitado pelos verbos transitivos directos: O agricultor cultiva os campos.
  5. 5. Funções sintáticas internas ao GV  Predicativo do Complemento directo – complemento exigido pelos transitivos diretos e que completa o complemento direto, solicitado por verbos como considerar, julgar, eleger, nomear, apelidar: a. O juiz considerou o jovem inocente. b. Alguém chamou D. Sebastião de louco.
  6. 6. Funções sintáticas internas ao GV  Complemento Indirecto – complemento seleccionado pelos verbos transitivos indirectos e que se liga indirectamente ao verbo por meio da preposição a: Os soldados obedecem ao capitão.  Agente da Passiva – complemento de um verbo na voz passiva: A casa foi limpa pelo pai.
  7. 7. Funções sintáticas internas ao GV  Complemento Oblíquo – complemento selecionado por um verbo transitivo indireto, apresentando a forma de grupo preposicional, grupo adverbial ou a coordenação de uma dessas formas: a. O João gosta de cinema. b. Ontem fui a Lisboa. c. Gosto dos filmes do Spielberg.
  8. 8. Funções sintáticas internas ao GN  Modificador do nome - função sintática desempenhada pelo constituintes não seleccionados pelo núcleo do grupo nominal, formado por um nome, ou por uma expressão, ou adjectivos, ou um constituinte frásico, cujo núcleo é o nome
  9. 9. Funções sintáticas internas ao GN  Modificador apositivo a. O livro de Miguel SousaTavares, O Equador, mereceu o prémio para o melhor romance, em Itália. b. D. Dinis, o rei a quem chamam o trovador, foi o “plantador de naus a haver”. c. Conversei com o João, o rapaz a quem ofereceste emprego. d. O casaco que estreaste ontem, castanho e creme, fica-te bem.
  10. 10. Funções sintáticas internas ao GN  Modificador restritivo do nome - modificador adjectival, restritivo: e. A Ana comprou um livro interessante. f. Gosto de pessoas boas e inteligentes.  Modificador restritivo do nome – oração subordinada adjectiva relativa restritiva: g. As crianças que são vítimas da guerra precisam da nossa ajuda.
  11. 11. Funções sintáticas internas ao GN  Vocativo – função sintáctica exercida pelo nome que identifica o interlocutor: a. “E vós,Tágides minhas, pois criado/ tendes em mi um novo engenho ardente…” b. “E vós, ó bem nascida segurança/… Vós, ó novo temor da Maura lança…” c. - Maria, queres sair? d. - Mãe, vou sair.
  12. 12. Modificador do grupo verbal  constituinte frásico, modificador de predicado: a. A folha caiu aqui. (advérbio) b. Os operários trabalham de manhã à noite. (grupo preposicional)
  13. 13. c. Os operários trabalham para sustentar a família. (Oração adverbial, subordinada final) d. Os operários trabalham porque precisam de sustentar a família. (oração adverbial subordinada causal) e. Eles realizaram o trabalho quando tu saíste. (oração subordinada adverbial temporal)

×