Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Exame fisico cabeça e pescoço

21,717 views

Published on

Published in: Science

Exame fisico cabeça e pescoço

  1. 1. UniversidadeFederal do Piauí Campus SenadorHelvídio Nunes de Barros Curso Bacharelado em Enfermagem semiologia e semiotecnica para enfermagem Exame físico cabeça e pescoço
  2. 2. A cabeça é composta por uma série de compartimentos, os quais são formados por ossos e partes moles. Eles são:  a cavidade do crânio;  duas orelhas;  duas órbitas;  duas cavidades nasais;  uma cavidade oral.
  3. 3. O pescoço estende-se da cabeça aos ombros e tórax Seu limite superior é ao longo das margens inferiores da mandíbula e das partes ósseas na face posterior do crânio.
  4. 4. Métodos propedêuticos: o INSPEÇÃO: o PALPAÇÃO:
  5. 5. Inspeção do crânio Tamanho e formato do crânio. Normocefálico: simétrico, arredondado e liso –proporcional ao tamanho do corpo. simetrias - deformidades ósseas. Traumatismo. Posição. Integridade. cabelo e couro cabeludo – características.
  6. 6. Palpação do crânio Indolor deformidades ósseas: – Macrocefalia – Microcefalia Protusões – ósseas; Tumefações/abaulamentos; depressões.
  7. 7. Inspeção da face Coloração;  Simetria; Movimentos involuntários; Edemas; Massas;  Integridades da pele.
  8. 8. Palpação da face Consistência: Tamanho  sensibilidade
  9. 9. Olhos O exame dos olhos pode revelar afecções locais ou manifestações oculares de doenças sistêmicas como síndrome ictérica hipertireoidismo entre outras. estruturas oculares : externas e Internas  acuidade visual/campo visual  movimentos extra-oculares- nistagmo
  10. 10. Conjuntiva É o epitélio que cobre a porção visível do globo ocular com exceção da córnea. Cor. Congestão. secreção - muco purulenta.
  11. 11. Córnea É o mais importante meio refrativo do olho caracterizada por auto grau de transparência.  transparência – opacificação
  12. 12. Pálpebras As pálpebras são uma dobra fina da pele e de músculo que cobre e protege os olhos. simetria edema Mobilidade ptose palpebral
  13. 13. Esclerótica Corresponde a porção do globo ocular que esta exposta ao redor da Iris, apresentando- se branca ou levemente amarelada na periferia. Coloração;  Pigmentação, hemorragias.
  14. 14. Estrutura lacrimal Situa-se na porção antero-superior externa da orbita, tendo duas porções: uma secretora e outra excretora. o glândula lacrimal (secretora), o canalículos lacrimais sup. e inf., o Saco, o Ducto ou canal lacrimal (excretores).
  15. 15. Acuidade visual É mantida pelo movimentos oculares e sue exame deve ser feito solicitando ao paciente que acompanhe com o olhar o movimentação de determinado objeto.  avaliação do alinhamento ocular;  localização da luz refletida na córnea. Estrabismo:  Esotropia;  Exotropia.
  16. 16. Pupilas São as aberturas contrateis no centro da Iris ocular. Cor; Tamanho; Miose/midríase.
  17. 17. Nariz órgão do olfato - principal via de passagem do fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões;  adiciona ressonância à voz e os seios paranasais e os canais lacrimais desembocam em seu interior.
  18. 18. Externo: interno: Simetria; narinas; Deformidades; integridade nasal; Inflamação; vascularização; Batimento asa do nariz. secreções.
  19. 19. Cavidade nasal cavidade oca - septo nasal (se estende das narinas até a parte posterior da garganta);  interior; formado uma série de pregas:  vascularizada;  glândulas caliciformes e cílios;  filtrar, aquecer e umidificar.
  20. 20. Seios paranasais são cavidades cheias de ar que se localizam em nossos ossos do crânio e da face comunicando-se com a cavidade nasal.
  21. 21. Orelha órgão da audição e do equilíbrio;  Formado: orelha externa, média e interna;  orelha - cartilagem coberta de pele.
  22. 22. Inspeção do ouvido externo Cor;  Forma;  Posição;  Tamanho;  Traumatismo Secreções: otorragia, Otorréria.
  23. 23. Exame externo Manobras; acuidade auditiva: oTeste do sussurro.
  24. 24. Membrana timpânica Uma membrana delgada revestida de pele e que separa o ouvido externo do ouvido médio. cor cinza perolada;  translúcida; intacta no final do canal.
  25. 25. Boca
  26. 26. Boca Inspeção A. Lábios coloração;  deformidades;  simetria;  integridade;  umidade;  movimentação B. Gengiva integridade; Coloração;  Edema;  Hemorragia;  processos inflamatórios e infecciosos
  27. 27. Inspeção Dentes – Número; – Coloração; – Higiene: conservação, cárie. Palato duro e mole, úvula e amígdalas – Integridade; – Fenda palatina; – Coloração. Língua – Tamanho; – Coloração; – Higiene; – Integridade; – Sangramentos; – Movimentação; – Simetria.
  28. 28. Pescoço O pescoço é a parte do corpo dos vertebrados que une a cabeça ao tronco. É formado pelas sete vértebras cervicais que articulam com o crânio, com as clavículas e com a porção inferior da coluna vertebral e é suportado por vários músculos que dão à cabeça os seus movimentos.
  29. 29. Inspeção  Simetria;  Tamanho (biótipo);  Movimentos- amplitudes;  Pulsações visíveis;  Abaulamentos- glândulas e gânglios;  Depressões.
  30. 30. Inspeção A. Glândula tireoide. B. Veias jugulares. C. Artérias carótidas. D. Linfonodos.
  31. 31. A. Glândula tireoide responsável pela produção de tiroxina (T4), triiodotiroxina (T3) e por calcitonina. Está localizada na região anterior do pescoço posteriormente aos músculos esterno-tiroideu e esterno- hioideu, ao nível das vértebras C5 e T1.
  32. 32. A. Glândula tireoide
  33. 33. Palpação Abordagem Posterior: o em pé, atrás do examinado o pescoço levemente estendido o duas mãos ao redor do pescoço o mão E empurrar traqueia D. o pedir para deglutir; o mão D desliza sobre cartilagem tireoide; o examinador sente a glândula.
  34. 34. Abordagem anterior: sentado a frente do examinador;  Lobo E - mão direita examinador desloca laringe para a direita;  pedir para deglutir;  Lobo deslocado é palpado entre polegar e indicador mão esquerda do examinador.
  35. 35. B. Veias jugulares: não visíveis; ingurgitamento na posição supina – desaparece mudança de decúbito (30º); estase jugular – não desaparece com mudança decúbito (sentada). C. Artérias carótidas não visíveis; comparação – exame.
  36. 36. D. Linfonodos Os linfonodos ou gânglios linfáticos são pequenos órgãos compostos por tecido linfoide que se encontram espalhados pelo corpo, sempre no trajeto de vasos linfáticos.
  37. 37. Palpação consistência;  indolor ;  normalmente não palpáveis:  3 mm para qualquer região  < 1cm cervical e inguinal.  móveis.
  38. 38. Método Palpação examinador de frente para o examinado;  cabeça fletida e apoiada na mão examinador;  polpa dos dedos e movimentos circulares.
  39. 39. Sendo assim... “A pratica do exame físico é a garantia de atualização dos conhecimentos sobre a condição e situação dos pacientes tornando os enfermeiros (as) capazes de adotarem medidas profissionais que atualizem o cuidado de enfermagem”.
  40. 40. Referências FRANCO, G. ; BARROS, A. ; LOPES, J. et al. Exame da cabeça e do pescoço. DRAKE, R. L. ; VOGL, W. ; MITCHELL, A. Anatomia para estudantes. 2 ed, pdf. POTTER, P. Semiologia em enfermagem. 4ªed.Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso Ed., 2002. JARVES, C. Exame físico e avaliação de saúde para enfermagem. Rio de janeiro:elsevier, 2012.
  41. 41. obrigado

×