Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
EM FAMÍLIA <ul><li>Na Escola das Nuvens não vai ninguém </li></ul><ul><li>–  porque não existe Escola das Nuvens. </li></u...
A CANÇÃO DOS TAMANQUINHOS Troc...troc...troc...troc... Ligeirinhos, ligeirinhos,  Troc...troc...troc...troc... Vão cantand...
IMPROVISO “ Bico, bico, surumbico Quem te deu tamanho bico?” Baco, baco, surumbaco, quem fez cócegas no sovaco? Béco, béco...
CHUVA <ul><li>A chuva plic </li></ul><ul><li>na grade ploc </li></ul><ul><li>Balança plic </li></ul><ul><li>o mundo ploc <...
BALANÇO Corda de guitarra faz dlim corda de baixo faz dom corda de relógio faz tic corda de carinho é bom. Corda de balanç...
A ESTRADA E O CAVALINHO <ul><li>O cavalinho na estrela </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>com sua sombra ...
A VACA E O BOI A vaca falou pro boi: - Onde foi que você foi? O boi mugiu sorridente que estava com dor de dente. A vaca d...
RESPOSTAS - Vá plantar batata. - Depois você descasca? - Vá lamber sabão. - Pois não. Mas me empresta a sua língua que a m...
PAPO DE ANJO - São Damião era um são damiinho ou Santo Agostinho era um santo agostão? - São Sebastião era um são sebastin...
Sentado em seu trono o rei penico nono todo dia um novo decreto cria. Ontem mesmo proibiu qualquer um de fazer “pum” e o p...
SEU LOBO Seu Lobo, por que esses olhos tão grandes? Pra te ver, Chapeuzinho. Seu Lobo, pra que essas pernas tão grandes? P...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

of

Poemas Pra CriançAs Slide 1 Poemas Pra CriançAs Slide 2 Poemas Pra CriançAs Slide 3 Poemas Pra CriançAs Slide 4 Poemas Pra CriançAs Slide 5 Poemas Pra CriançAs Slide 6 Poemas Pra CriançAs Slide 7 Poemas Pra CriançAs Slide 8 Poemas Pra CriançAs Slide 9 Poemas Pra CriançAs Slide 10 Poemas Pra CriançAs Slide 11
Upcoming SlideShare
Pdf contos
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

4 Likes

Share

Download to read offline

Poemas Pra CriançAs

Download to read offline

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Poemas Pra CriançAs

  1. 1. EM FAMÍLIA <ul><li>Na Escola das Nuvens não vai ninguém </li></ul><ul><li>– porque não existe Escola das Nuvens. </li></ul><ul><li>As nuvens aprendem tudo em casa. </li></ul><ul><li>Mamãe-nuvem ensina como se faz chuva. </li></ul><ul><li>Papai-nuvem ensina como se faz uma chuva </li></ul><ul><li>DAQUELAS BEM FORTES. </li></ul><ul><li>Mamãe-nuvem faz assim: </li></ul><ul><li>Ca ta trá – Ca ta ta trá! </li></ul><ul><li>Papai-nuvem faz assim: </li></ul><ul><li>CA TA TRÃO! - CA TA TA TRÃO! </li></ul><ul><li>E o filhinho nuvem faz assim: </li></ul><ul><li>ca ta trim </li></ul><ul><ul><ul><li>ca ta ta trim </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>e </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>cai </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>um </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pinguinho </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pequenininho </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>assim </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>que </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>faz </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pim </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pilim </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pimpim! </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>CAMARGO, Luís. O catavento e o ventilador. </li></ul></ul></ul>
  2. 2. A CANÇÃO DOS TAMANQUINHOS Troc...troc...troc...troc... Ligeirinhos, ligeirinhos, Troc...troc...troc...troc... Vão cantando os tamanquinhos... Madrugada. Troc...troc... Pelas portas dos vizinhos Vão batendo, troc...troc... Vão cantando os tamanquinhos... Chove. Troc...troc...troc... No silêncio dos caminhos Alagados, troc...troc... Vão cantando os tamanquinhos... E até mesmo, troc...troc... Os que têm sedas e arminhos, Sonham – troc...troc...troc... Com seu par de tamanquinhos... MEIRELES, Cecília. Criança meu amor .
  3. 3. IMPROVISO “ Bico, bico, surumbico Quem te deu tamanho bico?” Baco, baco, surumbaco, quem fez cócegas no sovaco? Béco, béco, surumbéco, quem toca reco-reco? Bico, bico, surumbico, quem tem cara de penico? Bóco, bóco, surumbóco, quem desfila nesse bloco? Buco, buco, surumbuco, quem partiu pra Pernambuco? JOSÉ, Elias. Segredinhos de amor .
  4. 4. CHUVA <ul><li>A chuva plic </li></ul><ul><li>na grade ploc </li></ul><ul><li>Balança plic </li></ul><ul><li>o mundo ploc </li></ul><ul><li>Balança o prédio </li></ul><ul><li>atrasa o carro </li></ul><ul><li>que vira barco </li></ul><ul><li>na correnteza </li></ul><ul><li>Balança plic </li></ul><ul><li>a casa ploc </li></ul><ul><li>E eu só plic </li></ul><ul><li>sem sair ploc </li></ul><ul><li>Quero me banhar </li></ul><ul><li>mas só consigo </li></ul><ul><li>molhar a mão. </li></ul><ul><li>No morro plic </li></ul><ul><li>escorre ploc </li></ul><ul><li>uma água plic </li></ul><ul><li>bem suja ploc </li></ul><ul><li>Como é que lá </li></ul><ul><li>as pessoas dormem </li></ul><ul><li>se estão molhadas? </li></ul><ul><li>O barro plic </li></ul><ul><li>se molda ploc </li></ul><ul><li>em castelo plic </li></ul><ul><li>no barraco ploc </li></ul><ul><li>E eu aqui </li></ul><ul><li>só olhando lá </li></ul><ul><li>Escutando o ploc </li></ul><ul><li>balançar o plic. </li></ul><ul><li>VARGAS, Susana. Doce de casa . </li></ul>
  5. 5. BALANÇO Corda de guitarra faz dlim corda de baixo faz dom corda de relógio faz tic corda de carinho é bom. Corda de balanço sobe & desce corda de tristeza vai & vem vamos todos pra praça que o amor chegou de trem. DUARTE, Osvaldo. Abri, Abriste, Abreu.
  6. 6. A ESTRADA E O CAVALINHO <ul><li>O cavalinho na estrela </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>com sua sombra mais atrás </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá. </li></ul><ul><li>Pára ao lado de um riacho, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>e se vê no espelho d'água, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá. </li></ul><ul><li>Que água limpa e fresca, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>corre aqui, corre acolá, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>e uma sombra tão boa </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>não vi noutro lugar, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>mas a estrada já me chama </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>sempre está a me chamar, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá. </li></ul><ul><li>O cavalinho volta à estrada </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá, </li></ul><ul><li>com sua sombra mais atrás, </li></ul><ul><li>pacatá, pacatá. </li></ul><ul><li>CAPARELLI, Sérgio. Boi da cara preta. </li></ul>
  7. 7. A VACA E O BOI A vaca falou pro boi: - Onde foi que você foi? O boi mugiu sorridente que estava com dor de dente. A vaca disse: - É mentira! (e quase perdeu a linha) - Eu já sei que você anda namorando com a vizinha, aquela vaca bandida, aquela coisa holandesa, aquela praga horrorosa, que se julga uma princesa! Ouvindo aquele berreiro, o boi saiu de fininho. A vaca tinha ciúme, mas o boi era solteiro... AZEVEDO, Ricardo. Dezenove poemas desengonçados.
  8. 8. RESPOSTAS - Vá plantar batata. - Depois você descasca? - Vá lamber sabão. - Pois não. Mas me empresta a sua língua que a minha já está limpa. - Vá ver se eu estou na esquina. - Fui e nada vi: o bobo estava aqui. - Vá caçar sapo. - Cacei, aqui está: mande logo pro papo. PAES, José Paulo. Poemas para brincar .
  9. 9. PAPO DE ANJO - São Damião era um são damiinho ou Santo Agostinho era um santo agostão? - São Sebastião era um são sebastinho ou São Valentim era um são valentão? - São Salomão era um são salaminho ou São Balalão era um são balãozinho? - São pelos São Paulos que os santos santinhos ou são pelos São Pedros que os santos sáo sãos? BARRETO, Antônio. Brincadeiras de Anjo .
  10. 10. Sentado em seu trono o rei penico nono todo dia um novo decreto cria. Ontem mesmo proibiu qualquer um de fazer “pum” e o povo obediente agora só faz: “ pom”, “pim”, “pente”. O decreto de hoje é ainda mais severo ninguém pode fazer cocô nos penicos do castelo. CORREIA, Almir. Poemas malandrinhos .
  11. 11. SEU LOBO Seu Lobo, por que esses olhos tão grandes? Pra te ver, Chapeuzinho. Seu Lobo, pra que essas pernas tão grandes? Pra correr atrás de ti, Chapeuzinho. Seu Lobo, por que esses braços tão fortes? Pra te pegar, Chapeuzinho. Seu Lobo, pra que essas patas tão grandes? Pra te apertar, Chapeuzinho. Seu Lobo, por que esse nariz tão grande? Pra te cheirar, Chapeuzinho. Seu Lobo, por que essa boca tão grande? Ah, deixa de ser enjoada, Chapeuzinho! CAPARELLI, Sérgio. 111 poemas para crianças.
  • LucianaDonatello

    Sep. 8, 2020
  • ALCBY

    Oct. 2, 2018
  • LucianaClecia

    Feb. 26, 2018
  • marinasantanna1

    Jun. 27, 2014

Views

Total views

21,342

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

189

Actions

Downloads

219

Shares

0

Comments

0

Likes

4

×