Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Resumo processo de independência do brasil

27,835 views

Published on

  • These are one of the best companies for review articles. High quality with cheap rates. ⇒⇒⇒WRITE-MY-PAPER.net ⇐⇐⇐ I highly recommend it :)
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Hello! I can recommend a site that has helped me. It's called ⇒ www.HelpWriting.net ⇐ They helped me for writing my quality research paper.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Verifique a fonte ⇒ www.boaaluna.club ⇐. Este site me ajudou escrever uma monografia.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • ACCESS that WEBSITE Over for All Ebooks (Unlimited) ......................................................................................................................... DOWNLOAD FULL PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... DOWNLOAD FULL EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { http://bit.ly/2m77EgH } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { http://bit.ly/2m77EgH }
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Resumo processo de independência do brasil

  1. 1. Processo de Independência do Brasil
  2. 2. 1. O PERÍODO JOANINO (1808 – 1821)• Período em que a família real portuguesa instalou-se no Brasil.• Causa: fuga das tropas napoleônicas. – Não adesão ao Bloqueio Continental.• 1808: Abertura dos Portos. – Fim do Pacto Colonial. D. João VI
  3. 3. • 1810: Tratados de comércio com a ING: – Tratado de Aliança e Amizade – proibição da Inquisição no Brasil e fim gradual do tráfico negreiro. – Tratado de Comércio e Navegação – tarifas alfandegárias reduzidas para produtos ingleses; porto livre (SC).• Realizações de D. João: – Permissão para a produção de manufaturas (revogação do Alvará de D. Maria I – 1763) – frustrado pela concorrência inglesa. – Academia militar.
  4. 4. – Banco do Brasil.– Imprensa Régia.– Biblioteca Real.– Escola de Medicina (BA e RJ).– Real Teatro de São João (fundo de tela).– Jardim Botânico (RJ).
  5. 5. • Conseqüências sociais da instalação da Corte no Brasil: – Costumes importados da Europa no RJ. – Alta do custo de vida. – Crescimento populacional do RJ (urbanização). – Criação de cargos públicos para ocupar nobres. – Distribuição de títulos nobiliárquicos. • Apoio de proprietários rurais locais. – Aumento de impostos para financiar despesas da corte.
  6. 6. • 1815: Elevação do Brasil à categoria de REINO UNIDO A PORTUGAL E ALGARVES (legitimação da Corte no Brasil – Congresso de Viena).• 1816: Missão artísticafrancesa no RJ (vinda devários artistas, entre eles opintor Jean BaptisteDebret).
  7. 7. • Política externa: – 1807 – invasão da Guiana Francesa (devolvida em 1817). – 1816 – anexação da Província Cisplatina (URU) – independente em 1828.
  8. 8. • Insurreição Pernambucana (1817) INFLUÊNCIAS: • Decadência da lavoura canavieira • Seminário de Olinda: centro difusor das idéias liberais no nordeste; • Areópago de Itambé: Sociedade Secreta, fundada pelo pe. Arruda Câmara; • Descontentamento com o governo da Província de Pernambuco.
  9. 9. • Insurreição Pernambucana (1817) O LUSOFOBISMO • A presença da Corte Portuguesa gerou grande descontentamento entre os colonos; • Gastos militares ocasionados pelas campanhas de D. João na Guiana (1809) e na Província Cisplatina (1816); • Para manter a administração real, decretou-se o aumento das taxas sobre o açúcar, tabaco e couros, produtos de origem nordestina; • Crescia o ódio a oficialidade, ao clero e aos comerciantes lusitanos.
  10. 10. • Insurreição Pernambucana (1817) • O movimento foi deflagrado quando chegou a Pernambuco o decreto de prisão dos suspeitos e repressão a Maçonaria. PROPOSTAS DO MOVIMENTO: • Elaboração da lei orgânica; • Defesa da República e da Liberdade econômica; • Defesa da abolição gradual da escravidão; • Adesão: PB, RN, CE, AL e BA. Tratou-se de uma revolta liberal, que contou com a participação das camadas médias, descontentes com o pacto colonial.
  11. 11. • A Revolução Liberal do Porto (1820): – POR – crise econômica e domínio inglês. – Liderança da burguesia portuguesa. – Objetivos: • Volta de D. João VI. • Constituição. • Recolonização do Brasil (volta do monopólio português). – 1821: D. João VI retorna a Portugal. • D. Pedro assume como Regente.
  12. 12. 2 - O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA (1821 – 1822):• Cortes portuguesas (parlamento) tentam recolonizar o Brasil.• Exigência da volta de D. Pedro para Portugal.• JAN/1822: “Dia do Fico”. Elites coloniais brasileiras aproximam- se de D. Pedro. D. Pedro anuncia permanência no Brasil.
  13. 13. • MAI/1822: Decreto do “Cumpra-se”.• JUN/1822: D. Pedro convoca Assembléia Constituinte.• AGO/1822: tropas portuguesas no Brasil consideradas inimigas.• 7/9/1822: Após receber ultimato de POR, D. Pedro proclama a independência.
  14. 14. • SET/1822: PROCLAMAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA QUADRO: O grito da Independência, Pedro Américo - 1888
  15. 15. • DEZ/1822: D. Pedro é coroado (DOM PEDRO I).
  16. 16. • Dependência econômica em relação a ING.• Manutenção das estruturas sociais e econômicas: – Latifúndio. – Agroexportação. – Monocultura. – Escravismo.• Sem participação popular no processo de independência. Aliança circunstancial de interesses de D. Pedro e das elites brasileiras para manter seus privilégios.

×