Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Intolerância Religiosa. Tema da redação do enem 2016. prrsoares

O eixo norteador é a cautela, o respeito e o amor ao próximo. Jesus se refere à intolerância religiosa como um tipo de cegueira espiritual: “Acautelai-vos dos malditos FARISEUS”. Na verdade, penso que ele queria dizer: Quanta intolerância religiosa! Imagina nos dias de hoje em plena era globalizada.

  • Login to see the comments

Intolerância Religiosa. Tema da redação do enem 2016. prrsoares

  1. 1. INTOLERÂNCIA RELIGIOSA Em se tratando do tema da redação do ENEM ( Exame Nacional do Ensino Médio) ocorrido dia seis de novembro de 2016, “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”, acredito que o mesmo é de grande relevância para a sociedade em que vivemos, até porque ser amado e respeitado faz muito bem. Isto é justo e nobre. Na religião a pessoa cria laços de afinidade com seus credos, ideais e com suas divindades: monoteísta ou politeísta e assim por diante. A religião é uma forma de política pública presente na sociedade e certos conflitos religiosos vão além de suas paredes englobando em partes interesses meramente políticos, com isso, a intolerância religiosa pode ser vista como uma forma de luta ideológica cercada de poderes. Através da história, percebe-se que religião norteia costumes e conceitos de vida de um povo e em alguns lugares ela é tida como a própria lei que os rege. O eixo norteador é a cautela, o respeito e o amor ao próximo. Jesus se refere à intolerância religiosa como um tipo de cegueira espiritual: “Acautelai-vos dos malditos FARISEUS”. Na verdade, penso que ele queria dizer: Quanta intolerância religiosa! Imagina nos dias de hoje em plena era globalizada. Vejo que o grande mal está naquele que faz dos princípios da religião uma intolerância sem fim: imoral, lascívia, egoísta, lucrativa, interesseira, adúltera, indigente, mortífera, acima do senso da vida e do amor ao próximo, uma intolerância colocada como verdade absoluta onde o respeito sucumbe às práticas da prudência, da sabedoria e do bom senso. Dessa forma, certos religiosos tentam manipular a crença da verdade em amor, transformando-a numa verdade tipicamente “EUCÊNTRICA” visando próprios interesses próprios, onde o “EU” sobrepuja a própria religiosidade. A intolerância acontece: - Quando se mata o próximo (fisicamente, socialmente, espiritualmente) por amor à própria religião. - Quando se desonra, oprime, menospreza e comete abusos de todos os tipos ao menor, ao órfão, à criança pura e indefesa. - Quando se valoriza apenas uma parte de um segmento religioso e menospreza os demais. - A intolerância acontece quando exploram a fé da viúva, do necessitado e são mais cruéis ainda quando se rouba do pobre à custa de interpretações nefastas e erguem castelos individuais usurpando os princípios de Deus. – Acontece quando uma classe acredita que somente eles são dignos do pote de ouro do tesouro supremo, da perfeição máxima da fé religiosa. Num pais, considerado como aberto a todas as religiões, ainda existe uma intolerância tal que nos envergonha e não é somente em nível de Brasil que ela deve ser combatida, mas, a nível mundial. Todos sofrem quando cristãos são mortos por manipularem uma Bíblia ou declararem sua fé de maneira pública. Todos sofrem quando crianças são violentas e tão pouco são amparadas. Todos sofrem quando os direitos humanos são desrespeitados e pessoas são ridicularizadas, menosprezadas, tratadas como escória da humanidade. A pergunta é: Fanatismo ou intolerância religiosa? Em nome de Deus! Mas, que Deus é este que tem prazer na dor e na falta de amor para com o próximo? Com certeza, não é o Deus que eu creio. Cada pessoa tem seu segmento religioso e acredita piamente em tais princípios. Assim ouso dizer que a tolerância acontece quando nos respeitamos mesmo tendo um credo e ideais diferentes. Saber amar sem matar, sem humilhar, sem menosprezar é uma dádiva divina. Quatro frases me encantam e a quinta me fascina: frases: 1-A lei de ouro do comportamento é a tolerância mútua, já que nunca pensaremos todos da mesma maneira, já que nunca veremos senão uma parte da verdade e sob ângulos diversos. (Mahatma Gandhi). 2- Aprimorar a paciência requer alguém que nos faça mal e nos permita praticar a tolerância. (Dalai Lama). 3- A primeira lei da natureza é a tolerância - já que temos uma porção de erros e fraquezas. (Voltaire). 4-O sucesso reside em três coisas: decisão, justiça e tolerância. (Johann Goethe).5- Amai o próximo como a ti mesmo... Amai vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem. ( Jesus Cristo). O caminho para combater a intolerância religiosa no Brasil deve partir do pressuposto de que amor e o respeito por todas as classes religiosas é uma questão de honra e devem estar embasados em políticas públicas que assegurem o diretor a todos, porque quem se ama, ama o próximo. Isto é tolerância! Raimundo Soares de Andrade E-mail: prrsoares@hotmail.com

×