Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

O papel das vitrudes na formação do carater

4,013 views

Published on

Viortudes e formação do carater

Published in: Education
  • Login to see the comments

O papel das vitrudes na formação do carater

  1. 1. O papel das Virtudes na formação do Caráter. Prof. Raul Pessolani raul@vm.uff.br Prof. Raul Pessolani UFF
  2. 2. A dupla dimensão dos atos humanos Externa: É o fato em sí: Construir algo, fazer, dizer. Interna: É a repercussão que este fato tem em nosso interior. Se digo a verdade, sou sincero, se minto, faço-me mentiroso. O meu agir não só é para fora, mas configura o meu ser. A Força de repetição de atos, vou me reconfigurando, construindo o meu patrimônio moral, o meu caráter, ainda que pareça que esteja desaproveitando oportunidades valiosas. Prof. Raul Pessolani UFF
  3. 3. TEMPERAMENTO E CARÁTER Temperamento: É a nossa “matéria prima”, como nascemos. É a Pedra Bruta, o bloco Caráter: É o temperamento melhorado É a escultura Prof. Raul Pessolani UFF
  4. 4. Modos de ser... Características Características exteriores: interiores: Naturais: Naturais: alto/baixo, gordo/magro... Tímido, inativo (Temperamento) Adquiridas: Adquiridas: corpo ‘sarado’ Extrovertido, ativo _________________ (caráter) = biótipo _______________ = personalidade Prof. Raul Pessolani UFF
  5. 5. Não somos disparados à existência como a bala de um fuzil cuja trajetória está absolutamente determinada. É falso dizer que o que nos determina são as circunstâncias. Ao contrário, as circunstâncias são o dilema diante do qual temos que decidir-nos. O que decide o que será a nossa vida é nosso caráter. Ortega y Gasset Prof. Raul Pessolani UFF
  6. 6. Transformar o Temperamento num verdadeiro Caráter O Caráter se forja. Na base de marteladas, de hábitos que se adquirem O Caráter se constrói. Posso melhorar o meu jeito de ser É uma 2a natureza => um novo jeito de ser Bom caráter => Patrimônio Moral Prof. Raul Pessolani UFF
  7. 7. Podemos melhorar o nosso temperamento e transforma-lo incorporando hábitos (Virtudes) Preguiçoso, mole => diligente Impontual => começa a chegar na hora Distraído => aprende a concentrar-se Egoísta => solidário Bagunçado => ordenado Prof. Raul Pessolani UFF
  8. 8. O que são as virtudes? É uma disposição adquirida, voluntária e estável, que tornam capazes a nossa inteligência e a nossa vontade para querer e praticar o bem e de realizar ações de qualidade. Tomás de Aquino Definição: Hábito que nos leva a agir bem Prof. Raul Pessolani UFF
  9. 9. As virtudes fortalecem a vontade! “Vir” => Forte, nos dá força para: Agir => Fortaleza Julgar => Prudência Dominar-nos a nós mesmos => Temperança Lidar-nos com os demair => Justiça Quantas vezes sabemos o que devemos fazer e não conseguimos, porque nos falta domínio próprio! Prof. Raul Pessolani UFF
  10. 10. A vontade exercita-se e desenvolve-se quando há que se exigir muito a sí mesmo diante das dificuldades da vida, mas fica atrofiada quando tudo são comodidades. Prof. Raul Pessolani UFF
  11. 11. Combater os hábitos maus Prof. Raul Pessolani UFF
  12. 12. “A ética de um homem não consiste num conjunto de regras, mas sim num conjunto de conhecimentos que nos ajudem a descobrir as oportunidades que nos dá a profissão para chegarmos a ser melhores pessoas, isto é, para que desenvolver as virtudes morais” Prof. Raul Pessolani UFF
  13. 13. Quais Virtudes? FORTALEZA PRUDÊNCIA M B A E L M TEMPERANÇA JUSTIÇA Prof. Raul Pessolani UFF
  14. 14. Prof. Raul Pessolani UFF
  15. 15. As Virtudes transformam! Laboriosidade (parte da Fortaleza) Vencer a preguiça, trabalhar bem. Desprendimento (parte da Temperança) Valorizar o que se tem mas não se deixar levar por isso Amizade (parte da Justiça) Ser amigos não pelo que nos tem a oferecer. Generosidade com o dinheiro Evitar a avareza e o desperdício Solidariedade Participar nas dificuldades dos demais. Ajudar! Prof. Raul Pessolani UFF
  16. 16. Está sempre entre dois extremos Excesso e a falta Covardia < Fortaleza < Temeridade Precipitação < Prudência < Lentidão Mentira < Veracidade < Jactância Meio termo não significa mediocridade, mas justo meio, cume. Prof. Raul Pessolani UFF
  17. 17. Como lutar? 1. Conhecimento próprio: Quem sou eu? Quais são os pontos fracos? Do que as pessoas se queixam de mim? Aonde posso chegar? 2. Começar vencendo-nos em coisas pequenas. Acordar na hora, chegar na hora, estudar depois do almoço. Lutar com esportividade, com teimosia e não se abalar. 3. Contar com o apoio de um treinador. Alguém que já passou por isso Prof. Raul Pessolani UFF
  18. 18. Vontade. É uma característica muito importante. Não desprezes as pequenas coisas, porque, através do contínuo exercício de negar e te negares a ti próprio nessas coisas - que nunca são ninharias -, fortalecerás, virilizarás, (...) a tua vontade, para seres, inteiro senhor de ti mesmo. E depois, guia, chefe, líder! - que empurres, que arrastes, com o teu exemplo e com a tua palavra e com a tua ciência e com o teu império. Josemaría Escrivá, Caminho, Ponto 19.
  19. 19. Educar a Vontade a escolher não pelo gosto mas pelo bem que algo me faz. Prof. Raul Pessolani UFF
  20. 20. Fases no desenvolvimento das virtudes Prof. Raul Pessolani UFF
  21. 21. Estágio Um: Inconsciente e Sem Habilidade Prof. Raul Pessolani UFF
  22. 22. Estágio Dois: Consciente e Sem Habilidade Toma-se consciência de um novo comportamento, mas ainda não se tem prática. Prof. Raul Pessolani UFF
  23. 23. Estágio Dois: Consciente e Sem Habilidade Prof. Raul Pessolani UFF
  24. 24. Estágio Três: Consciente e Habilidoso Com a experiência, se sente confortável com o novo comportamento ou prática Prof. Raul Pessolani UFF
  25. 25. Estágio Três: Consciente e Habilidoso Prof. Raul Pessolani UFF
  26. 26. Estágio Quatro: Inconsciente e Habilidoso Este é o estágio em que você já não tem que pensar. Prof. Raul Pessolani UFF
  27. 27. Prof. Raul Pessolani UFF
  28. 28. Prática Identifique e enumere um ou dois hábitos lhe atrapalham nos seguintes campos: Com relação aos deveres (Fortaleza) Com relação ao domínio próprio (Temperança) Na relação com os outros (Justiça) Com relação à sua atuação (Prudencia) Proponha paralelamente um pequeno hábito bom que poderia adquirir e substituir o ruim Prof. Raul Pessolani UFF

×