Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
Як випускники 9 класу 2010 року проводили свято останнього дзвоника
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

0

Share

Especializadopopular

Download to read offline

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all
  • Be the first to like this

Especializadopopular

  1. 1. IV ENCUENTRO DE DIARIOS POPULARES E MERCADO COMUNITÁRIO LIMA | PERU Instituto de Prensa Sociedad Interamericana de Prensa Ricardo Mendes
  2. 2. O Que vamos ver • Jornalismo Especializado Popular • O caso Trome • Importância da imagem e do design • Al Dia, Guatemala • O caso Daily Mirror • Linguagem (fotojornalismo, texto, design publicidade)
  3. 3. TROME: A idéia original Lançar jornais de bairros. O projeto foi retomado depois de 13 anos, pensando-se em um único título.
  4. 4. consultoria www.gfkconecta.com
  5. 5. CONHECENDO mercado de LEITORES Pesquisa de estratificação, drivers, segmentação
  6. 6. Benefícios esperados em 1998 • Informação confiável • Entretenimento • Serviço • Leitura rápida • Jornal para ser lido durante todo o dia. Tempo de leitura tomado como referência é de 15 minutos • O público tem interesses estratificados/segmentados
  7. 7. Quem são os sérios (16%) • Gostam de estar bem informados • Buscam credibilidade • Preocupados com política e economia • Maior participação da classe A • Maioria masculina
  8. 8. Conservadores (14%) • O jornal ajuda a formar uma opinião geral • Entretenimento através de temas culturais • Busca informações úteis • Gostam de aprender com o jornal • 2/3 são mulheres • Classes B e C • Donas de casa ou estudantes
  9. 9. Divertidos (16%) • Informações sobre espetáculos, amenidades, polícia e temas femininos • Leitura rápida e fácil • Mais de 50% são da classe C • São os principais leitores de populares
  10. 10. Ocasionais (33%) • Gostam de ofertas e promoções • Preferem jornais pequenos e baratos • 82% não tem formação superior • Maioria da classe C
  11. 11. Utilitários (21%) • Buscam informações de serviço • Gostam da publicidade • Gostam de economia • Gostam de seção de Empregos e Carreira • Gostam de temas culturais, turismo e arte • Preferem a leitura rápida • 53% são da classe C
  12. 12. Drivers de compra de jornais • Valor = preço, tamanho, portabilidade • Formatação = linguagem, design, fotos, infografia, textos curtos • Formador = O que se aprende com o jornal individualmente e em família • Multitemático = informação segmentada (política, negócios, tecnologia etc) • Promocional = Revistas, sorteios, shows
  13. 13. Nova pesquisa em 2010 NOVA ESTRATIFICAÇÃO/SEGMENTAÇÃO
  14. 14. Nova estratificação em 2010 • Globalizado Não é o público do • Tradicional Trome • Empreendedor • Lutadores É o público • Familiar do Trome • Popular • Indifirente
  15. 15. Segmentar é o caminho 1998, Classe C era 70% 2010, Classe C é 65% Divertidos 16% Popular 9% Ocasionais 33% Familiar 24% Utilitários 21% Indiferente 15% Lutador 17%
  16. 16. Dados curiosos • 25 a 30% compra mais de um jornal • 25% lê os jornais que compra, o restante vê títulos, fotos, entradas • Conteúdo temático é cada vez menos importante: vale mais a mistura de conteúdos
  17. 17. O RAIO X DO TROME • LANÇADO EM 1998 • TIRAGEM INICIAL DE 48 MIL EXEMPLARES • HOJE TEM TIRAGEM DE 374 MIL EM LIMA • CIRCULAÇÃO TOTAL DE 503,6 MIL NO PERU • PREÇO: 0,50 DE SOLIS, O MESMO EM QUASE 10 ANOS • RESPONDE POR 40% DO MERCADO LEITOR • LIMA TEM MAIS DE 30 JORNAIS
  18. 18. Um raio X do Trome • 7 DESIGNERS GRÁFICOS • 10 FOTÓGRAFOS • FECHAMENTO ENTRE 23 E 23h30 • 40 JORNALISTAS (EQUIPE EXCLUSIVA) • TRÊS REDESENHOS EM 9 ANOS
  19. 19. UMA CIRURGIA NO CÉREBRO
  20. 20. PROMOÇÕES, marketing e circulação Tem um departamento com 15 profissionais preocupados em realizar três tipos de ações: • Sustentação da marca • Relacionamento com os leitores • Geração de aumento de circulação.
  21. 21. Produto agregado
  22. 22. Sorteio de carros utilitários
  23. 23. Festa do trome
  24. 24. O CONTEXTO O jornal surgiu no contexto em que a imprensa peruana era muito influenciada pelo, então, presidente Alberto Fujimori. A credibilidade dos veículos era questionada. Nasce, naquela época, o tipo de imprensa que, no Peru, foi apelidada de Chicha: sexo e sangue com oferta de promoções limitadas a fascículos colecionáveis. Lima tem 9 milhões de habitantes.
  25. 25. Conceito do produto O Trome se define como um produto de notícias curtas, linguagem direta, educativo, com formato prático e com promoções. Sem fotos sangrentas, sem poses exageradas de mulheres, sem vulgaridade. O sucesso do Trome é atribuído à independência editorial e a uma mistura de conteúdo utilitário e promoções. A sinergia entre o jornalismo e o marketing promocional é fundamental.
  26. 26. Importância da imagem e do design Jornalismo Popular Precisa Ser Sensacionalista?
  27. 27. O Que define a nossa realidade hoje? Violência Sentimento de Impotência Miséria e desigualdes Alienação Urbana
  28. 28. Entre os jovens •Famílias desintegradas •Desejo de ganhar dinheiro rápido •Cinco minutos de fama
  29. 29. A IMPRENSA É ACUSADA •Manipular e distorcer informações •Inventar notícias •Valorizar os crimes de morte •Incentivar mais violência •Dar destaque ao negativo •Ser cínica e cruel
  30. 30. El nacional Caracas, venezuela
  31. 31. s to d e ificado , el 17 de ago c ional fue not tas, El diario p rivado El Na ar imá genes violen ro hibic ión de public fectar a los lectores m ás 2010, de la p escas q ue puedan a ar más sangr ientas o grot orden de no public on b ién recibió la de cu alquier tipo c jóvenes. Tam y publicidad física, fo rmaciones de ter ror, agresión imágenes, in as, mensajes obre s angre, arm guerra y mensajes s contenido de ntenidos de gico e utilicen co r el bienestar psicoló imágenes qu ue p uedan altera uería ilustrar el cesos q cional q muertes y de c entes. El Na do por n iñas y adoles El tem a fue retoma de los niños, ida d en el país. cia el alto grad o de insegur ién m uy crítico ha Cual, de tono tamb el diario Tal gobierno.
  32. 32. Violência está na pauta
  33. 33. PERGUNTAS: há dano ao publicar? Qual?
  34. 34. Como e quando publicar?
  35. 35. Caso de el salvador
  36. 36. A decisão
  37. 37. A cobertura “Está bien entretener... pero eduquemos y formemos mejores lectores-ciudadanos” Homero Hinojosa
  38. 38. guatemala A Guatemala lê muito: Nuestro Diario, Prensa Libre, Siglo XXI, El Periódico, Hoy (que durou três meses) e Al Día chegam a ter circulação de 500.000 exemplares/dia, em um território de14 milhões de almas, das quais 70% são menores de 35, 50% são pobres e quase 60% vivem em áreas rurais.
  39. 39. EL DIA, Guatemala A ESTRATÉGIA Quatro edições diárias, uma por região, com capa diferenciada e oito páginas locais.
  40. 40. O CASO AL DIA A idéia fundamental na redação: contar melhor as pequenas histórias. E se há grandes histórias vamos contar melhor que qualquer outro jornal.
  41. 41. Infografia
  42. 42. O que apredemos com Margarita: não há histórias menores. Uma boa história pode ser apreendida e vivida por leitores de qualquer região geográfica.
  43. 43. O Caso daily mirror AS OPORTUNIDADES ESTÃO NOS NICHOS OU PORQUE 3 MILHÕES PODEM VALER MAISQUE 10 MILHÕES
  44. 44. EM 2008 Mirror.co.uk 9 milhões de usuários 107% de crescimento no ano 59% da audiiência no Reino Unido
  45. 45. Fontes de receitas 35% PUB LICIDAD 60 % BINGO E COLAPSO DO CPM = COLAPSO DO ENVOLVIMENTO
  46. 46. Fontes de receitas
  47. 47. ARGUMENTOS A FAVOR 1: Re-engage the user 2: Integrate digital and print teams 3: Concentrate content 4: Create new brands 5: Add new dimension to cross media deals 6: Open new revenue streams
  48. 48. ARGUMENTOS CONTRA 1: Loss of traffic from mirror.co.uk 2: Development costs for new platform 3: Different agendas across Trinity Mirror 4: “Agencies won’t care” 5: And anyway, what’s so special about Mirror Football?
  49. 49. 60 MILHÕES DE FOTOS
  50. 50. 60 MILHÕES DE FOTOS
  51. 51. O QUE HÁ DE TÃO ESPECIAL NO FUTEBOL?
  52. 52. ANTECIPAÇÃO E NOSTALGIA
  53. 53. MIRROR FOOTBALL
  54. 54. WEBTV
  55. 55. RESULTADOS
  56. 56. EQUIPE 8 jornalistas (6 meses) 2 jornalistas (full time) 1 arquivista (full time)
  57. 57. Resultados
  58. 58. Resultados
  59. 59. entretenimento
  60. 60. Entretenimento • 8% dos acessos são via os buscadores • 12% vem do twitter • 3 vezes pageviews que mirror.co.uk
  61. 61. conclusão
  62. 62. linguagem Fotojornalismo, Texto e Publicidade
  63. 63. COMO FAZER PUBLICIDADE PARA LEITORES
  64. 64. CIRCULAÇÃO
  65. 65. PROMOÇÕES
  66. 66. ANTES E DEPOIS
  67. 67. ANTES E DEPOIS
  68. 68. DESIGN
  69. 69. DESIGN
  70. 70. DESIGN
  71. 71. DESIGN
  72. 72. AL DIA, GUATEMALA
  73. 73. AGREGADO EDITORIAL
  74. 74. LAI E EL DEBATE, MÉXICO LAI TEM 60 MIL EXEMPLARES DIÁRIOS EL DEBATE CRESCE 12% AO ANO
  75. 75. LAI E SUA ESTÉTICA O que faz do La I um líder? A liderança é conquência do modelo que promove a sinergia entre as 8 redações do Grupo. Mas a fotografia tem um papel fundamental na construção da imagem do produto para o público
  76. 76. Lai, México
  77. 77. Lai, méxico
  78. 78. Lai, mexico
  79. 79. Lai, méxico
  80. 80. Lai, méxico
  81. 81. Qual o diferencial ¿Qué tienen las fotos de La i?Tienen humanidad. La I ha logrado conciliar el respeto, con el arte y la información dura. Trabajan entre la pintura y el periodismo, entre la estética y la noticia, con todos los riesgos que implica ser fotógrafo en un territorio que lleva más de 1000 ejecutados en 2010, y 178 en julio.

Views

Total views

251

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

3

Actions

Downloads

1

Shares

0

Comments

0

Likes

0

×