Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
John locke
Next

8

Share

John Locke

Texto sobre John Lock feito pelo Aluno Tércio De Santana

Related Audiobooks

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

John Locke

  1. 1. John Locke<br />Locke criticou a teoria do direito divino dos reis (absolutismo), formulada pelo filósofo Thomas Hobbes. Para Locke, a soberania não reside no Estado, mas sim na população. Embora admitisse a supremacia do Estado, Locke dizia que este deve respeitar as leis natural e civil. Apesar de ser o propulsor do liberalismo e de que os homens eram todos iguais, Locke defendia a escravidão, não por raça, mas sim pelo fato de o indivíduo ser vencido na guerra, ai teria que abdicar de sua liberdade em troca da vida.<br />Para Locke, ao nascer o homem tinha direitos naturais. Para que esses direitos fossem assegurados, foram criados governos. Todo homem tinham direito a vida, liberdade e propriedade. Caso esse governo não respeitasse esses direitos naturais, o povo tinha o direito de revoltar-se contra ele, poderiam contestar o governo injusto e não eram obrigados a aceitar as suas decisões.<br />Segundo Locke o poder deveria ser dividido em três. Executivo, Legislativo e Federativo, sendo o Legislativo o mais importante, pois esse representava o povo.<br />Locke, considerado pai do empirismo filosófico, foi um dos principais ideólogos do empirismo. O empirismo tinha como definição que somente com as experiências seriam capazes de gerar ideias e conhecimentos. De acordo com o empirismo, as teorias das ciências devem ser formuladas e explicadas a partir da observação do mundo e da prática de experiências científicas. Portanto, este sistema filosófico descarta outras formas não científicas (fé, intuição, lendas, senso comum) como forma de geração de conhecimentos.<br />Assim Como Thomas Hobbes, Locke também defendeu a separação da igreja do estado (secularização).<br />Estado De Natureza Em John Locke<br />No Estado de natureza o homem vivia em perfeita harmonia, gozando de todos os direitos naturais que lhe eram fornecidos. Um estado de perfeita liberdade para os homens, onde esses poderiam regular as ações e regular as pessoas como acharem convenientes. Um estado de liberdade onde nenhum tem mais que o outro, um estado de igualdade. A execução da lei de natureza estava na mão de todos os homens, onde qualquer um tinha o direito de castigar os transgressores dessa lei.<br />O homem saiu do estado de Natureza, pois não havia um soberano para impor as leis, não havia um juiz comum.<br />1º passo para sair do estado de natureza<br />- Unanimidade: Todos teriam que estar de acordo, não somente a maioria. Enquanto houvesse alguma parte que não quisesse sair do estado de natureza, não haveria “acordo”.<br />2º passo para sair do estado de natureza<br />- Escolher o representante: Era preciso que o povo (soberano, para Locke) escolhesse um representante para dirigir-lhes durante essa nova fase.<br />3º passo para sair do estado de natureza<br />- Escolher a forma de governo<br />Liberalismo<br />Conjunto de princípios e teorias políticas que apresentem como objetivo a defesa da liberdade política e econômica. Os liberalistas são contra o controle do Estado na economia e na vida das pessoas.<br />Princípios do liberalismo.<br />Antiabsolutismo<br />- Surgi do conceito de resistência<br />- Os indivíduos não cederam os direitos naturais, mas cederam o direito de jugar<br />- Tudo era feito dentro dos limites legais<br />Defesa Da Liberdade<br />- Liberdade para escolher o governo<br />Pluralismo<br />- Vários blocos intermediários de poder<br />- O poder não se encontra nas mãos de uma só pessoa<br />- Divisão dos poderes : executivo, legislativo e federativo; o mais importantes destes é o legislativo, pois representava o povo e era o poder supremo dentro da legalidade.<br />Soberania Do Povo<br />- Maioria dos indivíduos para escolher algo<br />- A autoridade política é escolhida com o consentimento do povo<br />Representação<br />- escolha do governo pela maioria e não pela unanimidade, doando apenas o direito de julgar.<br />Thomas RobbesJohn LockeO povo não tinha o direito de destituir o poder.Caso o governo fosse injusto, o povo tinha o direito de se revoltar contra ele.Os indivíduos cederam o direito natural.Os indivíduos cederam apenas o direito de jugar, mantendo o direito natural.Não havia limites legais para o governo.O governo só poderia agir dentro da legalidade.Absolutismo, o poder concentrado na mão de apenas um, pois o poder nas mãos de todos gera perigo.Pluralismo, o poder era dividido em vários blocos intermediários.Falta segurança.Faltava alguém para impor as leis, faltava um juiz comum.Necessidade de conservar a espécie.Necessidade de preservar e conservar a propriedade.<br />
  • TelmaDantas

    Mar. 5, 2020
  • TSusanaVVicentini

    Apr. 10, 2017
  • LaianeSampaio

    Oct. 26, 2016
  • DenilsonHP

    Jun. 26, 2015
  • mislainykaren

    Jan. 9, 2013
  • adalbertokappa

    Sep. 27, 2012
  • EsmeraldaLeon1

    Oct. 10, 2011
  • tercinho

    May. 6, 2011

Texto sobre John Lock feito pelo Aluno Tércio De Santana

Views

Total views

11,374

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

107

Actions

Downloads

0

Shares

0

Comments

0

Likes

8

×