Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Caracterzação Fipe 2011 perfil turista

1,111 views

Published on

Caracterzação Fipe 2011 perfil turista

Published in: Government & Nonprofit
  • DOWNLOAD THE BOOK INTO AVAILABLE FORMAT (New Update) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download Full doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download PDF EBOOK here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://soo.gd/irt2 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ................................................................................................................................... eBook is an electronic version of a traditional print book THE can be read by using a personal computer or by using an eBook reader. (An eBook reader can be a software application for use on a computer such as Microsoft's free Reader application, or a book-sized computer THE is used solely as a reading device such as Nuvomedia's Rocket eBook.) Users can purchase an eBook on diskette or CD, but the most popular method of getting an eBook is to purchase a downloadable file of the eBook (or other reading material) from a Web site (such as Barnes and Noble) to be read from the user's computer or reading device. Generally, an eBook can be downloaded in five minutes or less ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBOOK .............................................................................................................................. Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, CookBOOK, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult, Crime, EBOOK, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .....BEST SELLER FOR EBOOK RECOMMEND............................................................. ......................................................................................................................... Blowout: Corrupted Democracy, Rogue State Russia, and the Richest, Most Destructive Industry on Earth,-- The Ride of a Lifetime: Lessons Learned from 15 Years as CEO of the Walt Disney Company,-- Call Sign Chaos: Learning to Lead,-- StrengthsFinder 2.0,-- Stillness Is the Key,-- She Said: Breaking the Sexual Harassment Story THE Helped Ignite a Movement,-- Atomic Habits: An Easy & Proven Way to Build Good Habits & Break Bad Ones,-- Everything Is Figureoutable,-- What It Takes: Lessons in the Pursuit of Excellence,-- Rich Dad Poor Dad: What the Rich Teach Their Kids About Money THE the Poor and Middle Class Do Not!,-- The Total Money Makeover: Classic Edition: A Proven Plan for Financial Fitness,-- Shut Up and Listen!: Hard Business Truths THE Will Help You Succeed, ......................................................................................................................... .........................................................................................................................
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

Caracterzação Fipe 2011 perfil turista

  1. 1. Caracterização e Dimensionamento do Turismo Receptivo na Bahia 2011 Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas - FIPE 1
  2. 2. Caracterização do Turismo Receptivo Perfil do Turista 2
  3. 3. Turismo Receptivo Identificação do turista  Origem / Faixa etária / sexo  Grau de instrução  Motivação da viagem  Tempo de permanência Renda e nível de gastos dos turistas  Renda mensal individual  Gasto Médio Diário Individual (GMDI) 3 FONTE: FIPE, 2011
  4. 4. Perfil dos Turistas Gênero:  Percebe-se que em relação a pesquisa anterior a participação do gênero masculino de 56,3% e do gênero feminino 43,7% no fluxo total vem atualmente apresentando uma alteração positiva na participação do gênero feminino no fluxo turístico do estado;  Porém ainda é determinante a predominância do gênero masculino (53%) entre os turistas que visitam o Estado. 4 FONTE: FIPE, 2011
  5. 5. Gênero Gênero 2008/2009 2011 Masculino 56,3% 53% Feminino 43,7% 47% 5 FONTE: FIPE, 2011
  6. 6. Faixa Etária:  A média etária dos turistas que visitam a Bahia é de 39 anos, destacando-se as faixas etárias de 32 a 40 anos (24,8%) e 25 a 31 anos (21,8%). Os critérios da pesquisa requereram uma idade mínima de 18 anos para o indivíduo ser entrevistado. 6 Perfil dos Turistas FONTE: FIPE, 2011
  7. 7. Idade média Faixa etária 2008/2009 2011 16 a 24 anos 19,7 14,0 25 a 31 anos 24,7 21,8 32 a 40 anos 21,2 24,8 41 a 50 anos 20,1 18,5 51 a 59 anos 8,8 10,4 60 anos ou mais 5,5 10,5 Média etária 36,2 anos 39 anos 7 FONTE: FIPE, 2011
  8. 8. Perfil dos Turistas Grau de Instrução:  Evidencia-se que a grande maioria dos visitantes do estado possui de nível superior completo e pós-graduação completa (50,3%) e médio completo (35,2%). Ocupação:  Os assalariados são predominantes entre os turistas que visitam o estado da Bahia. Profissionais autônomos e empresários também representam uma parcela importante da demanda. 8 FONTE: FIPE, 2011
  9. 9. Grau de instrução Grau de instrução 2008/2009 2011 Superior completo (incluindo pós-graduação) 40,0% 50,3% Médio completo 46,2% 35,2% Fundamental completo 7,8% 7,0% Primário completo 3,9% 5,0% S/ Instrução / primário incompleto 2,1% 2,6% 9 FONTE: FIPE, 2011
  10. 10. Ocupação Ocupação 2008/2009 2011 Assalariado 37,2% 45,4% Profissional Liberais/ Autônomo 21,7% 23,6% Estudante 10,9% 5,3% Empresário 8,1% 11,1 Aposentado / Pensionista 4,6% 7,8% Do Lar 3,7% 3,0% Desempregado 1,7% - Mercado Informal 1,2% - Outros 11% - 10 FONTE: FIPE, 2011
  11. 11. Renda Média Mensal Renda Mensal Individual:  A renda média mensal individual dos turistas domésticos que vistam a Bahia é de R$ 4.262,99, enquanto a renda média familiar é de R$ 6.431,91 e a familiar per capita é de R$ 2.300,63.  Os turistas estrangeiros possuem rendas maiores: A renda média individual é de R$ 7.808,25, a média familiar é de R$ 10.108,93 e a familiar per capita é de R$ 4.762,53 11 FONTE: FIPE, 2011
  12. 12. Renda Média Mensal  A pesquisa de 2008/2009 não contabilizou separadamente a renda média mensal individual, familiar e per capita nem distinguiu entre a renda do turista nacional do turista estrangeiro.  A renda média mensal individual dos turistas que vistam a Bahia em 2008/2009 foi de R$ 3.357,06. 12 FONTE: FIPE, 2011
  13. 13. Gasto médio  O gasto médio no total (incluindo a Bahia) da viagem dos turistas domésticos foi de R$ 1.775,72 e dos turistas internacionais foi de R$ 7.944,23.  Do gasto médio no total da viagem dos turistas domésticos (R$ 1.775,7), parcela expressiva foi consumida no Estado da Bahia (R$ 1.079,08, cerca de 60%).  Já dos estrangeiros (R$ 7.944,2), a parcela consumida no Estado é bem menos significativa (R$ 2.323,5, cerca de 30%). Mesmo sendo menor a parcela gasta no Estado relativamente, ainda assim os gastos dos turistas estrangeiros representam mais do que o dobro dos domésticos.  O gasto médio per capita dos turistas domésticos é de R$ 595,4 e dos turistas internacionais é de R$ 1.315,8. O gasto médio per capita dia dos turistas domésticos é de R$ 88,0 e dos turistas internacionais é de R$ 98,5. 13 FONTE: FIPE, 2011
  14. 14. Gasto médio Gasto médio na Bahia 2008/2009 2011 Gasto médio R$ 854,99 R$ 1.079,08 Gasto médio individual total R$ 254,70 R$ 595,00 Gasto médio individual dia R$ 43,78 R$ 88,04 Gasto médio na Bahia Doméstico Internacional 2011 Gasto médio R$ 1.079,08 R$ 2.323,49 Gasto médio individual total R$ 595,00 R$ 1.315,84 Gasto médio individual dia R$ 88,04 R$ 98,53 Gasto médio no local Doméstico Internacional 2011 Gasto médio total R$ 877,75 R$ 1.512,40 Turista doméstico 14 FONTE: FIPE, 2011
  15. 15. Composição dos Gastos  Hospedagem constitui-se na principal componente de gasto, tanto dos turistas domésticos (32,8%), quanto dos internacionais (27,7%).  Seguem-se Alimentação (respectivamente, 13,9% e 18,9%), Compras Pessoais (12,9% e 16,5%), Atrativos e Passeios (11,3% e 12,8%), entre outros (11,7% e 7,1%). 15 FONTE: FIPE, 2011
  16. 16. Composição dos Gastos Serviço Doméstico (%) Internacional (%) Hospedagem 32,8 27,2 Alimentação 13,9 18,9 Compras pessoais 12,9 16,5 Atrativos e passeios 11,3 12,8 Diversão Noturna 10,0 9,7 Transporte Local 7,4 7,4 Outros 11,7 7,1 TOTAL 100,0 100,0 16 FONTE: FIPE, 2011
  17. 17. Características das Viagens 17
  18. 18. Motivação  Diferente da pesquisa 2008/2009, a caracterização da viagem distinguiu os turistas nacionais dos estrangeiros.  Visando obter resultados que contribuam para o melhor conhecimento da realidade do turismo no Estado e ao aprimoramento das estratégias de suas políticas públicas, essas características foram analisadas e confrontadas por origem dos turistas, nacionais ou estrangeiros. 18 FONTE: FIPE, 2011
  19. 19. Permanência no Estado  Da mesma forma que os demais itens, a taxa de permanência foi analisada e confrontada por origem dos turistas, nacionais ou estrangeiros.  A média de permanência dos turistas nacionais na Bahia em 2011 foi de 6,8 pernoites, enquanto o do turistas estrangeiros foi de 13,7 pernoites no estado.  Na pesquisa de 2008/2009, a média de pernoites dos turistas nacionais no Estado foi de 5,8 pernoites. 19 FONTE: FIPE, 2011
  20. 20. Taxa de Permanência no Estado Número de pernoites Nacionais Estrangeiros 1 ou 2 pernoites 29,8% 7,7% 3 ou 4 pernoites 31% 14,9% 5 ou 7 pernoites 22,5% 27,3% 8 ou 15 pernoites 10,7% 30,4% 16 pernoites ou mais 6% 19,7% Média de pernoites 6,8 pernoites 13,7 pernoites 20 FONTE: FIPE, 2011
  21. 21. Taxa de Permanência na localidade Número de pernoites Nacionais Estrangeiros 1 ou 2 pernoites 36,4% 29,8% 3 ou 4 pernoites 31,4% 23,6% 5 ou 7 pernoites 20% 26,5% 8 ou 15 pernoites 7,7% 15,7% 16 pernoites ou mais 4,6% 4,6% Média de pernoites 5,8 pernoites 6,3 pernoites 21 FONTE: FIPE, 2011
  22. 22. Cidades mais visitadas pelos turistas nacionais e estrangeiros Destino Turistas Nacional Turistas Estrangeiros Salvador 32,5% 67% Porto Seguro (Trancoso + Arraial) 9% 21,5% Mata de São João (P. do Forte, Sauípe, Imbassaí) 9% 12,9% Cairu (Cairu + Morro de São Paulo) 3,8% 10,7% Maraú 2,5% 9,8% Lençóis 1,8% 8,9% Itacaré 2,2% 7,7% Ilhéus 4,3% 5,7% 22 FONTE: FIPE, 2011
  23. 23. Características das Viagens Principal Meio de Transporte:  Ônibus de linha é o meio de transporte mais utilizado pelos visitantes da Bahia, seguido por automóvel próprio ou de terceiros. A maioria dos estrangeiros utilizam o vôo regular e ônibus de linha. Principal meio de hospedagem:  Os turistas nacionais utilizam casa de amigos e parentes como meio de hospedagem, seguido por hotel e pousada. Os estrangeiros se hospedam mais em pousadas, seguidas de hotéis. 23 FONTE: FIPE, 2011
  24. 24. Meio de Transporte (turistas nacionais) Meio de Transporte 2008/2009 2011 Ônibus de linha 35,2% 30,6% Automóvel próprio 20,6% 24,8% Voo regular 17,6% 18,2% Transporte hidroviário 12,1% 10,6% Ônibus fretado 2,8% 7,7% Automóvel alugado 1,2% 2,2% Outros 7,7% 6,0% 24 FONTE: FIPE, 2011
  25. 25. Meio de Transporte (Estrangeiros) Meio de Transporte 2011 Ônibus de linha 27,4% Automóvel próprio 11,1% Voo regular 30,8% Transporte hidroviário 11,4% Ônibus fretado 6,6% Automóvel alugado 10,1% Outros 2,7% 25 FONTE: FIPE, 2011
  26. 26. Meio de Hospedagem  54,2% dos turistas domésticos ficaram hospedados em hotéis, pousadas, resorts e albergues, representando um aumento de 10% em relação a 2008/2009.  Essa média sobre bastante com relação aos turistas estrangeiros. 78,9% dos 558 mil turistas internacionais ficaram hospedados em hotéis, pousadas, resorts e albergues. 26 FONTE: FIPE, 2011
  27. 27. Meio de Hospedagem - nacionais Meio de hospedagem 2008/2009 2011 Casa de amigos e parentes 42,4% 37% Hotel 21,6% 26,9% Pousada 18,1% 20,3% Imóvel alugado 4,2% 2,4% Imóvel próprio 3,7% 3,1% Resort 3,1% 6,5% Albergue 1,3% 0,5% Outros 2,8% 3,2% 27 FONTE: FIPE, 2011
  28. 28. Meio de Hospedagem - estrangeiros Meio de hospedagem 2011 Casa de amigos e parentes 14,9% Hotel 32,5% Pousada 33,5% Imóvel alugado 3,1% Imóvel próprio 1,3% Resort 7,5% Albergue 5,4% Outros 1,8% 28 FONTE: FIPE, 2011
  29. 29. Características das Viagens Acompanhantes na Viagem:  A maior parte dos turistas domésticos (34,7%) e dos estrangeiros (32,2%) que visitam a Bahia realizam a viagem sozinhos. Classe de Grupos  A média de turistas que viajam juntos para Bahia é de 3,4 pessoas. 29 FONTE: FIPE, 2011
  30. 30. Acompanhantes na Viagem - nacionais Acompanhantes 2008/2009 2011 Sozinho 32,% 34,7% Grupo Familiar 18,8% 26% Amigos 18,7% 12,7% Casal sem filhos 16% 21% Casal com filhos 9% - Colegas de trabalho 4,4% 4,6% Outros 0,6% 0,9% 30 FONTE: FIPE, 2011
  31. 31. Acompanhantes na Viagem - estrangeiros Acompanhantes 2011 Sozinho 32,2% Grupo Familiar 21,8% Amigos 17,7% Casal sem filhos 26,5% Casal com filhos - Colegas de trabalho 1,7% Outros 0,2% 31 FONTE: FIPE, 2011
  32. 32. Principal fator de influência  Nota-se claramente a importância da internet como meio e ambiente de propaganda do estado da Bahia, representando fator decisivo para 26,6% dos turistas internacionais de 10,2% dos turistas nacionais.  Entretanto, o comentário de amigos e parentes continua sendo o principal fator de decisão da viagem.  Chama a atenção também a importância do site São João da Bahia que influenciou 8,6% dos turistas estrangeiros, muito mais que o site oficial de turismo. 32 FONTE: FIPE, 2011
  33. 33. Principal fator de influência Principal Fator de influência Doméstico Internacional Comentários de amigos e parentes 46,1% 44,5% Já conhecia o destino 16,4% 6,9% Local onde trabalha 14,7% 4,3% Internet 10,2% 26,6% Agências de Viagens 3,5% 4,3% Feiras, eventos 3,3% 0,6% Guias turísticos impressos 1,9% 10,2 Outros 3,9% 2,6% 33 FONTE: FIPE, 2011
  34. 34. Principal referência na Internet Principal referência na Internet Doméstico Internacional Sítes e blogs 77,3% 82,9% Redes sociais 8,9% 2,5% Sítio/Portal do município 3,2% 0,0% Site oficial do São João da Bahia 2,6% 8,2% Site oficial de Turismo 2,5% 2,7% Outros 5,6% 3,7% 34 FONTE: FIPE, 2011
  35. 35. Características das Viagens Primeira visita à localidade:  A maioria dos turistas domésticos da Bahia, 62,4%, já tinha visitado as localidades do estado em outras ocasiões, enquanto cerca de 37,6% nunca tinha estado no local. É expressivo também o resultado com os turistas estrangeiros, 35,1% já conhecia o local visitado, enquanto 64,9% visitava pela primeira vez. Aquisição de serviços em agência de viagem:  78,3% turistas nacionais e 69,7% dos estrangeiros que visitaram a Bahia não adquiriram serviços em agência de viagem. . 35 FONTE: FIPE, 2011
  36. 36. Avaliação do destino visitado Expectativa da viagem:  A maior parte dos turistas da Bahia teve suas expectativas correspondidas ou superadas. 70,9% dos turistas domésticos e 73% dos estrangeiros consideraram terem sido satisfatórias suas expectativas. Intenção de retorno:  Observa-se nitidamente a intenção de retorno para todas as localidades da Bahia pela maioria dos turistas, representando 93% dos turistas domésticos e 80,5% dos estrangeiros. Recomendação da localidade:  94,2% dos turistas domésticos e 96,7% dos estrangeiros recomendariam o local visitado a outras pessoas. 36 FONTE: FIPE, 2011
  37. 37. Avaliação do destino visitado  90% dos turistas domésticos e dos estrangeiros avaliaram os atrativos turísticos da Bahia como “muito bom” e “bom”.  Aspectos positivos: hospitalidade do povo, atrativos naturais, praias, atrativos histórico-culturais (domésticos e estrangeiros);  Aspectos negativos: serviços médicos, preços e limpeza (estrangeiros); limpeza pública, segurança e serviço em bares e restaurantes (domésticos)  Surpresa: O serviço de táxi foi bem avaliado por 80,8% dos turistas domésticos e por 79,1% dos estrangeiros. 37 FONTE: FIPE, 2011

×