Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Metodologias e anti-metodologias de design

Aula da disciplina Design Thinking da Escola de Arquitetura e Design da PUCPR.

  • Be the first to comment

Metodologias e anti-metodologias de design

  1. 1. Metodologias e anti-metodologias de design Frederick van Amstel Escola de Arquitetura e Design PUCPR usabilidoido.com.br
  2. 2. “Eu não aguento mais ouvir falar de metodologia. Cada professor vem com uma e nos obriga a trabalhar do jeito dele, que não é nosso jeito.” Aluno de Design da Unisul
  3. 3. Metodologia não é um procedimento.
  4. 4. Metodologia e método • Metodologia é o estudo crítico dos métodos a partir de uma perspectiva teórica • Método é uma estrutura coerente de técnicas necessárias para atingir um resultado
  5. 5. Metodologia de Design • Visão de mundo • Base teórica • Experiência prática
  6. 6. Ex: Metodologia Ágil • Ver funcionando é melhor do que prever • Evoluir por iterações • Diálogo com usuários • Equipe enxuta • Compartilhar conhecimento
  7. 7. Ex: Métodos de Design de Interaçao • Prototipação • Teste de Usabilidade • Entrevista • Shadowing • etc...
  8. 8. Como desenvolver a própria metodologia • Vincular-se a uma corrente de pensamento abrangente • Utilizar o pensamento como base para tomada de decisões de maneira consistente • Experimentar novas maneiras de fazer coisas antigas • Projetar o processo tão intencionalmente quanto o produto
  9. 9. Teoria do metadesign
  10. 10. Modelo de pesos invertidos para A Sagrada Família
  11. 11. Metadesign • Uma prática identificada por Van Onck (1966) em que designers projetam seu próprio processo de projetar visando com isso projetar algo mais complexo • Teoria extendida por Caio Vassão (2008), incluindo sua própria crítica (tendência à formalização geral da sociedade) e uma proposta alternativa (arquitetura livre)
  12. 12. Conceitos de metadesign • Diferentes níveis de abstração • Diagramas como realidade • Parametria • Fenômenos emergentes
  13. 13. Níveis de abstração
  14. 14. A casa como um agregado de informações
  15. 15. Diagramas
  16. 16. Diagrama do rosto utilizado para mudar o rosto
  17. 17. Parametria
  18. 18. Parâmetros para configurar uma casa
  19. 19. Emergência
  20. 20. Página web personalizada de acordo com escolhas, incluindo combinações imprevistas
  21. 21. Crítica ao metadesign • Formaliza atividades através da tecnologia • Atividades ficam engessadas • Conservadorismo e manutenção do status quo • Metadesigners tem mais poder do que designers • Atividade projetual se torna mecânica
  22. 22. Máquinas de projetar
  23. 23. Benefit Brow Genie (2015)
  24. 24. Thegrid.io inteligência artificial que cria websites (2015)
  25. 25. Soft Architecture Machines (Negroponte, 1975)
  26. 26. Movimento anti-método
  27. 27. Antidesign • “Diante do fato das brigas atuais da universidade serem as mesmas há décadas, velhos relógios empoeirados cujas cordas foram arrebentadas pela força da pomposidade do hábito, torna-se necessária a criação de um novo campo de batalha. Criar contrapontos, pontos de vista opostos. Todo modelo requer um anti modelo. Um AntiDesign.” Manifesto AntiDesign, Ivan Mizanzuk (2007)
  28. 28. DesDesign • Temos design demais em nossa sociedade, a vida está ficando excessivamente projetada • Precisamos de um design que destrua além de construir • DesDesign é o design que come pelas bordas • Discussões soltas entre Frederick van Amstel e Rodrigo Gonzatto
  29. 29. Contra o método • A influência dos paradigmas científicos no design de interação contaminou a prática de design com métodos que são seguidos como receitas • Precisamos nos liberar dos métodos para desenvolver a própria área • Tese de doutorado de Jung-Joo Lee
  30. 30. Design incompleto • O projeto nunca termina por isso não pode ter um método anterior ao projeto • O designer faz uma conexão sísmica com o mundo, se movendo de acordo com as trepidações • Deixar o mundo dizer qual é o projeto • Dissertação de mestrado de Leif Tannfors & René Lundgaard Kristensen
  31. 31. Arquitetura livre • O projeto como pergunta e não resposta • Diagramas que não representam nada • Precedência da informalização • Corpo como fulcro do projeto • Múltiplos corpos, múltiplas vozes • Tese de doutorado de Caio Vassão
  32. 32. Obrigado! Frederick van Amstel designer de interação usabilidoido.com.br

×